[Resenha] O Fogo | James Patterson e Jill Dembowski


Autores: James Patterson e Jill Dembowski
Título: O Fogo
Título Original: The Fire
ISBN: 9788581633855
Grupo Editorial: Novo Conceito
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 272
Gênero: Ficção, Fantasia, Distopia
Sinopse: Whit e Wisty Allgood sacrifi caram tudo para liderar a Resistência contra o regime sanguinário que governa o mundo. O líder supremo, O Único Que É O Único, baniu tudo o que havia de bom: livros, música, arte e imaginação. Mas o poder dos dois irmãos parece estar longe de conseguir deter O Único, e agora ele executou a única família que eles tinham.
VOCÊ NÃO VAI ENCONTRAR O ÚNICO AQUI.
Wisty sabe que o momento se aproxima. Em breve ela estará cara a cara com O Único. A sua bravura e o seu dom canalizam ainda mais poder para esse ser, que já é invencível. De que maneira ela e Whit poderão se preparar para o confronto iminente com o implacável vilão que devastou o seu mundo – antes de ele se tornar verdadeiramente onipotente?
NEM SEMPRE SEREMOS FELIZES DEPOIS QUE ACABAR.
No impressionante terceiro livro da série Bruxos e Bruxas, a tensão está maior do que nunca – e as consequências mudarão tudo.
"Bem, aqui estamos nós. É o fim. Isto aqui não é um conto de fadas, e não rola um 'felizes para sempre'. Nosso mundo não acaba quando você fecha o livro. Nosso mundo é real. Real demais."
 Parece que James Patterson tem o dom de me surpreender, seja de forma negativa ou positiva. Em "Bruxos e Bruxas" eu fiquei surpresa pelo livro não ter sido tudo o que eu esperava, em "O Dom" fiquei impressionada com a forma incrível que melhorou praticamente 100% de um livro para outro e, agora, com "O Fogo" ele me deixou inconformada. Por que? Com o final de "O Dom" eu esperava que esse terceiro livro fosse ainda mais incrível, e na verdade, o que realmente valeu foi o final do livro.

 Mais uma vez cabe aos irmãos Allgood salvar não só a eles como a todos a sua volta, porém, primeiro Whit tem que salvar sua irmã. Wisty está quase morrendo e, sem saber em quem confiar e como impedir que sua irmã morra, Whit corre contra o tempo para encontrar algum lugar no qual eles possam ficar, já que agora as pessoas que apoiam O Único estão acusando até crianças inocentes de bruxaria, e queimando pessoas vivas em público. Será que Wisty ficará forte a tempo de tentar acabar, finalmente, com o poder do Único Que É O Único?

 Ainda não sei exatamente o porquê de o livro não ter me empolgado tanto quanto o anterior. Há muita ação, muito suspense, muita aventura e muitas cenas de tirar o fôlego, mas o livro não me entusiasmou como "O Dom". Não foi como o primeiro da série que eu meio que me decepcionei por esperar demais, nesse é como se eu apenas tivesse lido uma história que não me acrescentou nada, nem me fez ter uma opinião totalmente formada - ainda. Mas aí, me lembro do final do livro e: fala sério, que final é esse? Eu simplesmente não consigo nem imaginar o que o autor está guardando para o final. Acho que se me dissessem que a série acabou nesse terceiro livro eu até acreditaria (o final é fofo, emocionante e nos deixa com aquela sensação de que "tudo ficará bem"), mas como sabemos que existe mais um, mal posso esperar pelas surpresas que virão por aí (e espero que ele seja realmente incrível como vi alguns leitores americanos falando). 

 Este é o livro mais sério até agora. Não temos mais tantas piadas ou tiradas que nos fazem rir ou gargalhar como nos volumes anteriores, mas acho que é porque esse volume, mais do que os dois anteriores, mostra muito mais de Whit. Eu sempre achei que a Wisty tinha muito mais capítulos (os livros são narrados em primeira pessoa e os capítulos alternados entre os irmãos) e dessa vez eu percebi que me acostumei e identifiquei tanto com ela, que nos vários capítulos onde ela está doente e apenas Whit é o narrador, eu estava muito ansiosa para ouvir/ler os pensamentos autênticos dela.

 Durante a leitura podemos até não ter tantas tiradas engraçadas, mas no final ainda temos um "manual" de coisas proibidas pela Nova Ordem. Algumas são:
CUÍQUER: Um sistema quase incompreensível de mensagens curtas e secretas que ajudou a Resistência a trocas informações nocivas entre seus simpatizantes. Os esforços da Nova Ordem para eliminar esses meios altamente criminais de comunicação foram ágeis e absolutos.
JOST: Esse drama segue um grupo e rebeldes da Resistência cujo avião - alterado com sucesso pelos valentes soldados da Nova Ordem - cai em uma ilha deserta. Os passageiros são submetidos a testes por algo que eles acreditam ser uma "ilha mágica" (na verdade, trata-se de um espaço criado por cientistas da Nova Ordem), somente para descobrir que ficarão presos por lá até que sejam executados pelos crimes que cometeram contra o governo.
QUEM QUER SER O ÚNICO QUE É O ÚNICO?: Um programa de televisão popular, com perguntas de conhecimentos gerais para os participantes, que prometia aos vencedores a chance de se sentar no trono por um dia. Ninguém conseguiu levar o prêmio máximo antes de o programa ser retirado do ar, devido a objeções do Único Que É O Único.

 James Patterson e seu colaborador Jill Dembowski escreveram um livro que, diferente dos anteriores da série, não passa tanta emoção mesmo com suas várias cenas de ação e suspense. Realmente espero que o próximo livro, intitulado "The Kiss" ("O Beijo") nos Estados Unidos feche a série de uma maneira épica, pois é isso que espero desde o início.