[Resenha] A Esperança | Suzanne Collins


* Se você não leu Jogos Vorazes ou Em Chamas tenha cuidado com spoilers.

  Começo a resenha dizendo que A Esperança foi o livro que menos gostei da trilogia. Katniss sobreviveu a mais uma edição dos Jogos Vorazes e neste livro ela busca uma esperança para continuar. Com a morte de pessoas próximas - acreditem, bem próximas - ela segue lutando para livrar Panem e Peeta, que foi capturado, dos poderes da Capital. Dessa vez Katniss é quem move todos em uma guerra contra a Capital. Neste livro temos vários questionamentos: Será que Katniss vai conseguir vencer a capital? O que o presidente Snow é capaz de fazer caso a guerra realmente aconteça? É possível existir um futuro melhor? É possível existir um futuro?

Digo e repito: não sou fã da série, mas tenho que admitir que gosto da escrita de Suzanne. A série em si não é um romancezinho como muitos pensam, ou como os fãs do filme fizeram parecer. Aconteceu com muitos outros filmes/séries e com Jogos Vorazes não seria diferente. Após o lançamento do filme muitos se interessaram pela série, outros muitos começaram a criticar e outros (eu me incluo nesses) não gostam de modinhas, mas antes de criticar preferem conhecer o conteúdo primeiro. Li Jogos Vorazes, li Em Chamas (o meu favorito da série) e não deixaria de ler A Esperança, que para mim foi o mais fraco da trilogia.

   Sinceramente, não gostei do desfecho da história. Tudo bem que muitos - se não todos - sabiam que a Katniss terminaria com Peeta (desculpem o spoiler [que não é tão spoiler assim, né] mas eu preciso desabafar, pois acho que tenho um dom para preferir os personagens homens ignorados ao invés dos que as mocinhas amam), mas não é só pelo fato de Peeniss - poderiam formar uma palavra melhor - existir. Ao longo no livro, Katniss muda muito e fica abalada. Nas duas primeiras partes do livro a personagem forte e perseverante muda completamente porque Peeta é prisioneiro da Capital. Acho que Katniss poderia ter enfrentado todos os problemas de forma mais firme, como enfrentou os Jogos

  Um outro ponto negativo do livro foi que esse eu demorei mais tempo para ler. A narrativa apesar de ser boa, se torna um pouco monótona em certos pontos do livro e isso fez com que eu tivesse pouca vontade de ler, ao contrário de Jogos Vorazes e Em Chamas que eu não queria nem parar.

  Não vou prolongar muito a resenha, pois esse é um livro onde cada detalhe é importante e cada opinião pode ser spoiler (já cometi o erro de soltar dois só nessa resenha). A estória é realmente intrigante, a personagem principal se mostra corajosa sim, e apesar de não ter gostado de A Esperança recomendo a série. Digo a série, pois ela em si é realmente tão intensa que você chega ao ponto de desejar estar no meio da guerra.