[Resenha] Uma Questão de Confiança | Louise Millar

















"É possível haver um fim para algo que não teve começo?"
Título: Uma Questão de Confiança
Título orginal: The Playdate
Autora: Louise Millar
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
ISBN: 9788581631936
Ano: 2013
Área Principal: Ficção
Assuntos: Thriller
Sinopse: Em um subúrbio tranquilo de Londres, algumas mães se ajudam através de amizade, favores e fofocas. No entanto, algumas delas não parecem confiáveis e outras têm segredos obscuros. Quando Callie se mudou para seu novo bairro, pensou que seria fácil adaptar-se. Contudo, os outros pais e mães têm sido estranhamente hostis com ela e com sua filha, Rae, que também descobriu como é difícil fazer novas amizades.
Suzy, seu marido rico e seus três filhos parecem ser a única família disposta a fazer amigos, mas, recentemente, a amizade com Suzy anda tensa. Ainda mais com a atmosfera pesada que pairou sobre o bairro após a chegada da polícia e o relato de um possível suspeito morando no bairro.
O que Callie e sua pequena Rae podem esperar? Em quem confiar? E, sobretudo, como imaginar que certas atitudes rotineiras podem colocar em risco a vida de sua pequena filha? Verdades e mentiras parecem se esconder nestas pequenas casas.

Palavra de Autor - Mônica e Monique Sperandio: Sobre idealizar


  Oi. Oi. Você veio. Mas você não. Então com quem está falando? Com o seu fantasma. Com a imagem que criei de você em minha mente. Ou, talvez, essas paredes que guardam tantas histórias tenham finalmente aprendido a falar. Você está diferente. E você não mudou nada. Dois anos, né? É, mas ainda não te conheço. Nem sabe se quer. Tem razão. Porque saber, de certa forma, é não ter mais dúvidas. É não poder mais criar algo com a sua mente. É limitação. Talvez, decepção. Te conhecer é não poder mais inventar desculpas para o seu comportamento. Te conhecer é saber que nós dois nunca vamos funcionar juntos. Triste, não é? É, mas eu sei que você gosta. O que? É, você gosta. Gosta de não ter que enfrentar a claridade, de não ter que se preocupar em arranjar assunto num banco de um parque qualquer. De não ter que se perguntar se eu vou segurar a sua mão na rua. Você quer se convencer de que fica triste porque só ficamos pela noite quando nos esbarramos por descuido do destino, mas na verdade é isso que torna as nossas esbarradas tão intrigantes.

Promoção: Ganhe o kit do livro "Cisne"



 Olá pessoal, como estão? Nos últimos dias não pude estar com vocês todo dia por causa de compromissos e ontem a noite, ao entrei na página do Facebook do blog, vi que atingimos as 1.000 curtidas \o
  Para agradecer imensamente a todos que estão curtindo a página e acompanhando o blog que tal uma promoção em parceria com a autora Eleonor Hertzog?

Dicas para novos escritores #3 – Editora Comercial ou Prestadora de Serviços?



  No post anterior (clique aqui para conferir), nós aprendemos dicas básicas, mas essenciais para quem deseja enviar o original para uma editora. Hoje, vi muitas dúvidas sobre: e se eu quiser publicar independentemente? A opção é válida, mas vamos conferir os prós e contras desse tipo de publicação? Confira a baixo.
Bem, existem as editoras comerciais, que nós já sabemos como submeter um original para avaliação, e as prestadoras de serviços.

Editoras Comerciais
Vantagens: A primeira grande vantagem de publicar em uma editora comercial é que você não paga pelos serviços de edição: revisão, copidesque, diagramação, capa, comercialização. As noites de autógrafos são organizadas pela editora, assim como todo o processo de divulgação em mídia. 
  Além disso, há certo prestígio em estar sendo publicado em uma editora comercial, principalmente se ela tiver nome no mercado editorial. Isso abre grandes portas.

Desvantagens: Dentro do mercado editorial notei que há uma desvantagem que para muitos autores é terrível. Existem dois lados, claro. O lado que se torna ruim para alguns em editoras comerciais é que, como é a editora que está bancando toda a obra por ter apostado em você, é ela quem decide tudo no seu livro, desde a capa aos mínimos detalhes de texto. 
  Como editora, já tive muitos problemas com autores que não compreendem as modificações do livro e querem que seja exatamente como eles querem que seja. O importante é entender que são profissionais que estão trabalhando e pensando no lado comercial do seu livro, porque para a editora o que importa é que seu livro venda bastante na primeira impressão, pois o ganho realmente vai vir na segunda edição.

Alyson Noël divulga capa de Horizon, último volume da série Soul Seekers

Horizon
  "Horizon" (Horizonte, em tradução livre) é o nome do terceiro e último volume da série Soul Seekers, escrita por Alyson  Noël. A sinopse a seguir foi disponibilizada pela autora  em seu site e não sabemos se será a mesma divulgada pela sua atual editora brasileira (LeYa):


"Desde que chegou em Encantamento, Novo Méico, tudo na vida de Daire Santos mudou. E nem tudo para melhor. Enquanto ela está começando a aceitar e abraçar seus novos poderes como uma Buscadora de Almas, Daire  luta com a responsabilidade de navegar pelo mundo dos vivos e dos mortos."

  O livro será lançado no dia 19 de novembro de 2013 nos Estados Unidos e não tem previsão para ao Brasil, enquanto Eco pode ser lançado no Brasil ainda nesse primeiro semestres. Ansiosos?


  Confiram a entrevista exclusiva com Alyson para o Magia Literária clicando aqui.

"Books of Art"


 “Books of Art” é uma técnica usada por Isaac Salazar. Nela ele dobra as folhas de um livro e cria letras, palavras e até símbolos.

 Dá um dó pensar que as folhas do livro são dobradas tantas vezes, mas é melhor do que serem cortadas, (como eu pensei primeiramente risos, mas temos que admitir que fica lindo, né?

  Para conferir mais imagens, clique aqui e  vá até o Flickr de Isaac Salazar.

PS:  A imagem que eu escolhi para o inicio do post (imagem ao lado) é a que eu mais gostei, por ser a inicial do meu nome e a inicial do nome do Blog - haha







Projeto Beletristas: Literatura ao nosso alcance



 Quero começar o post de hoje falando sobre uma frase que ouvi, ou melhor, li há alguns meses atrás. Um blog X divulgava e-books sem a autorização de autores ou de Editoras, o que levou leitores, autores, blogueiros e etc. a se unirem para tirar o blog do ar. Visitei o blog para ver o que estava acontecendo e me deparei com vários leitores do tal blog, dizendo frases como  "não compro livros físicos porque pagaria por algo que posso ler em meu computador por mais de 50% de desconto". Essa frase me fez parar para pensar - e muito - e hoje tenho a oportunidade de falar sobre isso com vocês, leitores. Na terceira postagem coletiva proposta pelo Projeto Beletristas, trazemos um assunto interessante e muito questionado atualmente: Literatura ao nosso alcance. Ultimamente, um dos assuntos mais comentados pelos leitores nas redes sociais é o alto preço dos livros físicos e a pergunta é: será que vale a pena pagar até sessenta reais em um livro? Eu acho, ou melhor, tenho quase certeza que não.

  O número de leitores brasileiros pode até ser grande, mas não somos tantos assim comparados a quantidade de pessoas do nosso país Hoje temos várias livrarias, temos mais propagandas em rádios, internet, outdoors e até televisão, e principalmente, temos vários autores realmente bons que nos fazem querer ler mais e participar de eventos para conhecê-los e, mesmo assim, infelizmente ainda não é suficiente.

  Convenhamos, ir até uma livraria, pegar, sentir, cheirar o livro é uma sensação muito mais prazerosa do que comprar um e-book e vê-lo somente em seu leitor digital. O problema que encontramos é o preço que o livros físicos estão sendo vendidos. Sei que temos  impressão, direitos autorais e etc. que são agregados a este  preço, e nada mais justo, já que muita gente trabalha até que nossos queridos livros cheguem a nossas mãos, mas será que tudo isso junto, chega a quase setenta reais?

Fanfic de Emily Baker vira livro e será lançada pela Editora iD


 A Editora ID acaba de divulgar que publicará o livro de Emily Baker que foi escrito primeiramente como fanfic. O livro conta a história de uma adolescente que está no meio de um triangulo amoroso com dois integrantes da boyband One Direction.

 No Movellas.com, (onde a fanfic foi postada originalmente) a história conta com mais de 30 mil fãs obcecados com a história sobre a realização do sonho de encontrar seu cantor favorito. Em uma entrevista ao Daily Mail, a autora disse: “É uma história típica de garota encontra garoto, exceto que é garota encontra banda. É sobre uma garota que vive na Escódia e vai à Londres encontrar seu melhor amigo. Quando chega lá esbarra em uma boy band e sai com eles e, eventualmente, descobre que dois deles – Shaq and Reily – estão apaixonados por ela.“

  É bem provável que o livro seja um sucesso mundial. Com a força que as fanfics estão atualmente e, junto a isso, o sucesso envolvendo a banda mencionada, logo estaremos ouvindo sobre adaptações, recordes de venda, e lançamento do livro pela Editora iD está previsto para Abril.

#CircuitoNovoConceito Apegados




 Quinto dia de #CircuitoNovoConceito | Confira o 4º post clicando aqui.

Você acredita em cara metade? E já achou a sua? Quantas vezes você já ouviu isso?

E aquele outro ditado que diz: "Ele é a tampa da minha panela" ou ainda "Nós somos carne e unha" e por ai vai... Já ouvi até "O chinelo do meu pé cansado"!

Mas será que existe mesmo esta tal metade da laranja? E como é que a gente acha? Como saber quem é realmente a outra metade?

Seja um dos primeiros e clique na imagem para ler.
É exatamente sobre isso que falam Levine e Heller, autores do livro Apegados. Nossos estilos de fixação individuais estão cravados em nossos cérebros. E são de três principais tipos: o estilo "seguro", o "ansioso" e, ainda, o estilo "evitante". Os autores explicam o que está por trás das nossas necessidades de relacionamento e, mais do que isso, ensinam aos leitores como identificar os seus próprios estilos e o estilo dos possíveis amados.

Repleto de dicas e -- o que é melhor -- com um questionário para você identificar seu estilo e o do seu parceiro (ou parceira), você ficará definitivamente apegado a este livro. 

Para se apaixonar, baixe clicando na imagem ao lado:

[Resenha] Entre Amores Cruzados | Vanessa de Cássia

“E que minha loucura seja perdoada, porque metade de mim é amor, e a outra também..."
Título: Entre Amores Cruzados
Páginas: 520
Autora: Vanessa de Cássia
Editora: Novo Século
Novos Talentos da Literatura Brasileira
Ano: 2012
Edição: 1
Sinopse: Verônica pensa que está voltando de suas crises diárias, vive em uma profunda dor, que ela mesma causa. Quando se vê diante do amor, onde tudo passa ou simplesmente some! O amor cura suas dores; Ela pensa assim. Começa a viver novamente e sentir o verdadeiro sentido da vida, fiel a ela e a seu amor para curá-la. Em sua busca ela encontra e reencontra amores, do presente e do passado. Ela se vê dividida, e decide vivenciar cada amor do seu jeito. Amando ela segue, mas só não sabe onde vai chegar esses amores. Que tanto a faz sentir-se viva, como pode ser seu verdadeiro buraco negro. Uma pequena grande mulher, tentando descobrir as aventuras e desventuras do amor... Vivendo um bom e quente triângulo amoroso. Com palavras doces, sentimentos contidos, amor corriqueiro, muita sensualidade, lutas por vencer e um grande desafio aos que lerem com carinho e dedicação, assim como foi feita essa incrível história...

#CircuitoNovoConceito Em Busca de um Final Feliz




 Quarto dia de #CircuitoNovoConceito | Confira o 3º post clicando aqui.




Seja um dos primeiros e clique na imagem para ler.
Em busca de um final feliz é um livro sobre gente comum.

Personagens que nos deixam tristes, às vezes, por todas as situações complicadas pelas quais eles  assam, mas que também nos fazem rir quando seus sonhos (alguns bem ingênuos), começam a se tornar reais.

Uma história encantadora! A vida como ela é, mas com cara de romance -- e cheia de sonhos.

E os sonhos, todo mundo sabe, são a matéria de que somos feitos.

#CircuitoNovoConceito As Violetas de Março













 3º dia de #CircuitoNovoConceito | Confira o segundo post clicando aqui.

O amor surge quando você menos espera!

Quantas e quantas vezes você procurou um amor? Viver um grande romance é o seu sonho? E você já percebeu que quanto mais você procura, menos acha uma pessoa bacana?!
Pois é, você pode se surpreender, pois o amor surge de onde você menos espera. Mas a grande questão é: Você diz que o ama logo de cara?


A mulher tem a reputação de dizer "eu te amo" logo no início de um relacionamento, mas na verdade são eles que dizem antes. Aliás, eles admitem pensar sobre confessar o amor em média seis semanas antes que suas parceiras, segundo um artigo publicado no periódico norte-americano Journal of Personality and Social Psychology.

Por mais estranho que pareça, a resposta para essa atitude dos homens faz todo sentido à luz da psicologia evolucionista. Os homens podem ser mais impulsivos na maneira de expressar o amor, mas para eles este tem significado muito diferente do que para as mulheres.

Veja só, os pesquisadores descobriram que uma confissão de amor por parte dos homens pode resultar em sexo o mais rápido possível, que é o objetivo evolutivo final do gênero, e por isso dizem "eu te amo" o mais rapidamente possível. E, ao contrário, as mulheres só dizem "eu te amo" depois do sexo, porque elas têm mais a perder com a gravidez. A confissão para elas é um sinal do compromisso de longo prazo, bem diferente dos homens, que não querem compromisso. No jargão, eles querem "comprar na baixa" e elas, "vender na alta".

#CircuitoNovoConceito - Sonhe Mais













 2º dia de #CircuitoNovoConceito       |     Confira o primeiro post clicando aqui

Você saberia lidar com a partida da pessoa amada?
              
Esta pergunta é o tema central do livro de Jai Pausch, Sonhe mais. Muito bom, diga-se de passagem.

Sabe quem é ela? A viúva de Randy Pausch, o sujeito que tinha câncer no fígado, fez um discurso e escreveu um livro: A lição finalSonhe mais é a versão dela, da esposa, sobre  uma vida de paixão, amor e família. Mais incrível que o primeiro!

É tão provocante, mexe tanto com a gente que eu não consegui desgrudar do livro. Logo que comecei a ler tive raiva de Randy Pausch(!), o marido, fechei o exemplar e comecei a refletir. Mas aquele livro ao meu lado parece que me chamava, então iniciei a leitura novamente, de onde parei.

Três capítulos depois e eu estava com dó -- pena mesmo -- do Randy Pausch, afinal ele estava morrendo! Pensei: "acho que ele está certo, só pensando no melhor para a esposa e filhos", e continuei a ler.

#CircuitoNovoConceito A Pousada de Rose Harbor




Olá galera, como estão? Durante essa semana a Editora Novo Conceito disponibilizará materiais exclusivos de seus novos lançamentos para nós, parceiros, para que possamos mostrá-los aos nossos leitores. Legal né? Será uma semana inteira com posts diários contento teaser, curiosidades, banners e etc dos novos lançamentos. E para o primeiro post, que é sobre A Pousada de Rose Harbor gostaria de começar com a seguinte pergunta:

Alguém viu os valores que estavam aqui? Família, lar amizade....

Você também está procurando algumas coisas que se perderam pelo caminho? Nostalgia! Talvez. Pode ser, mas na verdade sinto falta de valores simples que foram ficando de lado no "fast dia" do workaholic e sua família instantânea. Tudo tão rápido, sem consistência, sem sabor e ainda por cima, mal passado! Até os índices econômicos são com base em fast-food "Índice McDonald´s". Para o mundo que eu quero descer!

Socorro! Cadê a minha avó!? A vó Antonieta que fazia a Páscoa ficar mágica e que reunia as amigas e noras para a novena, fazia o Natal ser um grande jantar para reunir toda a família e ganhar presentes simples e até feitos à mão, e que abria as portas da sua casa para receber a festa de Santo Reis, quando se desmontava a árvore de Natal e os violeiros de roupas coloridas, máscaras e pandeiros com fitas se apresentavam em troca de uma xícara de café. Onde foi parar tudo isso?

Onde está aquela vida simples, corrida também, com muito trabalho para colocar dinheiro em casa, filhos para criar e educar? Porém simples! E cheia de valores, coisas pequenas que faziam o dia, o mês, o ano e a vida valerem à pena. Cadê o almoço em família com todos à mesa e o jantar para contarmos como foi o dia? Tenho a leve impressão que curtíamos mais a chuva na janela, que agradecíamos mais, que sonhávamos mais.
Você tem sonhado? Tem feito piquenique com seus filhos? Ou sua vida tem sido drive-thru em que você passa, pega e vai embora.
Seja um dos primeiros e clique na imagem para ler.
Tem uma autora americana que me faz voltar ao passado com seus livros e lembrar de todas essas coisas boas de uma vida simples. É a Debbie Macomber!

E sabe o que mais? Acho que tem um monte de pessoas saudosas como eu, porque Debbie já vendeu 170 milhões de livros no mundo! Isso significa que não só eu que tenho saudades da vida como ela era.

Como estamos tão ocupados correndo pela vida é fácil perder os momentos de prazer. Uma boa leitura pode trazê-lo de volta! A Pousada Rose Harbor é a minha dica! 




Confira o próximo post do #CircuitoNovoConceito clicando aqui.

[Das Páginas Para as Telas] Anna Karenina












"Todas as famílias felizes são iguais. As infelizes o são cada uma à sua maneira".  

  A obra literária Anna Karenina foi escrita pelo russo Liev Tosltói e publicada em entre 1873 e 1877. Já havia ouvido falar da obra antes, mas meu interesse em lê-la veio quando li o livro "Fingindo ter 19 Anos" de Alyson Nöel em Janeiro deste ano. Quando a obra de Tosltói é citada no livro, Alex diz "[...] hoje é simplesmente o último dia para entregar o trabalho de análise crítica do livro Ana Karenina [...]. E ainda que a Ana, o Vronsky e o trem em movimento sejam uma leitura bem legal, não senti vontade de escrever sobre isso." Não faço a menor ideia do por quê, mas foi esse simples trecho que me despertou um interesse enorme por Anna Karenina. Não consegui comprar o livro ainda, mas quando fui ao shopping ontem e vi que o filme, estrelado por Keira Knightley e Aaron Johnson estava estreando não pensei duas vezes e fui comprar minha entrada.

Em pleno século XIX. Anna Karenina (Keira Knightley) é uma dama da alta-sociedade casada há 19 anos com um rico funcionário do governo, Alexei Karenin (Jude Law) e que tem um filho, chamado Serioja (Oscar McNamara). Anna, que vive em São Petersburgo, vai até Moscou para conversar com sua cunhada Dolly (Kelly Macdonald) pois ela acaba de descobrir que seu marido Stephan (Stiva como o chamam) Oblonsky (Matthew Macfadyen) possui uma amante. Nessa viagem Anna conhece o conde Vronsky (Aaron Taylor-Johnson), que se encanta com ela desde o primeiro instante.

  Anna possui uma irmã mais nova, Kitty (Alicia Vikander) por quem Konstatin (Domnhall Gleeson) está apaixonado,  porém ao se declarar, descobre que ela está apaixonada por Vronsky, que até então não sabemos, mas é um homem ambicioso, orgulhoso e sedutor que despertará a paixão de Anna. Ela começa a se sentir atraída por Vronsky e as pessoas a sua volta já percebem isso antes mesmo que algo aconteça entre os dois, mas quando acontece, ela se vê tão apaixonada que estará disposta a se divorciar do marido e ficar sem ver seu filho para viver esse amor quase impossível.

Lançamentos de abril - Novo Conceito














  Olá, leitores! Como estão? Hoje venho mostrar os lançamentos de abril da Editora Novo Conceito. Todos serão lançados no dia 28 de abril, e dentre eles, temos "Simplesmente Ana", da brasileira Marina Carvalho \o
Alem deste, estou super ansiosa para ler "Liberta-me" e ''Sangue na Neve".

Veja as capas em alta resolução e as sinopses logo abaixo e me digam: qual vocês mais querem ler?


Liberta-me - Tahereh Mafi
Sinopse: Liberta-me é o segundo livro da trilogia de Tahereh Mafi. Se no primeiro, Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette.
Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor.
A bela escrita de Tahereh Mafi está de volta ainda mais vigorosa e extasiante.




Simplesmente Ana - Marina Carvalho
Sinopse:
 Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Palavra de autor - Geyme Lechner: Sobre livros, Skoob e Skoobeiros



  Olá pessoal! Essa semana temos mais uma vez um texto de Geyme Lechner. Dessa vez ela falará sobre livros, o site Skoob e os"skoobeiros".

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Acredito que o Skoob virou uma febre nacional, tanto para aqueles que gostam de livros como aqueles que fingem gostar. É uma forma do cidadão se mostrar literato e culto de diversas maneiras, sendo ao marcar 1300 livros para ler contra os 12 que leu – No Skoob encontramos resenhas muito boas de livros muito bons, mas também: resenhistas muito ruins, no estilo: “Esse livro é um lixo!”. 
Nessa rede, encontramos também os falsos puritanos: leitores que se chocam com a linguagem de uma obra, quando o tema escancara: sexo, palavrão e violência. Ora pois, não entendo o cidadão que opina por lá e comenta... Sexo é o tema que movimenta a massa e sustenta a mídia (quem ainda não sabe disso?).

Sem querer falar em “metas de leitura”, reli e devorei em alguns meses, livros que poderia escrever dias a fio sobre eles. Após ler a trilogia do Stieg Larsson - sobre tráfico de mulheres e espiões russos (apesar de não ser meu estilo de leitura), afirmo que ela prende do começo ao final. Alguns Skoobeiros - que de literatura entendem pouco, mas de escolhambação entendem muito - sequer perdoaram a morte do escritor poucos meses depois da publicação da terceira obra da trilogia, e o atacaram em suas hemeses cerebrais, com diarreias comentários pertinentes, tais como: 
“Ainda bem que o autor morreu...”. 
Um comentário desses, só pode ser de alguém que pensa mais ou menos assim: “Morreria para ter um livro publicado, mas não tenho capacidade intelectual, por isso vou detonar quem a tem!”. 

Voltando aos alhos e bugalhos... Há 15 anos, tentei ler o Retrato de Dorian Gray e não consegui dado a minha imaturidade. Na época, achei o linguajar muito fresco e desisti. Hoje, eu o recomendaria sem pestanejar. E não por ser um “clássico”, porque as pessoas gostam muito dessa palavra para se auto “eruditarem”. Dorian Gray é um personagem narciso, complexo e promiscuo, e seu criador: Wilde é um mestre quando congela a beleza e jovialidade de seu personagem Gray, na figura de um quadro. Sublime! O livro que 15 anos atrás, eu poderia ter dito (se fosse babaca): “Que lixo!” é uma das obras mais grandiosas que li entre todas, a quilômetros de distancia luz do grande Dostoiévski, em Crime e castigo, por exemplo, (um livro fascinante pela carga psicológica de culpa que carrega o protagonista assassino), porém, sem a genialidade e capricho de Wilde. 

Promoção: Páscoa Novo Conceito

  Olá pessoal, como estão? Hoje venho com uma super novidade: Em parceria com os blog Drafts da Nica, Sonhos Entre Pontinhos e Carol e blá blá blá, lançamos a partir de hoje a Páscoa Literária com Novo Conceito!

Para participar basta seguir cada um dos blogs* e preencher o formulário no final do post!
Você também tem várias chances extras, podendo assim ter mais chances de ganhar.

>> OBSERVAÇÕES:
- Cada livro será enviado para apenas  um ganhador.
- A promo se inicia hoje e vai até 08 de abril.
- Anunciaremos o ganhador em no máximo dois dias após o término da promoção e o ganhador terá 48 horas para enviar seus dados.
- Os livros chegarão separados, porém todos chegarão em 31 dias após o recebimento dos dados.

[Resenha] Esperando por Você | Susane Colasanti

"É tudo muito intenso. Intenso de uma maneira positiva. Pois tenho todas essas lembranças que nunca vou querer deixar para trás. Elas vão se tornar parte de mim, da pessoa em que eu vou me transformar quando eu for adulta."

Título: Esperando por você
Título orginal: Wainting for You
Autora: Susane Colasani
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
ISBN: 978-85-8163-047-2
Sinopse: É hora de iniciar o segundo ano do Ensino Médio, e Marisa está pronta para um novo começo e para seu primeiro namorado de verdade. No entanto, depois do popular Derek convidá-la para sair, as coisas ficam complicadas. Além de seus pais se separarem e de Marisa ter uma briga com seu melhor amigo, Derek, o amor da sua vida, a deixa desapontada. As únicas coisas que mantêm Marisa são os podcasts de um DJ anônimo, o qual parece entendê-la totalmente. Mas ela não sabe quem ele é... Ou sabe?

