[Resenha] Por Enquanto, Adeus | Janda Montenegro


Título: Por Enquanto, Adeus
Autora: Janda Montenegro
Editora: Generale
ISBN: 9788563993656
Número de Páginas: 240
Gênero: Romance
Sinopse: Quando Sofia acorda na manhã do seu 18º aniversário, tudo que ela pensa é se, dessa vez, vai ganhar o presente dos seus sonhos. E é exatamente isso que acontece: seus pais a surpreendem e ela ganha de presente um intercâmbio de três meses para os Estados Unidos. Cheia de sonhos e expectativas, Sofia embarca nessa aventura, que marcaria uma etapa de transição em sua vida após a escola. Longe dos pais e dos amigos, agora ela tem de lidar com o choque cultural, procurar um emprego e tentar tornar essa experiência a melhor possível, antes de voltar para o Brasil e começar a faculdade. Mas, então, ela conhece Tristan, e tudo muda. Será que Sofia conseguirá dizer adeus a ele quando chegar a hora?

 Quando Janda Montenegro me falou pela primeira vez sobre "Por Enquanto, Adeus" eu só consegui falar: eu preciso desse livro! O romance e a história de uma garota que vai para fora do país e se apaixona pela primeira vez logo despertaram meu interesse. Demorou, mas finalmente eu consegui ler o livro.

 Sofia sempre sonhou em fazer um intercâmbio para os Estados Unidos e, agora que completou 18 anos, seu sonho finalmente vai se realizar. Em busca dos melhores momentos de sua vida, sofia embarca para a Flórida onde, além de morar por três meses com pessoas que ela ainda não conhece, precisará arranjar um emprego e, claro, tentar tornar a experiência melhor possível. Sofia só não esperava que, em menos de três meses e em um país diferente, ela poderia se apaixonar.

 Sofia é uma personagem que, com certeza, fará todas as leitoras se identificarem. Seja pelo fato de nunca ter se apaixonado, ou pelo sonho de fazer um intercâmbio, ou pela experiência no mesmo, ou pela dúvida entre três cara. Sim! Como se não bastasse arranjar um cara nos EUA, ela encontra três que vão se apaixonar por ela: Benito, que é um chato e vive correndo atrás dela; Tristan, personagem pelo qual eu me apaixonei só pelo nome que amo e que é muito intenso; e Pablo, que não se importa em dar umas puladas de cerca e é namorado de Melody. Ah, a Melody. O que dizer dessa insuportável? (risos) Ela é filha da Lili, a dona da casa onde Sofia vai morar, e é com ela que a mesma divide o quarto. O problema é que Melody tem aquele preconceito que alguns tem com turistas e imigrantes, além de ser duas caras. 

 Problemas a parte, é com Tristan que nossa personagem principal irá se envolver e, obviamente, nos dará ótimos momentos na leitura. Tristan é um cara sensível e que passa muita confiança, mesmo tendo os seus segredos. Tenho que admitir que toda essa coisa de ficar com os três caras (sim, não basta arranjar, ela precisa beijá-los), colocar um pouco a culpa da bebida e ser meio rápida em outros aspectos não são muito a minha praia, porém Sofia é uma personagem real que é impossível não adorá-la, ao mesmo tempo em que temos vontade de estar perto dela para dar algum conselho.

 Sobre a narrativa, adorei a escrita de Janda. É rápida, fluida e envolvente. Gosto muito quando a narrativa em primeira pessoa consegue nos dar todos os detalhes e informações a respeito da própria história e dos personagens, sem ficar cansativa, e Janda o faz muito bem. Nós conseguimos sentir a personagem e isso torna o livro ainda mais emocionante.

 Quero compartilhar uma curiosidade com vocês: essa capa é linda, não? Mas vocês sabem de quem é essa mão e essas pulseiras? De ninguém mais, ninguém menos do que a própria autora! Se me lembro bem da nossa conversa em um evento, ela me falou que tirou a foto sem o objetivo de que ela fosse a capa do livro, porém acabou ficando perfeita, ainda mais com o tom preto e branco e o titulo e o corão em vermelho. 


 Em "Por Enquanto, Adeus", Janda Montenegro nos apresenta a um romance que, em um primeiro momento, você pode até ler a sinopse e, como eu, gostar do enredo e querer conhecer mais sobre a viagem de Sofia, mas você irá se surpreender com tudo o que a autora preparou para esta linda história. Ele não é apenas um romance meloso ou que pode ter deixar emocionado no final. Ele é um romance profundo que mostrará como é preciso viver cada momento como se fosse único, pois nunca saberemos do amanhã. E como a própria Sofia mencionou, é como a música diz: "é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã".