Papo Literário: Barbara Freethy


 "Escritora, mãe e esposa". É com essas as três palavras que Barbara Frethy se descreve. Ela vive em São Francisco, Califórnia, escreve desde que era uma criança e só começou a publicar livros depois dos 20 anos. Ela diz que ama criar histórias e que "escrever e ser escritora é o melhor trabalho do mundo".

  Em entrevista exclusiva ao ML Barbara Barbara diz em primeira mão que nós, leitores brasileiros, poderemos ler mais alguns dos seus 30 livros em breve, fala sobre seus novos projetos e sobre Pretty Little Liars, a série de TV do qual muitos leitores citam em resenhas. Vamos lá:


:: Entrevista feita por: Mariana Mortani
:: Traduzido por: Mariana Mortani

Magia Literária: Barbara, antes de tudo, eu tenho que falar que seu livro ''Tudo o Que Ela Sempre Quis" é incrível. Você me prendeu do início ao fim e eu ficava o tempo todo - quando não estava lendo -  pensando em resolver logo o mistério. Você se inspirou em amigos para criar os personagens, ou em algum momento de sua vida para criar o enredo?
Barbara Freethy:
 Eu fico feliz que tenha gostado de TUDO O QUE ELA SEMPRE QUIS. A história foi inspirada em algumas de minhas experiências no colegial. Eu queria escrever sobre um grupo de meninas que eram amigas, mas que na verdade não se conhecia realmente como pensavam. Eu também queria escrever sobre como um erro pode mudar várias vidas. E foi super divertido criar um mistério nos acontecimentos do presente e do passado também.

ML: Quando estava lendo ''Tudo o Que Ela Sempre Quis" eu lembrei da série Pretty Little Liars atualmente exibida pela ABC nos Estados Unidos. Mesmo que seu livro seja mais maduro, já que se passa em um período após a faculdade, existem algumas semelhanças, como o mistério por trás da morte da líder de um grupo de amigas. Alguém já te falou sobre a semelhança? Você leu algum livro de Sara Shepard ou assistiu algum capítulo de PLL?
BF: Eu escrevi o livro antes da série sair, então eu nunca soube das semelhanças antes. É um grupo de idades diferentes, e  além da morte da líder do grupo, não sei e acho que não tem nada mais igual.

ML: Você só tem um livro publicado no Brasil - e eu espero que isso mude em breve - mas você tem outros livros publicados em outros países. Como você se sente ao pensar que alguém poder estar "te lendo" neste momento?
BF: Eu sou muito feliz por ter meus livros publicados no Brasil. E digo (em primeira mão) que existem mais quatro livros que serão publicados em breve pela minha Editora Brasileira e estou com a esperança de ter mais leitores com cada novo livro.

ML: Você tem 30 livros e é autora best-seller do The New York Times. Você esperou muito para publicar seu primeiro livro?
BF: Eu acho que todo escritor luta muito para publicar seu primeiro livro. Eu passei dois anos escrevendo e reescrevendo meu primeiro livro várias e várias vezes. Eventualmente eu encontrei um editor e ele me guiou para uma carreira como escritora. Escrever é um trabalho difícil, e todo livro é difícil de se escrever, mas é ao mesmo tempo uma experiência interessante.

ML: Você possui uma conta no Twitter e uma Fanpage no Facebook. Você gosta de estar em contato com os leitores e saber a opinião deles sobre seus livros?
BF:  Eu adoro ouvir meus leitores. Escrever é um trabalho bem solitário, então é divertido estar conectada com pessoas que estão lendo seus livros e ouvir seus pensamentos e experiências.

ML: De todos os seus livros, qual você levou mais tempo escrevendo e qual você mais gostou de escrever?
BF: Como eu disse, todos eles levaram um tempo para escrever, mais um dos meus livros mais populares é DANIEL'S GIFT (O Presente de Daniel, tradução livre). Se você gosta de histórias realmente emocionais , esse é um bom livro para ler. Eu também adoro dois dos meus romances misteriosos, DON'T SAY A WORD (Não Diga Uma Palavra) e  SILENT RUN (Fuga Silenciosa). Os dois tem muitas reviravoltas e eu acho que vão manter os leitores pensativos.

ML: Você tem algum novo projeto em mente?
BF: Eu estou trabalhando na minha nova série, THE CALLAWAYS (Os Callaways). O primeiro livro da série, ON A NIGHT LIKE THIS (Em Uma Noite Como Esta), já está a venda e o segundo livro da série, SO THIS IS LOVE (Então Isso é Amor), vai ser publicado no final de março. Eles podem ser comprados em ebooks. Eu espero que possa publica-los no Brasil em breve.

ML: Barbara, muito obrigada pela entrevista! Foi ótimo poder conversar e estar em contato com você. Espero conhecê-la em breve. 
BF: Para os que querem ser escritores um dia, eu diria que não existe um dia como o hoje. Escrever um livro sempre começa na primeira página e essa é a página mais difícil de se escrever. Mas uma vez que você começa e se envolve com sua história, isso se torna cada vez mais fácil de continuar. É maravilhoso e mágico ser capaz de dar uma vida a sua história, e aqueles que estão inspirados a fazê-lo, não devem se sentir com medo de tentar. A parte boa de escrever é que você pode sempre reescrever algo e transformá-lo em algo melhor.
Muito obrigada por me ter aqui no seu blog, Mariana. Estou muito feliz por conhecer mais dos meus leitores brasileiros. É realmente uma honra ser convidada para falar sobre meus livros.


:: Entrevista feita por: Mariana Mortani
:: Traduzido por: Mariana Mortani

>> Observação
- Os livros que Barbara citou tiveram seus títulos traduzidos, só que nenhum deles foi publicado no Brasil, por tanto, os títulos não são oficiais.


  E aí, gostaram da entrevista? Espero que tenham gostado de saber mais sobre a autora e seus projetos. Para conferir a resenha de Tudo o Que Ela Sempre Quis clique aqui.