[Resenha] Quando Tudo Volta | John Corey Whaley



Autor: John Corey Whaley
Título: Quando tudo volta
Título Original: Where Things Come Back
ISBN: 9788581633848
Grupo Original: Novo Conceito
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 224
Gênero: Ficção, Drama
Sinopse: Uma morte por overdose. Um fanático estudioso da Bíblia. Um pássaro lendário. Pesadelos com zumbis. Coisas tão
diferentes podem habitar a vida de uma única pessoa?
Cullen Witter leva uma vida sem graça. Trabalha em uma lanchonete, tenta compreender as garotas e não é lá muito sociável. Seu irmão, Gabriel, de 15 anos, costuma ser o centro
das atenções por onde passa. Mas Cullen não tem ciúmes dele. Na verdade, ele é o seu maior admirador.
O desaparecimento (ou fuga?) de Gabriel fica em segundo plano diante da nova mania da cidade: o pica-pau Lázaro, que todos pensavam estar extinto e que resolveu, aparentemente, ressuscitar por aquelas bandas.
Em meio a uma cidade eufórica por causa de um pássaro que talvez nem exista de verdade, Cullen sofre com a falta do irmão e deseja, mais que tudo, que os seus sonhos se tornem realidade. E bem rápido.
"Não tinha objetivos. Não tinha aspirações. Não tinha vontade de fazer nada além de esperar que algo grande acontecesse, que algo milagroso ocorresse."
 Quando recebi, em dezembro do ano passado, um pôster de "Quando Tudo Volta", só de olhar a capa pensei logo que esse livro deveria ser muito bom! Quando li a sinopse já imaginei um  livro cheio de ação e com um grande desfecho. Quando comecei a ler a história fiquei confusa. A cada página surgia um personagem confuso que parecia deixar a história mais bagunçada. A única coisa que eu conseguia pensar é: deve ter um final muito incrível para tudo isso.

 Cullen Witter mora em Lyli, no Arkansas, e vivia uma vida tranquila até a morte de seu primo, quando ele é quem reconhece o corpo do primo morto por overdose. Cullen tinha 17 anos mas aquele não era o primeiro cadáver que ele tinha visto e com a morte de seu primo Oslo vieram as lembranças de quando ele já causava problemas com drogas injetáveis e ele, tentando ajudar, ia ao seu encontro para buscá-lo quando estava em apuros ou até quando ele precisava de algum dinheiro, pois o primo tinha esperança de que Oslo compraria comida. Infelizmente, todo esforço em busca da recuperação de Oslo foi em vão.

 Com a calmaria de sua cidade, Cullen vivia desanimado e com uma vontade imensa de encontrar o seu ideal. Um ideal com tamanha tristeza. As pessoas da cidade tentaram passar palavras de conforto para ele e a tia que tanto sofria, mas a calmaria da cidade acabou com a chegada do  pica-pau Lázaro.
"E só o que nos restava era esperar para ver o espetáculo, esperar para ver se algo brilhante ou catártico apareceria."
 O autor John Corey Whaley construiu personagens que demonstram, de verdade, seus defeitos e qualidades fazendo com que a história se torne real. Cullen é um menino insatisfeito, porém possui muito senso de humor e muita determinação. Ao mesmo tempo que triste, é engraçado quando ele demonstra toda a sua antipatia por sua cidade e termina ironizando tudo que ela possui.

 O problema é que achei que o livro teria muito mais ação e também emoção. Parece que a monotonia que Cullen sentia em sua cidade acabou sendo passada para nós, leitores, mas da maneira errada. Ao meu ver, é como se o autor quisesse mostrar como é tal lugar, porém acabou fazendo com que a leitura não rendesse, mesmo depois dos mistérios que se fizeram presentes. Os acontecimentos não se desenrolavam, logo na página seguinte entrava outro personagem totalmente diferente do anterior que deixava os fatos confusos que não eram solucionados.
 Em compensação, o que dizer dessa diagramação do livro? Está linda! Com três pássaros sobrevoando a parte superior da página onde se inicia cada capítulo, um pássaro no rodapé de cada página - que contribuem com a premissa do livro e as folhas amareladas com fontes que ajudam no rendimento da leitura. A capa, mesmo sendo simples, me passou uma grande vontade de ler o livro e, mesmo que ele não tenha sido o que eu imaginava, acho que essa é uma capa linda. Mais uma vez a NC arrebentou.

 No final, o livro não me agradou, mas acredito que o sumiço de Gabriel, a volta do pica-pau Lázaro e o fanatismo de Benton Sage fizeram com que o autor desse o seu recado sobre cada um. Acho que um livro nunca passa mesma impressão para duas pessoas diferentes, por isso nunca deixo de recomendar um livro que pode passar uma grande mensagem para outro alguém, então: leiam! - e voltem aqui para me contar.

Comentários

  1. Oi, eu gostaria muito de poder ler o livro, é triste quando esperamos que um livro tenha muita ação, emoção, etc, ai ele não tem tudo aquilo que você esperou, mas que bom que você gostou dele, espero ter a oportunidade de conhecer a obra, ela realmente parece ser muito boa.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Já li muitas resenhas sobre esse livro e toda hora mudo de opinião sobre ele. às vezes gosto às vezes não.. kkk Enfim, se eu ganhar de presente eu leio <3 k
    bj, dréa

    ResponderExcluir
  3. Ultimamente tenho lido livros com mortes/doenças demaisss, e isso anda afetando muito meu psicológico! Fiquei curiosa sim, para ler, mas viu deixar esse um pouco mais pra frente!!

    ResponderExcluir
  4. Flor assim como vocẽ eu achei que a capa tinha tudo pra dar certo, mas essa já é a sexta resenha desse livor onde as pessoas acharam confuso/sem sentido e muito bagunçado, como se o autor tivesse se perdido no meio da escrita e deixou assim mesmo na esperança de algum doido igual a ele gostar! Desisti de querer esse livro!

    ResponderExcluir
  5. A capa do livro não me interessou tanto, mas a sinopse me deixou bem intrigada.
    Imaginei certa ação do livro, mas pela sua resenha, é melhor eu esperar menos ação do que o que imagino.
    Se torna difícil gostar de um livro confuso, porque a confusão nos faz ficarmos perdidos na história.
    Acho que posso esperar um longo tempo para ler esse livro kkkkkkkkkk
    Bjokas
    http://nerdworldofgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que diagramação L-I-N-D-A!
    Eu não curti muito a capa, o que me refreou em procurar mais sobre o livro. Pelo que você contou fiz bem, o livro nao me interessou nem um pouquinho. Histórias com muitos personagens costumam me cansar seriamente =/

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  7. Eu AMO capas azuis, são sempre tão tão.. fofas <3 Já li algumas outras resenhas desse livro, e a maioria é positiva, é uma pena você ter se decepcionado. Mesmo com a quantidade de personagens que pode tornar a história um pouco confusa, vou tentar ler, pois estou interessadíssima por esse livro desde o lançamento.
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho visto vários pontos negativos desse livro, isso está me desanimando muito, realmente pela sinopse fica parecendo que o livro tem muita ação mesmo e ação é algo que me prende no livro e pensar que o livro vai ter muita ação e acaba nao tendo, acaba seno parado me desanima.. =/

    ResponderExcluir
  9. A capa desse livro está bem legal, mas não conheço muito dele, eu li poucas coisas sobre ele, e vi gente que gostou e gente que não gostou, aí já viu, é confusão na certa. Não sei ainda se vou comprar, acho melhor pegar em PDF, e ver o que acontece ;)

    ResponderExcluir
  10. Eu não me apaixonei pela capa como a maioria, e ainda não tenho certeza se iria querer mesmo lê-lo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas