[Palavra de Autor] Marina Carvalho: SENHORA X ORGULHO E PRECONCEITO


 O que uma obra de José de Alencar e outra de Jane Austen podem ter em comum? Para mim, Senhora e Orgulho e Preconceito têm tudo. Ambas são ambientadas no final do século XIX, descrevem a sociedade da época — burguesa, esnobe —, ainda que de locais bem diferentes: Rio de Janeiro e Inglaterra.

 O núcleo das tramas gira em torno de um casal que passa boa parte da história trocando farpas e se odiando mutuamente. E o dinheiro — o excesso e a falta — acaba sendo o fio que, ao mesmo tempo, separa e une os personagens.

 Jane Austen, por ser uma mulher à frente do seu tempo, emprestou à Lizzy Bennet um temperamento atípico para as moças daquele século. Ela é uma heroína ao avesso das mocinhas de outras histórias românticas, pois não vive a suspirar pelo príncipe encantado, não se preocupa com as aparências, é extremamente altruísta, sem falar da língua ferina, que não poupa ninguém, nem mesmo a insuportável, mas megarrespeitada, Lady Catherine.

 Já José de Alencar, apesar de ser homem, conseguiu criar uma Aurélia Camargo muito particular em suas características e deu voz a um personagem feminino de uma maneira não muito comum para 1875. Aurélia é teimosa — como Lizzy, independente — idem, voluntariosa — idem, idem (rs), e até inconsequente às vezes (mais idens).

 Duas mulheres separadas por um oceano e duas culturas distintas, mas próximas nas atitudes e temperamentos.

 Para mim, não existe cena melhor do que o choque de Fernando Seixas ao lhe ser revelada a verdade sobre o seu casamento com Aurélia. Assim como acontece com o irresistível Mr. Darcy, quando Lizzy recusa, na lata, o seu apaixonado pedido de casamento (corajosa ela, não?).
 Aliás, muito da qualidade das duas obras se deve aos protagonistas masculinos de ambas: Fernando, charmoso, culto, mas um tanto sem personalidade (embora haja uma boa justificativa para isso — vou defendê-lo - rs); Mr. Darcy. Ah, Mr. Darcy! Prefiro nem comentar. Só digo que ainda está para nascer um "mocinho" como ele na literatura.

 Bom, é isso. Dá para gostar de livros clássicos. É só se desarmar e deixar a história fluir. Brasileiros ou não, os clássicos não deixam nada a desejar se comparados com os livros atuais. É claro que tem a questão do vocabulário mais erudito, mas isso um bom persistente tira de letra.

 Recomendo a leitura dos dois. E dou cinco estrelinhas para cada.

Comentários

  1. Li 'Orgulho e Preconceito' no mês passado e esperava mais.
    Talvez por ter assistido a tantas vezes a versão cinematográfica, a leitura não teve a sensação de 'descoberta'. A cada página virada, já sabia o que aconteceria.
    A versão foi muito bem feita, mesmo! Caso raro, nos dias atuais.
    Gostei do post. Nunca tinha parado para fazer essa comparação das personagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gladys,

      Eu me surpreendo com a semelhança - mesmo sutil - entre esses dois clássicos, sempre que os leio.

      Abração!
      Marina Carvalho
      www.escritoramarinacarvalho.com

      Excluir
  2. Gostei mtooo da comparação que vc fez das obras, é como se fosse um "releitura" e os pontos destacados são bem interessantes.
    Amoo clássicos e aprovo suas 5 estrelinhas para cada livro.
    Ahhhh e isso num ano em que Orgulho e Preconceito completa seu 200º níver de publicação!
    Um clássico contemporâneo em que a gente se (re)descobre fazendo amizade (outra vez) com os personagens e pq não ?? Torcendo!

    bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luna, concordo com você. Não dá para ficar indiferente a personagens tão cativantes quanto os desses dois clássicos. Adoro!

      Abração!
      Marina Carvalho
      www.escritoramarinacarvalho.com

      Excluir
  3. Nao li nenhum dos dois, mas tenho Senhora e ja assisti ate a metade de OEP.
    Gostei das caracteristicas dos personagens que vc citou e soh n li nenhum dos dois por falta de oportunidades :/ um dia lerei.

    ResponderExcluir
  4. Eu não li nenhum dos dois! Tenho um grande pré-conceito com os clássicos e os evito ao máximo!!!
    Gostei muito de saber mais dos dois livros!!!!

    ResponderExcluir
  5. Geeente, que texto maravilhoso!!!

    Adorei as coisas em comum que ela colocou. Eu já li os dois livros e são maravilhosos.

    ;)

    http://pseudonimoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas