[Resenha] O Príncipe da Noite | Germano Pereira


Título: Príncipe da Noite
Autor: Germano Pereira
ISBN: 9788581633428
Editora: Novo Conceito
Selo: Novas Páginas
Número de páginas: 368
Área Principal: Ficção
Assuntos: Literatura Nacional, thriller
Sinopse: Toda manhã, o psicanalista Gabriel se surpreende ao acordar: sempre encontra uma mulher diferente dormindo ao seu lado. Ele nunca se lembra do seu nome, nem da maneira como a conheceu. A única coisa que resta de suas aventuras noturnas é um lapso de memória. Mas esta noite tudo se repetirá: quando cruzar com uma bela mulher, na noite seguinte, perderá o controle de quem é, porque o seu outro “;eu”; é capaz de tudo para satisfazer seus desejos mais primitivos.
Mantendo esse segredo somente para si, Gabriel leva uma vida aparentemente normal na grande Londres, ouvindo diariamente os problemas de seus pacientes, enquanto tenta fugir das loucuras de sua ex-namorada. Mas nada é verdadeiramente normal para um homem que pode ser controlado pelo Príncipe da Noite...
"[...] o Príncipe castra minha felicidade mais duradoura, só me deixando vislumbres momentâneos de prazer."
 Logo nas primeiras páginas de "Príncipe da Noite" percebi que iria me surpreender bastante com Gabriel e seu sofrimento em meio a um distúrbio de transtorno de personalidade. Eu sentia que haveria mistério, tensão e adrenalina, e com certeza houve.

 Neste livro o autor Germano Pereira nos apresenta ao psicanalista Gabriel, quem possui uma vida dupla graças ao Príncipe da Noite, uma personalidade que interfere em sua maneira de ser, seduz as mulheres como se fossem presas e sempre deixa Gabriel sem saber ao certo o que realmente aconteceu, já que não se recorda de nada que ocorreu quando ele estava "fora de si". Com o tempo Gabriel acaba descobrindo que o Príncipe é um serial killer do sexo, e comete aventuras (e atrocidades) com mulheres que nem ele, nem Gabriel conhecem. Agora Gabriel luta não só contra essa personalidade que toma conta dele involuntariamente, mas com o grande problema de não poder se relacionar com alguém, por culpa de sua outra personalidade, que nem ele mesmo conhece.

 Narrado em primeira pessoa, ao longo da leitura conhecemos e compartilhamos os pensamentos e sentimentos de Gabriel; suas ilusões, seu dia a dia em meio ás análises de seus pacientes e seus conflitos por conta do Príncipe. Eu gostei bastante da história e do rumo de Gabriel, mas tenho que admitir que o personagem em si não me convenceu tanto. Gostei do mistério, das pistas que precisamos seguir para tentar descobrir tudo que Gabriel é capaz de fazer quando na verdade é o Príncipe que está presente e, claro, da desconfiança e do medo do desconhecido (já que Gabriel realmente não "conhece" sua outra personalidade).

 Achei incrível a forma como o autor consegue nos deixar curiosos, impressionados e ansiosos desde as primeiras páginas. É impossível não querer estar presente nos momentos de ação e poder estar com Gabriel, ver como é o Príncipe da Noite realmente e poder contar tudo para ele depois, para ver ele conseguindo, finalmente, se resolver e tentar buscar uma solução para tudo, lutando contra o domínio do Príncipe.

Algo que eu preciso dizer é: necessito urgentemente de uma sequência desse livro. Não é possível que aquele "FIM" na última página seja verdade. Não mesmo! (risos) Quando o autor disse em entrevista ao blog da Novo Conceito que "essa história do Príncipe da Noite não tem igual nem na literatura, tampouco no cinema" eu realmente não esperava algo assim. Por mais admiração que eu tenha por conta de tudo que Germano criou, ao pensar que aquele é realmente o fim, sinto como se algo tivesse faltando e eu terminasse a leitura exatamente como comecei: cheia de dúvidas e ansiosa para obter respostas. Eu realmente espero que o autor diga que há uma sequência e que minhas dúvidas terão as devidas respostas.

 Eu adorei essa capa desde a primeira vez que vi. Já na capa podemos perceber o mistério presente e ficamos ansiosos para conhecer o conteúdo do livro. A diagramação do livro é simples, com uma "tarja" personalizada no número de cada capítulo e também no rodapé ao mencionar o nome da obra, além de a numeração das páginas está localizada no meio da lateral das mesmas. As folhas amareladas, fonte de ótimo tamanho e capítulos curtos ajudam ainda mais para que a leitura seja fluída.

 Gemano Pereira nos impressiona com sua estória já nas primeiras páginas, e nos apresenta a um thriller psicológico que nos mostra que você pode até ajudar outras pessoas com seus problemas (psicológicos ou não), mas quem tem um grande problema pode ser você. O autor faz com que o leitor se sinta um verdadeiro investigador, e nos surpreende tanto com o final, que o leitor sente como se faltassem páginas. Como Germano havia prometido, é realmente um livro inovador.