[Crítica de Filme] Malévola

Título: Malévola
Título Original: Maleficent 
Distribuidor: Disney / Buena Vista 
Elenco: Angelina Joli, Elle Fanning, Sharlto Copley, Sam Riley, Miranda Richardson...
Sinopse: Baseado no conto da Bela Adormecida, o filme conta a história de Malévola (Angelina Jolie), a protetora do reino dos Moors. Desde pequena, esta garota com chifres e asas mantém a paz entre dois reinos diferentes, até se apaixonar pelo garoto Stefan (Sharlto Copley). Os dois iniciam um romance, mas Stefan tem a ambição de se tornar líder do reino vizinho, e abandona Malévola para conquistar seus planos. A garota torna-se uma mulher vingativa e amarga, que decide amaldiçoar a filha recém-nascida de Stefan, Aurora (Elle Fanning). Aos poucos, no entanto, Malévola começa a desenvolver sentimentos de amizade em relação à jovem e pura Aurora.
"So, you see, the history is not as accounted to you in turn..."
"Então, veja só, a história não é como te contaram no entanto..."
 Lançado exatamente 55 anos depois que "Bela Adormecida", "Malévola" traz uma nova visão e uma nova versão do clássico. Como não nos foi contado, Malévola era a fada mais poderosa do reino dosMoors. Doce e corajosa, quando criança ela conheceu um menino que sonhava em morar no grande castelo do reino dos humanos, ela só não esperava que a inocência poderia se tornar uma grande ambição. Já adulta, Malévola vira uma mulher seca e fria que, depois de uma traição de seu amigo Stevan - que agora é rei -, promete se vingar dele custe o que custar. E a vingança virá quando sua filha, Aurora, nascer.

 Eu adorei quando foi anunciado que teria um filme somente da Malévola. Ela se tornou a minha vilã favorita desde a primeira vez que eu vi "A Bela Adormecida" pelo simples fato de o nome dela começar com a mesma letra que o meu. E, bem, eu sempre achei o nome incrível - já até sonhei em ter uma cadelinha para chamar(!) de Malévola hahahah - e sempre achei ela muito elegante. Acho que todas as vilãs são, mas a Malévola sempre teve algo de especial.
 A atuação de Angelina Jolie está impecável! Ela sabe exatamente como transmitir sentimento para cada uma das cenas e, sem dúvidas, não haveria ninguém como ela para interpretar Malévola dessa forma única. Eu assisti ao filme legendado e dublado e sugiro que todos vejam legendado, uma vez que algumas cenas perderam a emoção para mim quando vi dublado. Angelina conseguiu passar para o filme toda aquela maldade disfarçada da personagem e uma das melhores cenas do filme, para mim, foi o batizado de Aurora. Eu cheguei a me emocionar e a ficar arrepiada, juro! Já faz uma semana que eu assisti ao filme pela primeira vez e fiquei arrepiada só de lembrar dessa cena.

 O que achei bem legal foi o fato de a própria Angelina ter dito que se interessou de imediato em estrelar Malévola porque, desde criança, Malévola era sua personagem favorita entre as vilãs da Disney e, além disto, ela disse que queria muito poder estrelar um filme que seus filhos pudessem ver e ficou muito impressionada com a caracterização da personagem idealizada para o filme e também com o roteiro, considerado complexo e de uma rara inteligência pela atriz (como se ela não fosse tirar de letra...). Também li uma reportagem onde diziam que a atriz trabalhou bastante com os responsáveis pelo figurino (que está impecável!) e maquiagem de sua personagem para criar um visual que fosse fiel à versão exibida em A Bela Adormecida. Alguns executivos da Disney até tentaram convencê-la de que não era necessário que aparecesse de forma tão sombria, mas ela não aceitou esta proposta de explorar mais sua beleza.


 Tenho que admitir que fiquei com o pé atrás quando Elle Fanning foi escolhida para o papel de Aurora. Não sei o porquê, mas simplesmente olho para ela e não gosto. Já vi várias entrevistas e ela nunca me convenceu. Até nas fotos que ela aparece com a irmã, Dakota, eu acho ela meio forçada. Também tenho que admitir que até que gostei da atuação dela, apesar de tudo. Ela não é exatamente a Aurora que eu sempre imaginei e, em algumas cenas, senti que faltava emoção de sua parte.

 Uma coisa curiosa que aconteceu no set de filmagens, foi que Angelina assustou muitas criancinhas quando estava vestida como Malévola. Há uma cena onde a personagem está com a pequena Aurora, e nenhuma das crianças escaladas para o papel conseguiam gravar. Elas sempre choraram ao ver Angelina! Então, quando a atriz levou a filha Vivienne Jolie-Pitt para o set e viu que ela não chorou vendo a mãe vestida daquela maneira, foi decidido que ela interpretaria a personagem Aurora quando criança. Eu achei a cena bem fofa, é impossível não rir ao ver a reação de Malévola com a criança, mas o filme peca nos muitos close-ups. Essa seria uma das cenas que ficariam perfeitas se mostrassem mais do cenário e da reação corporal da personagem Malévola ao ter que estar em contato com uma criança e, não, focar apenas no rosto das atrizes. É uma pena que isso aconteça em muitas cenas importantes.
 Algo que eu achei quase um pecado (sim, com esse exagero) foi que na versão dublada não traduziram os nomes das fadas. Já estamos acostumados a traduzem muitas coisas para algo nada a ver, mas custava traduzir o nome das fadas?  Perguntem a alguma criança que acaba de sair do cinema o nome das fadas. Ela não vai saber! Terminado meu pequeno desabafo, as atuações de Imelda Staunton (nossa eterna Dolores Umbridge ), Lesley Manville e Juno Temple - que são respectivamente Fauna, Flora e Primavera, ou  Knotgrass, Thistlewit e Flittle, como vocês preferirem - são impecáveis. Elas conseguiram ser, cada uma, as atrizes perfeitas para cada fada. As expressões faciais e as falas  não deixam a desejar em nada. Algo que achei bel legal da parte dos produtores foi que eles fizeram as três atrizes passarem três semanas adqquirindo agilidade enquanto gravavam com a técnica de captação de movimento, e eram coordenadas por artistas do Cirque du Soleil. No filme podemos ver que elas fizeram um ótimo trabalho.
"I'm not going to ask your forgiveness, because what I've done to you is unforgivable."
"Eu não vou pedir o seu perdão, pois o que eu fiz é imperdoável."
 "Malévola" deixa a desejar em alguns aspectos, mas a história com grandes revelações nos faz esquecer os erros. Quando assisti o filme pela primeira vez o acheincrível, mesmo com os erros, mas da segunda vez, o erros pareceram maiores e eu fiquei um tanto desanimada. Não deixo de recomendar porque, além se ótimo para quem gosta dos contos de fadas, Angelina Jolie sempre vale a pena.