[Resenha] Fogo | Maya Banks


Título: Fogo
Título Original: Burn
Autora: Maya Banks
Editora: Leya
ISBN: 9788580449136
Número de Páginas: 352
Gênero: Romance Hot
Sinospse: Ash, Jace e Gabe: três dos homens mais ricos e poderosos do país. Eles estão acostumados a conseguir tudo o que querem. Absolutamente tudo. O que Ash procura é uma mulher que mude o que ele sabe sobre desejo e dominação. Quando se trata de sexo, Ash McIntyre sempre explorou seu lado mais selvagem – extremo e sem compromisso. Ele exige estar no controle. E prefere mulheres que queiram as coisas desse jeito. Inclusive as que ele dividiu com seu melhor amigo, Jace. Mas Jace está envolvido com uma mulher que não pretende dividir. E até mesmo Gabe está em um relacionamento no qual tem tudo de que precisa, deixando Ash com uma sensação de cansaço e vazio. É então que Ash conhece Josie, uma mulher que aparenta ser imune aos seus encantos e à sua riqueza. Intrigado, ele dá início a uma perseguição implacável, eterminado a não deixar que ela seja a primeira a escapar. Ele jamais poderia imaginar que a primeira mulher a lhe dizer “não” seria também a única a levá--lo aos limites do desejo.
"[...] havia escolhido se submeter, mas ele era tão dela quanto ela era dele."

 Esse é o primeiro livro que recebi da parceria com a Leya. Eu já estava companhando a divulgação da Editora e de vários leitores animados em relação ao livro, porém eu não estava tão animada assim - o segundo livro da série não superou minhas expectativas - mas este terceiro livro, sem dúvidas, foi o melhor da série!
 Para quem não os conhece, Ash, Jace e Gabe são homens praticamente perfeitos: ricos, fortes, lindos e protetores. Porém, o último elogio pode ser também um defeito: eles são protetores, porém muito dominadores. Ash agora é o único solteiro do trio. Gabe e Mia estão juntos desde o primeiro livro, Jace e Bethany se apaixonaram no segundo, e agora Ash sabe que precisa deixar a vida com várias mulheres de lado, para finalmente ter uma só. 
"[...]De todos eles, era o mais intenso e sabia disso sobre si mesmo."
 Josie é uma mulher que já sofreu bastante durante toda sua vida. Ela é uma desenhista e, por acaso, é uma mulher incrivelmente doce que irá despertar o interesse do pegador-barra-dominador Ash. O primeiro encontro dos dois foi bem devastador para o dois, porém Josie possui uma coleira. Josie tem um dono. Mas  isso pode não ser um empecilho para Ash.

 Como eu disse no início, esse foi o melhor livro da série para mim! Acho que minha decepção no segundo livro foi mais pelo clichê e pela história seguir um pouco o que aconteceu no primeiro livro, então agora, sem muitas expectativas, eu fui totalmente surpreendida. Temos sim alguns momentos que podem nos lembrar os dois primeiros livros, mas tudo de forma inovadora, como Maya Banks deve ser.

  Algo que - ainda - não entra na minha cabeça é o fato de, na relação amorosa, tudo acontecer rapidamente. No primeiro livro foi... aceitável, no segundo foi um pouco aceitável, mas nesse livro, ela conhece ele numa semana e na outra já esta com as malas prontas. Maaas, eu vou aceitar já que Ash me pareceu muito mais intenso, e se tornou o meu favorito dos três definitivamente.  Josie é uma personagem encantadora e agora, junto com Mia, Bethany e as outras meninas nos proporcionam muitas risadas. A família de Ash está mais presente, e a autora nos deixa impressionados com uma reviravolta no enredo. Foi algo merecido, mas realmente surpreendente.

 A escrita da autora é sempre fluída, com detalhes na medida certa e, claro, é envolvente como o enredo pede. Não é um livro muito forte (como eu vi gente se perguntando nas redes sociais) e é um grande exemplo para o gênero que aborta: quente, porém leve, envolvente e encantador. Dessa vez não posso falar sobre diagramação pois li o livro em e-book e não sei se é a mesma diagramação do livro físico como acontece em alguns casos, mas não posso deixar de falar da capa. Ela é simples e perfeita - assim como as  outras duas - e eu fiquei encantada com ela. Vocês sabem que eu tenho uma quedinha pela cor vermelho, mas temos que admitir que a ilustração, ao mesmo tempo que não diz nada, deixa uma super curiosidade a respeito do livro.

 Maya Banks termina a trilogia "Breathless" com maestria. Romance, ação e surpresas estão bem presentes nesse livro que quando chegar ao final, com certeza, deixará os leitores com saudades de Ash, Jace e Gabe (eu já estou sentindo!) e torço muito para que outros livros dela sejam lançados logo. 

Comentários

  1. Acho as capas lindas (e pra mim isso conta e muito) pois elas não revelam nada do enredo ao contrário da maioria das capas que tenho visto recentemente. O enredo me causa muita curiosidade, não li nenhum ainda e como todo amante de livros o dinheiro sempre é pouco para ler e ter tudo que queremos, essa série está ma minha imensa lista...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho que as capas sempre contam muito, Adriana. Ainda mais porque muitas vezes já comprei o livro apenas pela capa. Adoro as capas que, como esta, nos despertam ainda mais curiosidade a respeito do livro!

      Espero que consiga ler logo :D

      Excluir
  2. Dessa trilogia só li o segundo livro e confesso que fiquei meio assim, o manegé me deixou um pouco assustada. E confesso que me incomodou um pouco essa rapidez no envolvimento dos protagonistas, não tem aquele desenrolar, onde as pessoas vão se conhecendo, sabe? Pelo que vejo isso continua nesse terceiro e isso já é um fator negativo que me faz ficar desconfiada com esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, neste terceiro livro muitos aspectos dos dois primeiros também estão presentes, mas acho que, por não ser mais uma surpresa, já estamos mais habituados. Este foi o melhor da série para mim :D

      Excluir
  3. Eu li esses dias uma resenha falando exatamente o contrário de você, rsrs.
    Que esse livro foi fraco. A sua já diz que foi melhor.
    Eu gosto do gênero então se surgir a leitura darei uma chance.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas