[Resenha] Vinte Garotos no Verão | Sarah Ockler

Título: Vinte Garotos No Verão
Título Original: Twenty Boys Summer
Autora: Sarah Ockler
ISBN: 9788581633657
Grupo Editorial: Novo Conceito
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 288
Gênero: Ficção, Drama
Sinopse: Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá).
As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.
"[...] sei que jamais serei capaz de apagá-lo. Ele sempre será parte de mim - só que de uma maneira diferente."
Em "Vinte Garotos no Verão" conhecemos três amigos inseparáveis: os irmãos Frankie e Matt, e Anna, que esconde seu amor pelo melhor amigo. No aniversário de 15 anos de Anna o seu maior desejo se realiza: Matt admite - mesmo que pedindo segredo - o seu amor por ela. Os dois passam a compartilhar encontros às escondidas, beijos profundos e segredos, até que um acidente os separa para sempre.

 Um ano após a morte de Matt, Anna viaja junto a Frankie para passar o verão em uma praia muito especial. A praia que Matt adorava visitar e possui tantas recordações dele. Mas, depois da morte do irmão, Frankie mudou muito em relação aos garotos e a tudo ao seu redor, até a melhor amiga, e decide que Anna precisa se soltar mais. Ela decide que elas irão conhecer, cada uma, vinte garotos diferentes em vinte dias. Era para ser uma aposta, mas se tonar mais do que um desafio.

 Eu estava com altas expectativas para este livro e infelizmente elas não foram superadas. Eu adorei o inicio do mesmo e, pelo menos até a metade, eu estava gostando da leitura. Mas de repente comecei a achar a leitura nada envolvente. É como se o livro fosse completo no sentido de ter romance, segredos, morte, amizade e conflitos, porém falta emoção e carisma em certos personagens.

 Eu fiquei meio desconfiado de Matt no inicio por ele pedir segredo sobre o relacionamento, mas a cena da morte dele é bem tocante. A partir daí eu esperar um super livro, só que a mudança de Frankie já começou a me deixar com o pé atrás e, certes atitudes dela também não me agradaram nada. Depois de saber sobre um certo segredo então... Anna, por sua vez, me agradou logo de cara e, ao longo da leitura, a minha opinião por ela mudou. É como se o inicio do livro nos dessa aquela sensação boa de que há muito por vir e, no final, a gente perceba que era tudo ilusão.

 A escrita de Sarah é muito boa, mesmo que eu tenha ficado com vontade de acabar logo o livro depois que a história não parecia estar tão fluida como no inicio. Acho que, com esse livro, a autora queria mostrar como a gente pode conhecer tão pouco de uma pessoa e, mesmo assim, ela pode nos marcar para sempre. Se eu parar e pensar em toda a história acho que a temática é bem interessante e com uma boa proposta, mas quando lembro que a sinopse marcante, a capa simples que nos dá aquela impressão de que será um livro super emocionante e os primeiros capítulos totalmente envolventes acabaram não sendo mais que isso, fico decepcionada.

  Mentiras, verdades e segredos são três elementos que fazem com que "Vinte Garotos no Verão" valha a pena. Acho que, mesmo que a história tenha me parecido meio superficial, ela pode encantar um de vocês e passar uma mensagem melhor do que a que passou para mim. Ler um livro nunca é disperdício de tempo, certo?