[Resenha] Apegados | Amir Levine e Rachel Heller

"A questão é: o que acontece quando a pessoa em que mais confiamos - e de fato dependemos emocionalmente e fisicamente - não desempenha o seu papel no apego?" - Pág. 42
Autores: Amir Levine e Rachel S. F. Heller
Titulo: Apegados
ISBN: 9788581631967
Subtítulo: Um guia prático e agradável para estabelecer relacionamentos românticos recompensadores.
Ano: 2013
Número de páginas: 304
Área Principal: NÃO-FICÇÃO
Assuntos: AUTOAJUDA
Sinopse: Cada vez mais fazemos uso da pesquisa científica para conquistar melhor qualidade de vida. Sabemos o que devemos ou não comer, conhecemos o tipo de exercício que devemos praticar e por quanto tempo devemos fazê-lo, aprendemos alternativas viáveis para conquistar o sono revigorante... No entanto, nossos relacionamentos amorosos, parte importante de nossa vida, não parecem tão avaliados e estudados. Geralmente temos a sensação de que essa coisa de amor é um assunto da sorte.


Mas será possível que a ciência explique por que algumas relações são produtivas e enriquecedoras, enquanto outras nos deixam perturbados e alienados? Pode a ciência explicar como muitos criam vínculos amáveis sem esforço algum, enquanto outros têm que lutar tanto pelo amor? Para o psiquiatra Amir Levine e a psicóloga Rachel Heller, a resposta é um evidente “sim”.
Em "Apegados" — livro baseado nas pesquisas da Teoria do Apego, de John Bowlby —, os autores revelam como compreender os mecanismos de afeição que se criam entre os adultos, o que certamente nos ajudará a encontrar e a manter o amor. Seja você do tipo “ansioso”, “seguro” ou “evitante”, Levine e Heller se encarregam de oferecer instrumentos suficientes para que você possa construir relações mais fortes e reparadoras com as pessoas que ama.


 Quem nunca pensou em como seria o(a) namorado(a) ideal? Ou como seria o relacionamento ideal? Você pode até não ter parado para imaginar por qual tipo de pessoa gostaria de se apaixonar, porém é inevitável olhar para um cantor, ator ou até mesmo uma pessoa na rua e não pensar como seria conhecê-lo melhor e até ter algo a mais. Quando li a sinopse de Apegados no site da Editora Novo Conceito não me interessei totalmente de inicio, mas algum coisa me fez pensar que o livro poderia ser uma leitura proveitosa. Hoje acabei não indo ao colégio pois estava passando mal e decidi parar a leitura do livro que estava lendo no momento e começar a ler Apegados. Conclusão: comecei e não conseguia parar. Li o livro em quase 4 horas e me surpreendi de forma positiva.

 No início o livro parece uma conversa entre amigos, ou melhor, parece que você está assistindo uma palestra sobre relacionamentos.  Aos poucos o assunto vai se desenrolando. Vemos alguns exemplos de problemas em relacionamentos e os autores nos mostram que existem três tipos de "estilos de apego": o ansioso, o seguro e o evitante. Durante a leitura nos deparamos com vários testes, tanto para saber o seu estilo de apego, quanto para saber o de seu companheiro, e desde o primeiro momento eu soube que sou do estilo evitante, depois vi que, na verdade, eu sou uma mistura de evitante e seguro, já que sou bastante confiante quando se trata de uma decisão, mas como está escrito no próprio livro "acho difícil confiar inteiramente em outras pessoas, acho difícil me depender deles".

 Achei muito proveitosa a forma como Amir e Rachel nos informam de tudo que aprenderam nos últimos anos.  Não vejo o livro como auto-ajuda. Quando eu disse que o livro me surpreendeu de forma positiva, foi porque ele se tornou uma leitura tão leve, que não vi a hora passar. Claro, é impossível concordar com 100% do que está escrito, até porque imagino que ele tenha sido feito com a finalidade de fazer com que as pessoas que o leiam tirem uma conclusão do que são e do que pensam sobre relacionamentos. Cheguei a me pegar rindo em alguns momentos de tanto que me identificava com algumas coisas, e cheguei e chamar minha mãe para fazer alguns testes também.

 O livro também foi tema do programa Saia Justa, onde Amir Levine aparece inclusive. Confira:


 Lembrando que o livro faz parte da promoção de Dia dos Namorados aqui no ML. São 14 livros para 3 ganhadores. Clique aqui e saiba como participar.


Comentários

  1. Oi Mari!
    Espero que vc esteja super bem!
    Concordo com tudo o que disse sobre o livro. Qd vi o lançamento não me interessei por ele, autoajuda não faz beeeem o meu estilo e eu o classifiquei tipo assim: tese de mestrado que termina como autoajuda =/
    Pois me surpreendi agradavelmente com a leitura!
    Esse livro em forma de guia muitas vezes foi bem divertido e a leitura fluída e simples evoluiu gradativamente.
    Não me emocionou é verdade, mas não me decepcionei =)
    E os testes são bem bacanas!
    bjsssss

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é bem interessante porque podemos até nos identificar em algumas partes e como você disse até rir de certos trechos por pensarmos parecido com livro. Já tinha ouvido falar dele e até assisti ao programa Saia Justa e achei muito legal o bate papo. O livro tem tudo para ser muito bom, ainda mais com testes que eu adoro fazer rs

    ResponderExcluir
  3. Poxa, bem interessante! A segunda resenha positiva que leio sobre esse livor hoje, depois de 2863564574 negativas. Acho que o pessoal vê um livro não ficção e já odeia, antes de ler ou nem faz a leitura direito =(

    ResponderExcluir
  4. Legal a resenha. Parece ser um bom livro.
    Eu não sou muito de ler livros assim, que é tipo guia.
    Quem sabe algum dia.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, ler um livro de 304 páginas em 4 horas ?
    Um dia ainda lerei rápido assim. Demoro muito para ler, mas penso que talvez eu não tenha encontrado um livro certo.
    Acho que vou ler esse livro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas