[Resenha] A Última Nota | Felipe Colbert & Lu Piras


  “-De que vale uma partitura sem o seu instrumento? E de que vale um instrumento sem o seu músico?”

  Alícia Mastropoulos tem 21 anos e, apesar  de ser grega, ela se considera brasileira. Atualmente ela é spalla na OSUFRJ e o amor pela música e principalmente pelo violino veio de herança do seu avô Amadeus. Seus pais, que possuem um restaurante muito frequentado na Zona Sul do Rio de Janeiro, seguem todas as tradições de sua cultura e não aceitam a decisão da filha de estudar música. Alícia namora Theo, um jovem também de origem grega que segue todas as tradições e quer casar com ela. Alícia tem uma importante apresentação em sua faculdade, na qual deveria cantar Nocture de Chopin, mas a emoção fala mais alto e ela resolve tocar Gratia, de seu avô, um acontecimento que significará muito em sua vida.

“Pela primeira vez, senti que minha presença o incomodava. E, ao contrário dele, pela primeira vez eu me sentia à vontade na sua presença.” 

  Um rapaz misterioso aparece em sua vida e a mudará completamente. Alícia fica dividida entre sua faculdade, seus pais e seu amor. Mas o que esse homem misterioso tem de tão encantador? E qual é o seu segredo? Por que ele não possui memória? E por que ele mexe tanto com ela?

“Às vezes o perto se torna longe quando corremos demais para alcança-lo.”

  Quando soube que Lu Piras estava em um projeto com  Felipe Colbert logo fiquei ansiosa. Não conhecia Felipe, nem sua escrita, mas quando sinopse e capa foram divulgadas eu tive uma certeza: o livro seria ótimo. E eu não estava errada. Compareci ao evento de lançamento aqui no Rio e pude conhecer Felipe pessoalmente. Voltei pra casa já lendo o livro e me envolvendo com a estória.


 O romance de Alícia e Sebastian é tão... doce. Os dois nos envolvem em uma história única e cheia de mistérios. É tão bom quando o livro nos transmite as mesmas emoções do personagem. Não é como se você simplesmente soubesse o que ele está passando, você se sente como ele. É como se você fizesse parte desse lindo romance também. Quando vi que a narrativa era em primeira pessoa admito ter pensado que isso poderia prejudicar, afinal, o livro é escrito à quatro mãos, mas os dois tiraram isso de letra. Já conheço a escrita de Lu, mas em nenhum momento pude falar "essa parte foi a Lu que escreveu". Os dois autores tiveram uma sincronia que nos envolve e nos surpreende de uma forma inexplicável. Ao longo do livro vi que não poderia ser diferente, pois o livro não nos transmitiria tantos sentimentos bons se fosse escrito em terceira pessoa.

  Os personagens foram muito bem estruturados. Minha favorita é Carol, que me lembrou muito a minha melhor amiga. A avó de Alícia, D. Cecília, também é inspiradora. Ela me encantou com sua calma, sua perseverança e sua atitude. A mãe de Alícia, D. Artémia, conseguiu me tirar do sério! No inicio do livro pensei que quem me despertaria esse sentimento era Theo, mas fui mais uma vez surpreendida. 

  Tenho que dizer para Lu e Felipe que graças a eles fiquei procurando receita de comidas gregas pela internet. A cultura grega está presente durante todo o livro - o que o tornou ainda mais interessante em alguns momentos - e me despertou interesse nas comidas típicas de lá. Como disse, os pais de Alícia são donos de um restaurante e os autores citaram as comidas algumas vezes. Acho que vou ter que ir urgentemente em um restaurante grego para a matar a curiosidade.

  O livro é simplesmente adorável. Amei o enredo, a capa é linda, o final surpreendente e adorei os personagens e os sentimentos que o livro me proporcionou. No evento eu comprei um livro a mais para dar de presente a uma amiga e falei para Lu e Felipe: "Viram, quando uma pessoa compra o livro para dar de presente sem ter lido é porque confia nos autores, né?" E hoje posso dizer que não me arrependo. Parabéns aos autores pela belíssima obra e espero que os dois tenham mais projetos futuros, podendo assim, nos encantar ainda mais com suas palavras.

  E quem quiser ganhar o livro autografado, participe da promo de 1 ano do blog clicando aqui.