Das páginas para as telas: Querido John


 Das páginas às telas é a nova coluna do Blog e hoje venho com o primeiro post, sobre meu romance favorito: Querido John.
Nós dois temos lembranças, é claro, mas aprendi que as memórias podem ter uma presença física, quase viva, e nisso ela e eu também somos diferentes.Enquanto as lembranças dela são estrelas no céu noturno, as minhas compõem o assombrado espaço vazio entre elas.

LIVRO:
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 288

Sinopse: “Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre.Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.


FILME:
Elenco: Channing Tatum, Amanda Seyfried, Henry Thomas, Richard Jenkins, Scott Porter, Luke Benward.
Direção: Lasse Hallström
Duração: 102 min.
Distribuidora: Sony Pictures
Sinopse: Querido John conta a história de John Tyree (Channing Tatum) e de Savannah Curtis (Amanda Seyfried). Durante sete tumultuosos anos, o casal é separado pelas missões cada vez mais perigosas de John. Apesar de se encontrarem apenas esporadicamente, o casal mantém o contato por meio de uma enxurrada de cartas de amor. Essa correspondência acaba por provocar uma situação com consequências nefasta



  No livro Querido John conhecemos John Tyree, um soldado que está licenciado e vai passar seus dias livres com seu pai. Em um de seus dias solitários na praia ele conhece e ajuda Savannah LynnCurtis, que é uma universitária de férias. Os dois acabam iniciando um relacionamento mesmo sabendo que em alguns dias John retornará ao exercito e os dois só poderão se ver dentro de um ano, que é quando ele terminará seu serviço militar.

  Durante esse longo ano os dois se comunicam por meio de cartas, cada vez mais ansiosos para que o dia de seu reencontro aconteça. Mas quando acontece o ataque às Torres Gêmeas, John se sente no dever de continuar defendendo seu país e acaba se alistando novamente. Com o tempo, as cartas de Savannah vão mudando até o dia que ela decide não envia-las mais, deixando John cheio de dúvidas e questionamentos


  Acredito que a grande maioria dos leitores espera um final lindo e feliz em um romance. Nicholas faz exatamente o oposto e foi isso que fez com que Querido John se tornasse meu romance favorito. Nicholas nos emociona com o improvável, com a realidade. John termina apaixonado, Savannah casada com Tim e ele sempre voltando para observa-la de longe, sem ela nem imaginar. Posso assegurar que este é um grande livro e como na maioria das vezes a adaptação ao cinema deixa a desejar. O filme não deixa de ser lindo e emocionante, assim com o o livro, mas as mudanças me fizeram acreditar que ele poderia ser melhor.

  Como citei na resenha de Querido John aqui no blog, terminei de ler o livro na noite de um domingo e assim que terminei chorando horrores, logo quis ver o filme. Estava meio revoltada com as atitudes de Savannah e quando vi o filme fiquei mais revoltada com as mudanças que foram feitas e não chorei. No dia seguinte vi o filme mas tranquila, e acabei chorando. Chorei ainda mais quando fui ver as cenas excluídas e vi que o final igual o do livro, exatamente como havia imaginado.

   Algumas coisas foram cortadas sim, mas não é nada que acabe com o encanto. O filme não deixa de ser bonito, mas na minha opinião algumas mudanças foram desnecessárias, como por exemplo, a mudança que fizeram com Alan. No livro ele é irmão do Tim e no filme é filho dele. Me digam a necessidade de fazer tal mudança? Achei super desnecessário.

  Uma mudança que passa despercebida é que no livro John tem tatuagens e no filme não, e outra  mudança é o cabelo de Savannah. No filme ela é loira, enquanto no livro ela é morena. Isso não é nada que "estrague" a essência  do livro, mas confesso que fiquei o livro todo esperando a hora que ela ia pintar o cabelo de loiro, pois como a capa do livro é o poster do filme (com Channing Tatum e Amanda Seyfried) eu imaginei que quando eles se reencontrassem ela estaria loira - rs.

  O que mais que decepcionou foi que houve uma mudança no final do filme. No livro Tim termina casado com Savannah e sobrevive com saúde graças a doação anônima que John faz , enquanto John termina apaixonado e sempre vai ver a amada sem ela nem cogitar a ideia de que ele está ali observando ela de longe. O filme termina com uma cena onde nos dá o entender que passaram-se alguns anos e John e Savannah acabam juntos novamente. Fiquei revoltada. O fato do livro se tornar meu romance preferido era justamente porque Nicholas não termina com um "felizes para sempre" e no filme acontece totalmente o contrário. Acho que eles podiam mudar tudo, mas não esse final.

“Finalmente compreendi o que o verdadeiro amor realmente significa (…) O amor significava pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, não importa  quão dolorosa seja sua escolha.”

 Querido John se trata de uma comovente história de amor onde aprendemos que independente de finais felizes é o amor verdadeiro que prevalece. Se você realmente ama alguém, você fará qualquer coisa para vê-la bem, mesmo que você não esteja envolvido no futuro dessa pessoa. Recomendo que leiam o livro antes de ver o filme e espero que se apaixonem pelo John assim como eu me apaixonei.


“Aprendi que amar não significa estar junto, mas sim querer ver a pessoa feliz , mesmo que isso custe a sua felicidade.”

  Abaixo vocês podem conferir o trailer legendado do filme e para conferir a resenha do livro aqui no blog clique aqui.

  Espero que tenham gostado do post, e não deixem de comentar sua opinião. Qual vocês preferem? O livro ou o filme?



Comentários

  1. Eu adoro esse livro, é simplesmente mágico!
    O meu personagem preferido no livro e no filme é o pai do John. Chorei tanto com ele.
    Beijinhos!

    Camila.
    loucuradelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adoro confesso que prefiro o final do filme..... kkkk sim romantica forever

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas