[Resenha] As Violetas de Março | Sarah Jio

 "Você vai encontrar o amor verdadeiro no presente, olhando para o passado." - Pág. 156
Autora: Sarah Jio
Titulo: As Violetas de Março
ISBN: 9788581632223
Editora: Novo Conceito 
Ano: 2013
Número de páginas: 304
Área Principal: Ficção
Assuntos: Romance
Sinopse: Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.


 Depois de 6 anos casado Joel, teve um envolvimento com outra mulher, fazendo com que Emily viva momentos dolorosos de uma separação. Ela era escritora, morava em Nova York, mas há algum tempo frequentava terapeutas e os últimos acontecimentos só a afetavam ainda mais. Uma amiga acaba lhe dando a ideia de uma viagem, ao mesmo tempo que uma tia lhe envia uma carta com o convite para que ela passe um tempo de novo na ilha Baindridge, onde ela cresceu. Emily decide que irá para a ilha e tentará curar seu coração até o final de março.
"O destino tem sua própria maneira de trazê-la de volta quando é hora de voltar". - Pág. 31
Emily encontra antigas amizades e conhece Jack, um cara que acaba balançando seu coração de uma forma especial. A tia de Emily, chamada Bee, a leva até o quanto onde sua mãe ficava, onde ela encontra um diário de veludo vermelho. Quando Emyli começa a ler o diário ela se envolve com a história da personagem Esther, vivida em 1943 naquela mesma ilha. Ela começa a observar a semelhança daquela história com a vida real, com a história de sua família e com a sua relação com Elliot. Emily precisa ler o diário por completo e ao final, percebe que é ela quem dará um final para ele.

 Segredos e romance são os dois elementos principais do livro. Traição, mentiras, angústia e arrependimento também estão presentes. Tenho que admitir que pensei que o livro poderia ser um tanto clichê, mas me enganei completamente. A narrativa da autora em primeira pessoa nos prende do inicio ao fim, fazendo com que nem saibamos quanto tempo se passou após a leitura.

  A diagramação do livro é simplesmente linda! A capa já é encantadora, o kit preparado pela Editora, então... sem comentários (teremos promoção em breve aqui)! Todas as páginas possuem flores no rodapé e cada capítulo se inicia com uma fonte delicada.

 Ao terminar a leitura senti falta de um certo... contato (quem leu o livro vai me entender (risos), mas o livro terminou de forma emocionante.

 Sarah Jio nos mostra uma imensa criatividade e potencial maravilhoso, que nos prendem do inicio ao fim da leitura com uma história que não é apenas um romance, é algo que nos faz refletir. As Violetas de Março é um livro cativante que possui elementos dignos de nossa atenção. Recomendo!

“Deixo-lhe um pensamento, um pensamento sobre o amor que me levou a passar por muitos fracassos: o grande amor perdura ao tempo, à magoa e a distancia. E mesmo quando tudo parece perdido, o verdadeiro amor vive. Sei disso agora, e espero que você também.”