[Resenha Premiada] A Máquina Anti-Bullying | Marcelo Amaral


Título: A Máquina Anti-Bullying
Autor: Marcelo Amaral
Editora: Vermelho Marinho
ISBN: 9788582650073
Páginas: 168
Sinopse: A Página Pirata é um jornalzinho de enorme sucesso no colégio São João. Mas nem mesmo toda essa popularidade é capaz de livrar seus criadores de sofrerem nas mãos dos valentões da escola: a terrível gangue do Mário, liderada por um jovem mandão. Cansado de tanta perseguição, Paçoca resolve criar uma máquina capaz de dar o troco em quem curte maltratar os outros. Mas e se aquilo que parece ser a solução de tudo se revelar, na verdade, um novo problema? Será que o jovem inventor vai descobrir que é muito mais difícil lidar com essa questão do que parece? Embarque nessa aventura divertida e emocionante que nos leva a refletir sobre a questão do bullying, a importância da família e o valor das verdadeiras amizades.

 Quando Marcelo Amaral anunciou seu mais novo livro fiquei super contente. O livro envolve a fantasia presente em Palladinum, primeiro livro do autor, mas nos traz uma realidade: o bullying. Dessa vez, a Turma da Página Pirata, composta por Pastilha, Pimenta, Paçoca, Peteca, Princesa, e os irmãos Piolho e Pinguim, passarão por maus bocados nas mãos de Mário, Meleca e Soneca, que são três garotos que se acham os valentões do Colégio São João. 

 Em uma redação para o colégio, cujo tema era exatamente esse, comecei minha redação com uma frase semelhante a que Pastilha inicia uma matéria para a Página Pirata: "Bullying é um termo muito novo para identificar abusos muito antigos". Quem aí já viu alguém praticando, ou sofrendo bullying? De uns tempos para cá a prática de bullying cresceu consideravelmente não só em ambientes escolares, como nas ruas também. Mas o problema é: por que isso acontece? Talvez por que em casa, os pais não ensinam aos seus filhos o que é respeito ao próximo. Ou talvez, por que em casa, os filhos não sentem liberdade para se abrir em relação às agressões que sofrem para a sua família com medo da reação dos mesmos. E é isso que acontece com a turma. Eles se sentem envergonhados e com medo de contarem aos seus pais tudo o que acontece no colégio. Gostei que Marcelo mostrou que sentir medo não é uma vergonha, mas se defender é preciso. Ficar calado, guardando as dores, sempre é a pior opção.

 Marcelo também colocou algo presente no dia a dia de um estudante: a relação dos pais com o colégio. Já presenciei uma cena mais ou menos parecida com a do Capítulo 10, intitulado "Fichas Caindo". Vocês terão que ler para descobrir o que acontece, mas é um verdadeiro absurdo ver pais apoiando atitudes completamente erradas seus filhos, e até induzindo-os à praticá-las.

 Mais uma vez a escrita de Marcelo nos faz perder o tempo. Terminei o livro mais rápido do que eu imaginava, só parei para jantar. E acreditam que até minha avó leu o livro? Quando voltei a ler, ela começou a comentar sobre a história. Só nos minutinhos que parei ela já havia lido bastante (risos)

  Gostei muito da proposta do livro, e mesmo que seu público alvo sejam os jovens, os adultos também poderão aproveitar a leitura, aprender e se divertir um pouco com a nossa querida Turma da Página Pirata.


 SORTEIO

 O Marcelo Amaral separou alguns marcadores para vocês! Tem marcador de Palladinum autografado e marcador de A Máquina Anti-Bullying \o
 Serão dois ganhadores e para participar basta:

- Comentar nesta resenha. Os comentários devem ser produtivos. "Gostei", "adorei" ou "quero ler" não farão parte do sorteio.
- Segui o ML pelo Google Frien Connect

Fácil, não? O resultado será postado aqui no blog (em um novo post) no dia 20 de julho. O ganhador deve entrar em contato através da aba "contato" em até 48 horas. Boa sorte!