[PROMÇÃO] NATAL DE DESCONTOS ROCCO


 A Editora Rocco preparou uma promoção que vai render ótimas histórias neste Natal! A partir e hoje, 15 de dezembro, uma seleção imperdível de mais de 60 títulos da editora estará com descontos de até 50% para compra na Saraiva. A lista conta com livros como O conto da aia, A garota na cabine 10, Em um bosque muito escuro, Vidas muito boas, Resistência e muito mais! 

[RESENHA] A MULHER NA CABINE 10 | RUTH WARE


Aclamado pela crítica e há mais de 30 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo, na melhor tradição de Agatha Christie. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal.
Suspense | Mistério | 320 páginas | Editora Rocco | 2017 | Amazon | Skoob
"Se pensasse, ia chorar, e, se chorasse agora, talvez nunca mais parasse." p.16
 Expectativa é sempre algo difícil de se lidar. Ruth Ware é uma autora que conheci no início desse ano com o livro Em um bosque muito escuro, da Coleção Luz Negra da Editora Rocco. Aquela havia sido uma maravilhosa história de se acompanhar, um suspense realmente instigante, de modo que A mulher na cabine 10 se tornasse uma leitura desejada assim que soube do lançamento.  E, apesar de serem livros com propostas diferentes, foi impossível não comparar os dois livros de Ruth Ware. Ao chegar no final da leitura que é o foco de hoje, percebi como a mesma havia sido apenas tolerante e como, infelizmente, a sensação de chegar ao fim foi muito melhor do que qualquer outra durante o desenrolar da trama.

[RESENHA] CONFESSE | COLLEEN HOOVER

Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.
Romance | Drama | Jovem Adulto | 320 páginas | Galera Record | Amazon | Skoob
"Talvez você estivesse no lugar certo na hora certa." p. 25
  Colleen Hoover é uma autora com a qual tive pouco contado, porém esse pequeno relacionamento já me fez admirá-la. Confesse veio para mostrar que preciso, de fato, ler mais livros dessa autora e, sem dúvidas, já quero tirar o atraso durante as férias. Aqui conheceremos Auburn, uma mulher que está tentando reconstruir sua vida só que, mesmo com todas as tentativas, recomeçar parece cada vez mais difícil. Principalmente porque ela não pode vacilar uma vez sequer. Em busca de um emprego e de algo que melhore seus dias, Auburn acaba se deparando com confissões que chamam sua atenção e a levam até Owen, um homem talentoso e intenso que parece despertar nela algo que há muito tempo estava adormecido. O  maior problema é que o passado de cada um pode tentar criar obstáculos que os impeçam de confessar o mais importante.

[DICA DE LEITURA] VACAS | DAWN O'PORTER

Um pedaço de carne; feito para reproduzir; além da sua data de vencimento; parte do rebanho. Mulheres não têm que se encaixar em estereótipos. Tara, Cam e Stella são estranhas vivendo suas próprias vidas da melhor forma que podem, apesar de poder ser difícil gostar do que você vê no espelho quando a sociedade grita que você devia viver de um jeito específico. Quando um evento extraordinário cria laços invisíveis de amizade entre elas, a catástrofe de uma mulher vira a inspiração de outra, e uma lição para todas. Às vezes não tem problema não seguir o rebanho. Vacas é um livro poderoso sobre três mulheres julgando uma à outra, mas também a si mesmas. Entre todo o barulho da vida moderna, elas precisam encontrar suas próprias vozes.
Ficção Contemporânea | 336 páginas | 2017 | HaperCollins Brasil | Amazon | Skoob

  Quando o título e a capa de um livro te instigam, porém não te passam segurança, o subtítulo é o terceiro elemento da fila para o livro tentar te conquistar. "Nem toda mulher quer ser princesa" é um subtítulo com o qual me identifiquei e, ao ler a sinopse, tive certeza de que a história poderia valer a pena. Em Vacas conhecemos Tara, Cam e Stella, três mulheres com realidades, pensamentos e atitudes muito diferentes, o que torna a trama completa. Tara é mãe solo e trabalha como produtora de TV tendo que lidar diariamente com o machismo dentro e fora do ambiente de trabalho. Cam é uma mulher independente que compartilha seus ideias em um blog e precisa lidar com a responsabilidade de se expor tanto na internet e com a tentativa de controle de uma família conservadora. Stella passa boa parte de seus dias lamentando a perda da irmã gêmea e da mãe para o câncer sem conseguir seguir em frente e se tornando cada vez mais rancorosa. As vidas dessas três mulheres irão se ligar após acontecimentos inesperados e, através da maravilhosa escrita de Dawn O'Porter, teremos a possibilidade de refletir sobre temas como diferenças e respeito.

[SORTEIOS] 6 ANOS DO MAGIA LITERÁRIA!


 Seis!  Que loucura pensar que faz SEIS ANOS desde que decidi me aventurar no mundo dos blogs e falar sobre o que mais amo: livros.

 Tem sido uma jornada e tanto, repleta de altos e baixos, mas sempre cheia de amor e realizações. Sou muito grata por ter a oportunidade de fazer algo que gosto tanto e principalmente por isso ter se tornado um trabalho que me abriu muitas portas. Quando olho para trás, me dou conta da quantidade de entrevistas que fiz com autores nacionais e internacionais, da quantidade de livros que li graças às editoras parceiras, da quantidade de eventos que apresentei e participei e vejo como cada momento foi especial. Isso tudo graças a vocês, leitores, que acompanham o Magia Literária e que fazem tudo valer a pena. 

 Por isso, nada melhor do que sortear alguns livros para presenteá-los e agradecer pela presença nas redes sociais e pela confiança em minha opinião. Espero que gostem dos livros, que participem e que continuem me acompanhando por muito mais tempo!