[Resenha] Esc@ndalo | Therese Fowler



Título: Esc@ndalo
Título original: Exposure
Autora: Therese Fowler
ISBN: 9788581633176
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 384
Área Principal: Ficção
Assuntos: Drama
Sinopse: Amelia Wilkes tem um pai rigoroso que não permite que ela namore, mas isso não a impede de viver um romance secreto com o cativante Anthony Winter. Desesperadamente apaixonados, os dois sonham uma vida juntos e planejam contar tudo sobre seu amor aos pais de Amelia...
Mas só depois que ela completar dezoito anos — e for legalmente reconhecida como adulta. No entanto, a paixão do casal é exposta mais cedo do que o previsto...
Eles são jovens, andam grudados aos seus celulares e postam todo tipo de informação — inclusive aquelas informações mais particulares, que só deveriam dizer respeito a eles mesmos — até que o pai de Amelia encontra fotos de Anthony, nu, no computador de sua filha. Poucas horas depois, Anthony é preso.
Apesar dos protestos de Amelia, seu pai usa de todo o poder e influência entre os policiais, e entre os meios de comunicação, para transformar Anthony em um pervertido que caçava sua inocente filha.
De mãos atadas, cabe aos dois apaixonados arriscar uma última saída, ousada e perigosa, e apagar a acusação de sexting que Anthony recebeu.
"Juntos, representavam um discreta, mas poderosa força da natureza. O amor faz essas coisas com as pessoas às vezes. " - Pág. 10

Amelia Wilkes é uma menina "ingenuamente romântica e sentimental", como dizia seu pai. Filha de um mandachuva de comercialização de automóveis importados, Amelia mal podia esperar para completar 18 anos para realizar seus sonhos: se mudar para Nova York, frequentar a New York University, estudar Teatro e seguir carreira na Broadway. E tudo isso, ao lado de seu amado Anthony.
"Mal se olharam, logo se amaram." - Pág. 11 (Citação - Shakespeare)
 Anthony era o tipo de garoto que não fazia parte de um grupo certo no colégio. Ele e a mãe, Kim Winter, se mudaram para NY e ela era professora no colégio em que seu filho frequentava. Kim foi abandonada antes no nascimento de seu filho. Seu ex-marido dizia ter se enganado sobre o matrimônio e a paternidade e simplesmente os deixou. Por sorte, Kim teve força suficiente para seguir em frente e mostrar a seu filho que o abandono do pai serviu para torná-lo alguém forte.
"- [...] Nesse caso, trate-o de acordo - aconselhou Rose Ellen - Pare de se preocupar com a posição dele acima de você e comece a pensar em tê-lo em cima de você." - Pág. 41 
 Harlan Wilkes, pai de Amelia, era totalmente contra o jeito de Sra. Winter. Ele achava que uma mulher de sua idade não deveria andar por aí sem aliança e deveria ter vergonha de admitir ser solteira. Amelia pensava totalmente o contrário. Admirava a personalidade de sua professora favorita e era totalmente contra os pensamentos do pai em relação a casamento. Seu pai, no entanto, era totalmente orgulhoso de sua filha e se sentia honrado por ela ser dedicada. Ele só não sabia que não a conhecia completamente.

 Vocês sabem que quando inicio uma resenha sempre apresento a história a vocês e falo minha impressões sobre a mesma, e sobre seus personagens. Dessa vez não falarei muito da história em si, pois se lerem a resenha verão que nela já temos muitos detalhes sobre a história de Amelia e Anthony.

 Quando recebi o convite da Novo Conceito para ser leitora-beta de "Esc@ndalo" fiquei animada e receosa ao mesmo tempo. Eu sabia que teria que dar minha mais sincera opinião sobre a obra para a editora, mas por sorte, eu tinha expectativas positivas em relação ao livro e elas foram superadas de forma totalmente positiva.

 A narrativa de Therese Fowler é incrível. As primeiras 100 páginas do livro são mais como uma apresentação, tanto dos personagens e suas vidas, como da própria história, e pode até ser um pouco cansativo para alguns, mas adoro quando a narração é em terceira pessoa, e Therese sabe como fazer você não querer desgrudar do livro. As descrições, os pensamentos e as opiniões dos personagens são apresentadas ao leitor de forma clara e sem exageros, fazendo com que o desejo de avançar a leitura só aumente.

 Gostei muito como a autora nos apresenta cada personagem. Ela, além de falar sobre cada um deles, mostra o que um pensa sobre o outro. Não acontece com todos, mas os principais sim. É como se soubéssemos dos pensamentos e opiniões dos personagens, sem que a narrativa seja em primeira pessoa. Amelia é doce e determinada, Anthony, corajoso e amável; Kim, autêntica e um verdadeiro exemplo; Harlan, cabeça dura e em alguns momentos insuportável; Sheri, a mãe de Amelia, me pareceu um tanto submissa apesar de tudo; e os outros personagens que aparecem ao longo da leitura também conseguem nos cativar, cada um à sua maneira.

 Ao terminarmos a leitura nos deparamos com uma carta da autora aos leitores. Ela explica que a história foi baseada em algo que aconteceu com seu filho: em 2009, aos 19 anos, ele foi preso. Therese explica, também, que o livro é realmente uma ficção, porém "os acontecimentos que inspiraram esta história e as emoções que a colorem - as reações, os medos e as possibilidades - são reais".

 Therese Fowler nos apresenta a um romance original, que nos faz pensar em nossos atos e em como a tecnologia pode ser ruim em alguns casos. Drama familiar, atualidade, honestidade, lealdade e, principalmente, amor, são os elementos que fazem com que não larguemos o livro até o final e ansiemos por mais ao terminar a leitura. Sem dúvidas será um sucesso entre os leitores.



 Obrigada mais uma vez ao Grupo Editorial Novo Conceito por convidar-me a ser beta-reader. Sem dúvidas foi um prazer imenso!