Capa e sinopse de "Polaris - o Norte" de Lu Piras


  FELICIDADE me define . Fiquei super alegre ao ver a capa e a sinopse da continuação de Equinócio - A Primavera da querida Lu Piras, intitulado "Polaris - O Norte". Confiram:

Sinopse: Clara está decidida a assumir o namoro com seu anjo da guarda, Nate, aceitando que ele abdique de sua imortalidade por ela. Mas antes de cair e tornar-se humano para ficar ao lado de sua amada, Nate precisa enfrentar os fantasmas de um passado que não deveria existir para os seres celestiais e que, ao existir para ele, repete-se como uma profecia. Chantageada por Abbadon, Clara descobre que além de envolvida na profecia sobre a misteriosa história de Nate, possui a missão secreta de proteger textos apócrifos que contêm as revelações do Armageddon, os pergaminhos de Girona. A fim de impedir que seu relacionamento com Nate chegue ao conhecimento das autoridades celestiais, Clara viaja até a cidade de Girona, na Espanha, onde é forçada a decidir entre submeter os pergaminhos às mãos de Abbadon e assistir à humanidade escravizar-se aos renegados ou resgatar Nate de um passado que o condena e de um futuro que poderá excluí-lo de sua vida para sempre.



Primeira entrevista com a autora (antes do lançamento do livro)
Segunda entrevista com a autora (após o lançamento)

Promoção: Quero ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde


 Bom dia, leitores! Preparados para uma super promoção? Em parceria com o autor Maurício Gomyde lançamos hoje uma promoção que te dá a oportunidade de se tornar personagem do livro dele. Não é o máximo

>> Para participar você precisa:
1) Deixa um comentário NESTE post com a seguinte frase (para validar sua participação): "Eu quero ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde"
2) Acessar este link e preencher o formulário corretamente.
3) Curtir a FanPage do autor

>> OBSERVAÇÕES:

"O Espadachim de Carvão". de Affonso Solano: Novo lançamento da Fantasy


A Fantasy - Casa da Palavra comemora um ano de mercado apresentando o livro O Espadachim de Carvão do autor brasileiro Affonso Solano. O livro já está em pré-venda e em breve estará em todas as livrarias.Abaixo mais informações:

Sinopse: Filho de um dos quatro deuses de Kurgala, Adapak vive com o pai em sua ilha sagrada, afastada e adorada pelas diferentes espécies do mundo. Lá, o jovem de pele absolutamente negra e olhos brancos cresceu com todo o conhecimento divino a seu dispor, mas consciente de que nunca poderia deixar sua morada.
Ao completar dezenove anos, no entanto, isso muda.
Testemunhando a ilha ser invadida por um misterioso grupo de assassinos, Adapak se vê forçado a fugir pela vida e se expor aos olhos do mundo pela primeira vez, aplicando seus conhecimentos e uma exótica técnica de combate na busca pela identidade daqueles que desejam a morte dos Deuses de Kurgala.

Lançamentos de março da Editora Évora e Generale



Olá leitores, como estão? Hoje venho mostrar dois lançamentos. Um da Editora Évora ("Caiu na rede. E agora?") e outro da Generale ("Os Israelenses"). O primeiro livro eu não tinha ouvido falar, mas achei a capa totalmente interessante, e o segundo já havia visto a capa americana, já que tenho uma amiga israelense que havia me mostrado o livro. Confiram e me digam: você ficou com vontade de ler qual?

Bate-papo sobre criação de histórias na Fnac


É com muito prazer que venho anunciar um bate-papo sobre criação literária com dois autores muito queridos por mim
, e que são parceiros do blog: Edson Gomes e Lu Piras.

O bate-papo será na Fnac do Rio de Janeiro no Barra Shopping no dia 21 de março de 2013. Este evento será aberto a todos os interessados a dar o primeiro passo na vida literária, quem sabe, se tornar um escritor promissor. Não importa a que área profissional o interessado atue, contanto que goste de ler, escrever e decida se enveredar no mundo da criação de histórias ficcionais. A entrada é gratuita. 

