[Resenha] Equinócio - a primavera | Lu Piras


"É como eu vejo você. Como o equinócio, a tenuíssima linha imaginária que separa o dia e a noite em partes iguais. [...] O instante em que isso acontece e os astros se zuam, é aquele em que você decide ser quem é."


  Antes de começar a resenha quero compartilhar algumas coisas com vocês. Conheci a autora Lu Piras  um pouco depois da Bienal RJ 2011. Vi que ela estava tentando publicar um livro, entrei em seu blog e comecei a falar com Lu. Nossas conversas só ficaram mais frequentes depois que descobri que fazíamos aniversário com um dia de diferença, e eu já tinha feito o Magia Literária. Comecei a ajudar na divulgação de Equinócio e quando Lu contou que Equinócio seria publicado pela Dracaena fiquei tão feliz que parecia que o livro era meu. Lu acabou se tornando uma amiga e a sua felicidade se tornou a minha felicidade. Realizar esse sonho foi muito importante para ela, e mais que merecido. Hoje posso dizer com certeza que além de ótima amiga e pessoa, Lu é uma ótima escritora.
"Na minha visão de humana, apaixonar-se é a coisa mais natural do mundo."
  Em Equinócio - A Primavera conhecemos Clara. Uma estudante de medicina que vive com seu pai e sua irmã mais nova, Olivia. Sua mãe faleceu a nove anos e seu pai, o Dr Maurício Chevallier, a congela com a esperança de poder fazer com que sua amada esposa Beatriz volte a vida. O problema é que existem seres que tem interesse em suas pesquisas e isso faz com que a vida dele e de suas duas filhas fique em perigo.

  Quando era mais jovem, seu pai lhe confidenciou um grande segredo. Segredo esse que poderia mudar a vida deles trazendo sua mãe de volta a vida. Ele nunca aceitou a morte de sua esposa e desde então vem pesquisando formas de traze-la de volta, já que seu corpo se encontra congelado. Mas o que ele não sabe é que caso conclua sua pesquisa, ele estará enfrentando a ordem natural e isso resultará no fim da humanidade. É justamente por isso que anjos caídos o sequestram forçando-o a terminar sua pesquisa. Nesse meio tempo, as coisas realmente começam a mudar para Clara, pois Nath-Aniel (Nate), seu anjo da guarda, entra em sua vida para alertar sobre o perigo.
“A distância entre mim e Nate é a distância do nosso olhar, é a distância entre as estrelas do firmamento e a minha casa. Como sempre, sempre estamos tão perto e tão longe.”
   Nate e Clara começam a viver um romance proibido e único. Nate só pode estar com Clara através de sonhos, e isso faz com que o amor que vive dentro deles cresça ainda mais. 

  Logo no inicio do livro eu já comecei a imagina-lo como filme, e eu adoro quando os livros nos deixam com essa sensação. Você faz os mesmos questionamentos que Clara, a leitura flui rapidamente e quando você chega a última página fica com aquele gostinho de quero mais. Tudo bem que temos o primeiro capítulo do segundo livro da trilogia (intitulado Polaris - O Norte) mas isso só aumentou a ansiedade.


  Além do casal principal temos outros personagens que engrandecem a trama. Jonas e Chris são meus preferidos. Jonas é um personagem, que na minha opinião, poderá ter um papel importante nos próximos livros. Além de ser lindo (a própria Lu disse que o imagina como Sean Faris) ele nos deixa intrigados com sua mudança repentina de atitude. Em um momento ele está todo solidário e no outro todo arrogante, mas apesar disso  e por isso - gostei bastante dele a ponto de querer que o Nate suma só para Jonas ter a oportunidade de mudar e ficar com Clara (meio exagerado, mas tudo bem - rs).


  A carismática Chris é a melhor amiga de Clara. Ela não é nada modesta mas ao mesmo tempo super divertida e é noiva de Gustavo. Jéssica, também amiga de Clara, namora Marcus, um cara que se mostra bastante misterioso, assim como seu irmão, Rodrigo, que não gosta nem um pouco de Jonas. 


  Não posso deixar de  falar sobre do incrível trabalho gráfico da Editora Dracaena. Desde a capa à diagramação do livro é tudo perfeito. A capa superou minhas expectativas, e sem falar do inicio de cada capítulo que além da arte contida neles, eles possuem um quote de diversas obras e autores, que encantam ainda mais a leitura. O livro ficou "a cara da Lu".


  Termino a resenha dedicando uma salva de palmas à Lu. Primeiro por escrever um romance de estréia tão prazeroso de se ler, segundo por 
nos apresentar a personagens bem desenvolvidos e apresentados, e terceiro por nos encantar com suas palavras e nos fazer sentir nas nuvens com seus anjos. Equinócio é perfeito para todos que desejam conhecer anjos diferentes de todos os que vinhamos conhecendo, e para os que desejam viver um amor único com Clara e Nate.

   Como você colocou na dedicatória do meu exemplar, Lu, os anjos realmente estiveram comigo durante a leitura de Equinócio.


- Não deixe de conferir as entrevistas feitas com Lu para o blog, clicando aqui.