[Resenha] Presas | Marco de Moraes

Título: Presas
Autor: Marco de Moraes
ISBN: 978-85-7679-951-1
Páginas: 288
Editora: Novo Século
Sinopse: Estas são as lembranças de um andarilho que teve de recomeçar sua jornada quando se vê em um sombrio e nebuloso pântano, rodeado de cadáveres humanos. Perdido e amedrontado por não lembrar-se sequer do próprio nome, percorre florestas e estradas em busca de sobrevivência e acaba entrando em contato com o humilde povo do condado de Wisewood. Além de percorrer suas vagas recordações e tentar entender a magia que o atrai tanto àquele lugar, ele ainda deverá enfrentar os filhos da noite, as sanguinárias criaturas que insistem em persegui-lo. Neste cenário perturbador e atraente, as horas parecem dias, criando uma mistura de pesadelo e realidade; e os limites entre luz e escuridão se perdem a cada momento em meio a névoa, fazendo com que estas criaturas dominem e perdurem na escuridão.
"Acordado eu estava, mas não havia tempo nem lugar: tudo era a noção não constrangida da vontade de explorar naquele ambiente sombrio em que tudo era morte."
 Conheci o autor Marco de Moraes por acaso em um evento do qual fiz parte no inicio do ano. Em meio a uma conversa com ele e as autoras Samanta Holtz e Adriana Brazil, ele falou um pouco sobre seu livro que seria lançado em breve pela Editora Novo Século. A premissa me agradou, a capa ainda mais e então aceitei o convite do autor para fechar parceria. Demorei um pouco para ler o livro, mas quando o fiz, ele me surpreendeu.

 Quando começamos a ler um livro, logo somos apresentados a um personagem. Inicialmente, ou não, sabemos seu passado e até podemos saber seu futuro dependendo da proposta do autor, mas dessa vez, Marco nos apresenta à um personagem que inicialmente não sabe quem é, o que nos deixa ainda mais intrigados durante a leitura. Ele tem poucas lembranças - que nos são apresentadas logo no inicio - e acordou em uma floresta repleta de ossos e corpos. A narração em primeira pessoa nos ajuda a sentir ainda mais o sofrimento e as emoções do personagem que, mesmo com poucas certezas, sabe que deve continuar e nós, leitores, sabemos e queremos que ele siga em frente.

 Tudo, até o personagem, passou a ser uma incógnita para mim. Vocês sabem que costumo falar um pouco da história juntamente as minhas impressões, mas dessa vez sou obrigada a fazer diferente, para que vocês se surpreendam tanto quanto eu. Esse é o tipo de livro em que você pensa que algo vai acontecer, ou pensa que alguém é bom ou mau, e no final sempre acaba se surpreendendo.

 Em um primeiro momento achei que a leitura seria mais proveitosa se a narrativa fosse em terceira pessoa, pois achei o inicio meio lento; porém ao longo da história somos pegos pela curiosidade e a leitura leve prende o leitor até o final, ansiando logo pela continuação do livro.
 No final do livro temos mapas dos reinos por onde nosso andarilho passa. Eu gosto de folhear o livro durante a leitura, então enquanto lia o livro ia sempre lá no final acompanhar e ver por onde cada coisa acontecia. Não sei se todos foram feitos, mas sei que o mapa de Forthland foi feito pelo desenhista e também escritor (e também nosso parceiro) Nanuka Andrade. Ele sempre arrasa nas ilustrações!

 Marco de Moraes escreveu um livro que sem dúvidas irá surpreender todos os leitores. A narrativa medieval, o enredo original e muito bem construído, deixam todos com aquele gostinho de quero mais e sempre virando as páginas já querendo saber o que acontecerá na próxima. Muitas surpresas os aguardam durante a leitura de "Presas". Recomendo!