O encontro engloba vários aspectos que possibilitam as pessoas amantes da escrita compor um romance, através de perguntas feitas aos participantes. Há muitos bloqueios que impedem a grande maioria de escrever. Muitas vezes passam despercebidos, por falta de informações especificas sobre o assunto da criação. O bate-papo terá o intuito de lucidar algumas questões que permeiam o imaginário do autor iniciante, como por exemplo: Como escrever um enredo? Como elaborar uma boa trama? Qual o melhor assunto a abordar? e Como criar personagens e diálogos verdadeiros? Tanto Edson Gomes, quanto Lu Piras mostrarão tudo de uma forma simples, direta e descontraída de como dar o primeiro passo em direção a uma obra ficcional. Eles mostram também, o caminho inicial para que os participantes se sintam mais seguros diante de uma tela de computador em branco. 

Dicas para novos escritores #02 – Enviando o original


No post passado nós ficamos sabendo como é o processo da produção de criação um livro, certo? Mas agora você quer enviar o seu original para uma editora. O que fazer?
Recebo c-a-d-a coisa na editora em que trabalho, que resolvi ajudar os autores a enviarem seus originais de forma correta, que ajude e estimule o editor a ler sua obra.
Cada editora tem seus critérios para receber um original. Portanto, antes de enviar qualquer coisa, verifique o que cada editora pede. Se não tiver nenhuma informação no site da editora, mande um e-mail perguntando, mas não envie sem saber exatamente o que se pede.
Antes, faça o registro do seu livro na Biblioteca Nacional (falarei disso em outro post).
1 – Após finalizar um livro bate aquela dúvida: o que fazer agora? Revise a obra! Sim, tudo de novo. Quem escreve, lê aquilo tantas vezes que acaba deixando muitos erros passarem, portanto é muito importante que sua obra seja revisada. Recomenda-se que você pague uma pessoa que faça a revisão ou peça para alguém próximo que leia e encontre os erros.
Um original que contém muitos erros ortográficos ou até mesmo de digitação, faz com que o editor não se interesse a ler.

Capa de "Inverno de Cinzas", de Adriana Brazil, é divulgada


  E finalmente a capa do segundo livro da série "Foi Assim Que Te Amei" , de Adriana Brazil foi divulgado \o
  Eu achei a capa divina! Faz jus a primeira capa do livro (em breve a resenha será publicada) que é maravilhosa também. Confiram a sinopse: 

  No segundo livro da série “Foi Assim que te Amei”, INVERNO DE CINZAS, Helen depara-se com o momento mais crítico da sua vida. Nada diferente do forte Inverno que está sobre o país naquele ano. Tristeza, solidão, ressentimentos, lágrimas e dor, sopram as folhas deixadas pelo Outono de sonhos que Helen viveu, trazendo o frio da estação ao seu interior. O cinza que cobre seus dias a leva para uma profunda depressão. Ela encontra nos amigos, na família e na fé a força para continuar. Ela desabafa seus sentimentos na sua agenda, colocando suas emoções sufocadas pela saudade, como um Inverno sem cores, onde tudo ao seu redor, está completamente frio, cinza e sem vida.

Palavra de Autor - Mare Soares


:: Por Mare Soares

  Recentemente me peguei pensando sobre um assunto em que toda virada de ano a gente se esforça para focar: transformações. A página vira no calendário e, num piscar de olhos, todo mundo quer que a vida mude para melhor. E eu acredito na força de vontade dessas pessoas, assim como acreditei na minha durante tanto tempo. Entretanto, acontece que entre marés altas e baixas, acabei por me dar conta de que não é bem assim que as coisas funcionam. O Universo tem que conspirar a seu favor. 

  Não estou dizendo que devemos sentar e esperar milagres divinos. Pelo contrário, acho mais que a gente precisa se esforçar mesmo. Mas de nada vale esse esforço se não for a hora certa. Apenas não sabemos determinar quando essa hora chegará. 

  Tirei essas conclusões por questões próprias. Passei os últimos dois anos lutando arduamente para que alguma coisa boa acontecesse. Qualquer coisa. Andei épocas difíceis, com caminhos pegajosos e armadilhas por todos os lados. Em alguns momentos me enchi com esperança sabe-se lá de onde, simplesmente porque me recusava a desistir. Em outros, esperança foi uma palavra que se tornou tão distante que nem sequer sei dizer como continuei vivendo, não sobrevivendo. Porque, infelizmente, não deu para clicar pause na vida.