[Resenha] Os Solteiros | Meredith Goldstein


Título: Os Solteiros
Título Original: The Singles
Autora: Meredith Goldstein
ISBN: 9788581634494
Grupo Editorial: Novo Conceito
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 272
Gênero: Ficção, Romance
Sinopse: Cinco adultos. Cinco pessoas com idade sufi ciente para ter conquistado alguma tranquilidade.
Mas sossego é algo que passa longe de suas vidas confusas. Hannah é diretora de elenco em Nova York e ainda chora pelo ex que a abando- nou. Rob não é muito bom em assumir compromissos, mas nos tempos da facul- dade quase namorou Hannah — e não se esquece disso... Vicki tem um trabalho lucrativo (embora tedioso) como designer de interiores de uma grande rede de supermercados, e é uma depressiva crônica. Nancy leva uma vida dupla, e Joe é um quarentão que adora namorar mulheres mais jovens... Não há como negar: juntos, eles podem comprometer seriamente os planos de Bee de ter o casamento mais elegante da cidade. Da união desses personagens apaixonados resulta um romance divertido e doce sobre vidas entrelaçadas, relações de amizade e o incontestável amor.
"A organizadora do casamento, famosa por ter planejado as núpcias extravagantes da filha de um ex-presidente, disse a Bee, depois de examinar a lista de convidados: 'Não importa quem você convide, vai ter sempre um solteiro'."
 Beth Eleanor Evans, ou melhor, Bee, está prestes a se casar e ainda tem um grande problema: não decidiu onde 5 pessoas que estão solteiras irão se sentar na festa. Mesmo que sua mãe já tenha insistido para que ela os coloque em qualquer mesa pois "essas pessoas vão passar metade da noite na pista de dança", Bee ainda insiste em achar os lugares perfeitos para eles. Quando o problema é resolvido, começamos a ser apresentados para cada um dos solteiros.

 Hannah é amiga de Bee há anos e será uma das madrinhas do casamento. Ela é diretora de elenco e roteirista, e agora está aguardando ansiosamente um telefonema da agente de Natalie Portman para saber se ela havia aceitado a proposta de estrelar seu filme independente, ao mesmo tempo em que está nervosa para rever seu antigo namorado, Tom. 

 Vicki é amiga da noiva, e de Hannah desde a faculdade. Ela está em depressão, vive infeliz - principalmente se tratando da vida amorosa e do trabalho que ela odeia - e não poderia estar passando por uma fase pior em sua vida. Apesar de, em um primeiro momento, parecer que as cenas de Vick serão tediosas, ela é responsável por acontecimentos bem interessantes.

 Rob é o responsável pelos momentos que mais me emocionaram durante a leitura. Ele provavelmente não chegará a tempo para o casamento, o que o deixa um tanto quanto incomodado pois, além de não estar presente no casamento da amiga Bee, ele acabará deixando o caminho livre para que Tom se aproxime de Hannah, sua melhor amiga, e com quem teve um romance nos tempos de faculdade.

 Phil é um cara super apresentável que ainda não se recuperou do seu último namoro. Ele está no casamento porque sua mãe, que é conhecida do noivo, não pode comparecer por estar doente. Ele não conhece ninguém na festa, mas é responsável pelas partes mais engraçadas do livro.

 Joe é um solteirão que adora se relacionar com mulheres mais novas. Ele está "caçando companhia" no casamento de sua sobrinha e, além de não ter uma boa relação com a família, não vai acompanhado de sua namorada para evitar confusão com a família. Ou com a própria namorada. Ele, além de ser uma figura(!) terá participação em um momento bem importante da história.

 Já deu para perceber que o livro nos reserva boas risadas, não? Ultimamente tenho dado prioridade os livros únicos por motivos de: 1) tudo nessa vida é série hoje em dia! 2) eu adorei a proposta do livro assim que li a sinopse. Eu quase nunca leio a sinopse dos livros que chegam de parceria sem eu ter solicitado. Vou escolhendo a ordem de leitura pela capa quando isso acontece, mas o título desse livro me deixou bem curiosa, o que me fez ler a sinopse e o prólogo assim que ele chegou. O Prólogo nos mostra o momento em que Bee tem que decidir, de uma vez por todas, onde os solteiros ficarão, e esse é o único momento em que o livro gira em torno dela. A partir daí, é com os solteiros...

 Minha solteira preferida foi a Hannah. O primeiro capítulo gira em torno dela e sua personalidade e a mania de imaginar toda a vida como um filme e quais atores poderiam interpretar cada pessoa presente em sua vida é hilária. A relação dela com Rob é linda, pois a autora mostra como uma amizade (bom, talvez mais que isso) pode sobreviver ao tempo e a distância. Phil e Joe são um tanto engraçados, mas, juntamente achei que eles foram até que aleatórios demais na história, já que, diferente dos três outros solteiros, eles não tem nenhuma relação.

 Gostei muito da escrita rápida da autora. A narrativa em terceira pessoa que, a cada capítulo, é focada em algum solteiro, foi ótima para o rendimento da leitura, uma vez que podemos acompanhar cada um de uma vez, sem perder detalhes ou pensamentos. O livro dura apenas a noite do casamento de Bee e fiquei surpresa por ele ser tão fino e ter acontecido tanta coisa ao terminar a leitura. 

 Falando da diagramação, achei que essa capa não é tãaao bonita. Ela é a mesma que a capa original (ao lado), com exceção de a NC ter deixado mais o casal aparecer (o que tornou ela melhor do que a original!) Acho que, depois de ler o livro, penso que ele merecia outra capa. A diagramação não tem tantos detalhes mas a fonte e as folhas amareladas ajudam no rendimento rápido e fluído da leitura.

 Com personagens bem desenvolvidos e uma trama madura e inteligente, Meredith Goldstein nos mostra como é possível proporcionar boas risadas e grandes emoções em uma só história. "Os Solteiros" é um livro leve, perfeito para um dia calmo e, para melhorar, te deixa com aquela sensação de "quero mais" por ter acabado de verdade, e não por ter uma continuação (risos).