Resenha negativa também ajuda na divulgação do livro?


  Esses dias estava conversando com uma amiga sobre as resenhas negativas que leio por aí. Em muitas - se não na maioria - podemos reparar que quando querem falar mal, falam mesmo. A pessoa não se importa em usar palavras ofensivas sobre o livro e as vezes até sobre o autor, e segundo essas pessoas, quem faz muita resenha positiva é "Maria vai com as outras" ou "puxa saco" do autor. Eu discordo.
  Ultimamente tenho lido livros realmente bons, e quem acompanha o blog sabe que quando eu gosto mesmo eu recomendo, mas também sei falar sobre os pontos negativos de determinado livro. Quando não gosto de algum livro demoro um pouco mais para publicar a resenha, porque acho que não posso chegar dizendo que odiei algo sem dar meus motivos. Acho que devo incluir os pontos negativos e positivos em todas as resenhas, mas claro que as vezes você gosta tanto de um livro que é impossível achar algum defeito, e por isso digo e repito que opinião é algo muito relativo.
  Imagina, é como se você desse um romance estilo Nicholas Sparks para alguém que gosta de livros de fantasia ou terror. Essa pessoa pode não gostar, mas há quem goste; assim como tem gente - eu sou um exemplo - que lê de tudo.
  Hoje a mesma amiga com quem eu estava conversando sobre esse assunto me enviou o post abaixo, que foi postado pelo site Minha Estante, no qual eles falam exatamente desse assunto e achei legal compartilhar com vocês para que vocês me digam sua opinião: Resenha negativa ajuda na divulgação de um livro?

Uma resenha é a opinião do leitor sobre a obra que acabou de ler. Com a facilidade de publicar sua opinião facilmente na internet, as resenhas – positivas ou não – se dispersam numa velocidade muito maior do que como funciona na indicação boca-a-boca.

Pra muita gente virou costume procurar uma resenha antes de comprar o livro. Afinal, ninguém paga por um produto sabendo que ele é ruim, né? Hum… eu acho que não!
Os livros que costumam se popularizar muito, nem sempre são obras primas da literatura. Cinquenta Tons de Cinza é o maior sucesso literário da década e a gente pode encontrá-lo em destaque em qualquer livraria por aí. O difícil é encontrar uma resenha muito positiva. Nenhum livro é perfeito, mas lembrando que estamos falando do maior sucesso da década!
Uma resenha positiva indica um bom livro, que é recomendado para que outras pessoas leiam. Já uma resenha negativa, mostra que aquele livro pode não ser uma boa opção. Mesmo tendo uma parte pessoal, a resenha ressalta os pontos positivos e negativos da obra. Cada pessoa tem suas preferências e o que não pode ser bom pra mim, talvez seja para você.
Parece que o velho ditado: “Fale bem ou fale mal, mas falem de mim” funciona até no mundo dos livros! Eu quero saber o que você pensa sobre isso: qual sua teoria para o fato de livros que mesmo sendo massacrados pela crítica, são sucesso de vendas?

Comentários

  1. Ainda me lembro de quando eu estava aprendendo divisão e multiplicação na terceira série e a professora pedia pra gente tirar a prova real. Acho que é a mesma coisa: você pode até achar que o livro é ruim, mas não custa nada conferir. Afinal de contas, cada um tem sua opinião. Eu mesma, quando vejo alguém esculachando um livro até a alma, procuro ler. Depois de ouvir tanta gente odiar Crepúsculo e eu acabar gostando, comecei a ler resenhas querendo saber de outros aspectos: narrativa, diagramação, personagens. Procuro ignorar a opinião das pessoas perante o livro, por que as opinião geralmente divergem.
    Adorei seu post! E concordo: acho que quando dizem que algo é polêmico, como 5O Tons, todo mundo quer conferir.

    Beijos,
    nathlambert.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Nath!
      Gosto de ler resenhas em diversos blogs, mas mesmo que seja negativa, se eu quiser ler o livro lerei. Também pode acontecer (como na série ''Os Imortais'', da Alyson Nöel): muitas vezes sinto raiva da protagonista, odiei algumas cenas, não gostei de dois volumes da série ma sou apaixonada pela autora e pela estória em si. Nas minhas resenhas deixo bem claro isso; pois apesar de não gostar de dois, dos 6 livros da série isso não me impede de gostar da história.
      As vezes as pessoas não sabem diferenciar, infelizmente!
      Obrigada pelo comentário,
      e volte sempre ;D

      Excluir
  2. Eu acho que cada um tem o direito de gostar ou não de alguma coisa, criticar ou não. Eu sou esse tipo de pessoa que tem um gosto literário que muitos odeiam. Sempre que comento com o meu irmão alguma coisa sobre Crepúsculo ele já faz piadas. Mas uma coisa que ele sempre diz é que para uma pessoa criticar algum livro ela precisa antes. Ele odeia Crepúsculo e leu todos. Certo ele. Quer criticar, critique, mas conheça antes. Amo chick lit, comédia romantica e os novos livros hot. Fazer o que, ninguém é perfeito. kkkk. Mas vale à pena ler de tudo. Quando estou receosa com algum livro eu pego emprestado. Foi o que fiz com 50 tons, peguei emprestado de uma amiga minha e agora estou desesperada para comprar, por que para mim ele é perfeito. Gosto é gosto e cada um tem o seu. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Maiara, você não é a única! hahaha
      Eu, por exemplo, não gostei de Jogos Vorazes. Admito que julguei um pouco a saga antes de ler o livro ou ver o filme, pois além de ser totalmente fã de Harry Potter eu estava com um pouquinho de raiva dos comentários dos fãs de JV sobre HP, mas antes de prosseguir com o julgamento resolvi ler. Quando li o primeiro volume gostei e não gostei: muito bem escrito, bom enredo mas a estória não me impressionou. Li os outros volumes para poder tirar minha conclusão e sinceramente, não gostei. Apesar de ter que admitir que é uma boa proposta, eu não gostei do rumo que tudo levou. Com Crepúsculo também foi assim. Fiquei com um pouquinho de raiva dos fãs, minha mãe queria comprar todos os livros em uma promoção e eu disse que não. Acabei adorando o filme e resolvi ler a série, conclusão: hoje tenho todos os livros (paguei mas caro depois né *tapanacara* rs) e vejo todos os filmes na estréia. Acho que é às vezes é inevitável não julgar alguns livros ou filmes antes de saber o que acontece, por isso depois de adorar Crepúsculo mudei totalmente de opinião.
      E eu também tenho esse mal: pego emprestado e depois compro! É gostar de gastar dinheiro né, só pode hahaha
      Obrigada pelo comentário,
      e volte sempre ;D
      Beijoos

      Excluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas