[Resenha] Após a Tempestade | Karen White












[...] todas as verdades acabam vindo a tona em algum momento. - Pág. 400

Autores: Karen White
Titulo: Após a Tempestade

ISBN: 9788581632230

Editora: Novo Conceito

Ano: 2013
Número de páginas: 416
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: ROMANCE
Sinopse: Quando Julie tinha 12 anos, sua irmã mais nova desapareceu e nunca mais foi encontrada. Uma perda que corroeu os laços familiares e deixou sua mãe obcecada pela busca da irmã.
Já adulta e com um prestigiado emprego, Julie conhece Monica, que a faz lembrar muito de sua irmã desaparecida há 17 anos. Elas se tornam melhores amigas, uma amizade que começa como um processo de cura para Julie.

No entanto, uma fatalidade abate a amizade e Julie se vê responsável pelo filho de Monica. Ela decide levar o menino para Biloxi, Mississippi, para encontrar a família que ele não conhecera.
A partir dessa viagem, Julie descobrirá segredos que estão ligados a sua família e seu passado...


Após a Tempestade
  Julie Holt  teve sua irmã desaparecida aos 12 anos e desde então não perdeu as esperanças e vive sua vida com a expectativa de reencontrá-la. Um dia, 17 anos depois, em uma exposição de quadros de seu bisavô, ela conhece Mônica, que passa a ser como uma irmã para ela, mesmo que ela não saiba tudo sobre sua vida. Mônica tinha 18 anos quando se desligou da família em Nova Orleans e foi morar em Nova York. Além de perder o contato com sua avó Aimee e seu irmão Trey, ela só comentava com Julie alguns poucos fatos sobre sua vida em River Song.

  Julie, que trabalha em uma casa de leilões como assistente executiva do diretor se vê sem saber o que fazer ou qual a atitude tomar diante da situação: Mônica tinha uma doença, acaba de falecer e além de lhe deixar uma casa em Beach Boulevard, deixa a guarda de seu filho de 5 anos. Cheia de dúvidas, ela decidi ir a Biloxi conhecer finalmente a família de sua amiga que sempre desviava o assunto quando era perguntada a respeito deles.

  Julie chega a seu destino, conhece a pequena família de sua amiga, mas uma dúvida surge: será que Mônica era realmente sua amiga?Trey, irmão de Mônica, não gosta de sua chegada, Aimee, a avó, insiste para que Julie deixe o menino com eles, sendo que nunca entrara em contato com a neta. Tudo parece um tanto duvidoso e cada vez mais ela pensa que não conhecia sua amiga direito, mas seu caminho será longo até achar as respostas para tantas perguntas.
"As respostas que buscamos nem sempre são aquelas que desejamos." Pág. 148
 Uma da coisas que não me agradou no inicio, mas ao longo da leitura eu soube aproveitar, foi o fato de autora colocar a história dividida no olhar de Julie no presente e no olhar de Aimee no passado. A história é muito bem entrelaçada em um emaranhado de mistérios e dúvidas. Por que Mônica se afastou de sua família? Por que Mônica não mencionou naquela exposição onde se conheceram que sabia que Abe Holt era seu bisavô? E por que Julie está relacionada a essa família? Nós acabamos nos prendendo a cada detalhe do livro em busca de uma resposta (cheguei a reler algumas partes pensando que poderia ser algo importante).

  Temos alguns erros de digitação, mas nada que atrapalhe imensamente a leitura. A narrativa flui rapidamente nos prendendo do inicio´ao fim da leitura, e você ainda fica um bom tempo pensando na história, já que o livro ainda termina com alguns mistérios e acabamos ansiosos pela continuação.

  Recomendo para todos que gostem de uma leitura repleta de mistérios e ensinamentos, e um livro que te deixa pensando nele por dias após o término da leitura!

"[...] às vezes é preciso deixar coisas para trás caso se pretenda seguir em frente". Pág. 408