[Resenha] Mago: Mestre | Raymond E. Feist


Título: Mago: Mestre
Título Original: Magcian: Master
Autor: Raymond E. Feist
Editora: Saída de Emergência
Coleção: BANG!
ISBN: 9788567296036
Número de Páginas: 432
Gênero: Fantasia
Sinopse: Passaram-se três anos desde o terrível cerco a Crydee. Os três rapazes que eram os melhores amigos do mundo encontram-se agora a quilômetros de distância uns dos outros. Pug, um escravo dos Tsurani, está prestes a se tornar um dos maiores magos que já existiram. Tomas, um grande guerreiro entre os elfos, arrisca-se a perder sua humanidade para a armadura encantada que veste. Arutha, príncipe de Crydee, luta desesperadamente contra invasores e traidores para salvar seu reino. Mago Mestre é recheado de aventura, emoção e ameaças tão antigas quanto o próprio tempo. Com o segundo volume de A Saga do Mago, Raymond E. Feist volta a provar que é um dos maiores nomes da literatura fantástica na atualidade.
"[...] Onde termina o dever e começa a ambição? [...]"
 Em novembro do ano passado eu li o primeiro volume da "Saga do Mago", intitulado "Mago: Aprendiz". No mês de Janeiro a Saída de Emergência acabou com toda a nossa curiosidade e nos presenteou com o lançamento do segundo livro, "Mago: Mestre".

 O final do primeiro livro foi de tirar o fôlego e tenho certeza que não sou a única que estava ansiosa para ter a continuação. Para acabar com a curiosidade de vez, o autor já inicia o primeiro capítulo com uma narrativa em primeira pessoa, voltada para o ponto de vista de Pug, que ainda era um escravo - e havia sobrevivido mais do que o esperado. 
"[...] Onde termina a justiça e começa vingança?"
 Senti que, assim como a leitura se tornou mais prazerosa, os personagens cresceram de acordo com os acontecimentos, e ficamos divididos entre dois mundos que estão em guerra, e a vontade de fazer parte da história aumenta a cada página. Raymond nos faz participar de guerras, lutas, disputas politicas e grandes dificuldades, e mesmo assim ficamos encantados com sua habilidade de nos transportar para terras distantes. Algo que o autor faz com maestria, é manter a narrativa rica em detalhes, e uma narrativa mais direta quando necessário. Acho esse um dos pontos mais positivos do livro. 

 Enquanto no primeiro livro eu parei a leitura e só retomei depois de um tempo porque achei a leitura lenta, com "Mago: Mestre" foi totalmente diferente. Mais uma vez o autor deixa claro quem são os protagonistas e ainda nos deixa a par de todos os acontecimentos que envolvem outros personagens. Os focos narrativos são distribuídos de acordo com os acontecimentos, e a passagem temporal avança dias, meses, anos. Gosto de termos vários narradores pois ao meu ver, a leitura se torna mais ágil e nos permite estar familiarizado com todos os personagens.

  Sou suspeita para falar, mas, gente, não é nenhum segredo que a Saída de Emergência está arrasando na capa e diagramação dos seus livros, certo. Eu seria capaz de comprá-los só para ter em minha estante. Às vezes pode até parecer pouco, mas uma boa (ótima, linda) diagramação, ajuda muito na leitura de um livro e, claro, as folhas amareladas, espaçamento e tamanho da fontes também. A SdE me surpreende cada vez mais.

 Em "Mago: Mestre" Raymond E. Feist mostra de uma vez por todas porque é conhecido mundialmente, e teve mais de 15 milhões de cópias de cada um de seus livros vendidos. Se eu ainda tinha alguma dúvida a respeito da série, com certeza não tenho mais. O autor envolve magia, ação e aventura em um livro onde a tensão é o sentimento que mais predomina. Todos os fãs de fantasia devem ler/conhecer a série, e eu mal posso esperar pelo próximo volume.


Comentários

  1. Concerteza tentarei ler os livros em 2014. Gosto deste tipo de literatura.
    Boa resenha!

    Blog - Papo Cabeç
    http://papocabeca.net/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas