[Resenha] Sábado à Noite 2 | Babi Dewet


Título: Sábado à Noite 2
Subtítulo: Dos Bailes Para a Fama
Autora: Babi Dewet
Editora: Évora
Selo: Generale
ISBN: 978-85-63993-63-2
Número de Páginas: 400
Assunto: Ficção
Sinopse: Amanda está sozinha. A garota mais popular da cidade agora é alvo de insultos no colégio. Suas amigas se sentem traídas. Seu melhor amigo não quer nem saber da sua versão da história. Ele foi embora, e ela é a culpada. Também, por sua culpa, a banda chegou ao fim. Podemos ser muito mais do que as pessoas acham que somos, não foi isso que Daniel disse a ela quando partiu sem nem se despedir? Pois Amanda irá provar a todos que mudou. A amizade de Amanda com Kevin ficará cada vez mais forte, superando todo tipo de preconceito, e ela irá atrás do perdão de seus amigos. Entre brigas e partidas de paintball, bailes aos sábados com novos integrantes e um festival de música que irá mudar a vida de todos, Amanda e Daniel tentarão se acertar. Já os marotos, antes tão detestados, agora serão as celebridades da vez. Será que terão maturidade suficiente para enfrentar essa nova fase e conquistar o coração de suas amadas? Você, leitor, que se encantou com o primeiro volume da série Sábado à Noite, irá surpreender-se e emocionar-se ainda mais com a continuação dessa saga sobre amizade, perdão, amor e, claro, muita música.


Não é segredo para ninguém o quanto "Sábado à Noite" me encantou. A fragilidade de Amanda, o carisma de Daniel e a incrível amizade dos marotos me deixaram totalmente maravilhada. A escrita de Babi, claro, colaborou, e eu não aguentava mais um dia sem ler SANII. O livro chegou no mês passado para mim e eu ainda não consigo acreditar que fiquei tanto tempo sem lê-lo. Se você ainda não leu SAN, corra até a resenha dele aqui no blog para ter uma noção do que falarei hoje e depois corra até a livraria mais próxima para adquirir o seu.

 Em SANII sofremos com Amanda logo na primeira página. Não é só a viagem de Daniel que está a está deixando cada vez mais triste. Os insultos e a frieza das pessoas com quem está acostumada a conviver acabam com a alegria de nossa personagem e a pessoa que estará ao lado dela desde o início é Kevin. Amanda não é mais bajulada no colégio, e pelo contrário, todos a julgam, enquanto os marotos, que antes eram evitados por muitos, são as novas estrelas do colégio. Muita coisa mudou, porém a saudade que Amanda sente de Daniel está ali presente. Muita coisa irá acontecer até a sua volta, mas a pergunta que fica é: como ele a tratará quando se encontrarem novamente?

 O ritmo no inicio do livro é bem lento. Babi faz questão de que soframos junto à Amanda até a volta de Daniel. Eu não aguentava mais acompanhar o drama de Amanda e quando pensamos que com a volta de Daniel tudo irá mudar para melhor, estamos completamente enganados. Que vontade de dar uns tapas nas amigas de Amanda e uns socos no Bruno, principalmente. (Babi, você me tornou uma pessoa agressiva! haha) Eu entendo que todos estavam magoados, e com motivos, mas eu realmente esperava que Bruno (mais do que as meninas) estivesse ao lado de Amanda. E com toda essa revolta pelos amigos da personagem principal, é impossível não se apaixonar pro Kevin, que acaba se tornando o melhor amigo dela nesse segundo livro da trilogia. E se você acha que eu já estou revoltada demais, aguarde o próximo parágrafo.

 Existe um casal mais enrolado que Amanda e Daniel? NÃO! Eu nunca tive tanta vontade de ser personagem de um livro, para poder dar conselhos à alguns personagens. Os empecilhos presentes em toda a história para manter os dois separados são de deixar qualquer um indignado. Claro, tudo tem seu porquê e ambas as partes tentam crescer (e conseguem) em torno de todos os erros. No final, ver esse progresso, me fez ficar orgulhosa dos personagens como se eles fossem meus amigos próximos e feliz por ver tal mudança positiva.

 Mais uma vez, Babi nos deixa ansiosos pelo próximo volume da trilogia. Foi impossível não ficar empolgada com o Epílogo, ficar feliz ao ver como os personagens se tornaram pessoas incríveis e não ficar triste quando percebe que terá que esperar pelo próximo ano para saber como Daniel irá... não, eu não vou dizer o que Daniel precisa saber. Vocês precisam descobrir sozinhos e esperar ansiosos como eu pelo último volume da trilogia.

 A narrativa de Babi é bem fluída, e mesmo com toda o drama presente, nós não queremos largar o livro nem um minuto. Temos mais diálogos do que detalhes, o que ajuda bastante no rendimento da história, e a autora consegue nos passar todos os sentimentos dos personagens. Eu sempre digo que para um livro ser bom mesmo, ele não precisa nos fazer apenas adorar a história e os personagens, mas sim nos transmitir inúmeras emoções, e é exatamente isso que Babi nos passa em SANII.

 "Sábado à Noite 2 - Dos Bailes Para a Fama" é um livro que nos transmite todas as emoções possíveis: tristeza, alegria, angústia, empolgação e muita emoção. Babi Dewet fez com que seus personagens evoluíssem de maneira incrível, e sem dúvidas, fará com que todos os leitores se sintam órfãos deles quando terminarem a leitura. E se eu já me sinto assim nesse segundo volume, imaginem no próximo ano, quando a trilogia chegar ao fim.

Comentários

Postagens mais visitadas