[Resenha] Princesa Adormecida | Paula Pimenta


Titulo: Princesa Adormecida
Autora: Paula Pimenta
ISBN: 9788501034205
Número de Paginas: 192
Grupo Editorial: Record
Editora: Galera Record
Gênero: Literatura Infanto-Juvenil, Ficção, Romance
Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...
"Eu não sei a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...
  Eu amo os contos dos irmãos Grimm, os contos de Perrault, as princesas da Disney, a série Once Upon a Time e tantas outras releituras e histórias que misturam magia e realidade. Quando Paula anunciou o lançamento de "Princesa Adormecida", que é o primeiro livro da  Coleção Paula Pimenta, eu logo fiquei ansiosa. A ideia de trazer releituras moderna de "A Pequena Sereia", "A Bela e a Fera" e "Branca de Neve" me fez imaginar de imediato como seriam as história dessas princesas nos nossos dias, sem magia ou encantamentos. Eu só não sabia que ficaria tão encantada assim logo no primeiro livro da coleção.

"-De tanto viver enclausurada, você criou um mundo paralelo na sua imaginação e acha que a vida é um livro de princesas. Pois saiba que a realidade é diferente. Não existem príncipes destinados para nós desde o nascimento, nem bruxas malvadas, muito menos fadinhas para realizarem nossos sonhos. Na vida real, são os amigos que nos ajudam a conseguir o que queremos. [...] É uma pena que você não saiba disso."
 Áurea Roseanna, ou melhor, Anna Rosa é uma menina de 16 anos que foi criada por três tios super protetores, porém de personalidades diferentes: Florindo, que é dono de um salão de beleza; Fausto, que é músico; e Petrônio, que é professor. Os três cuidam da sobrinha desde que ela tinha 5 anos e, além de contarem várias histórias para a menina (tantas que ela chega a se confundir sobre o que é real e o que não é), tentam fazer com que ela fique o mais próxima possível dos olhares deles. Anna não entende o porquê de tanta proteção, só quer ser uma adolescente normal que sai com as amigas e conhece garotos interessantes com quem pode chegar a viver uma grande paixão. Ela só não sabe que sua vida já é um verdadeiro conto de fadas...

  Eu estava meio ansiosa-barra-nervosa por conta da prova da UERJ (que foi ontem) e decidi me distrair um pouco na manhã anterior lendo o "Princesa Adormecida". Conclusão: terminei o livro 4 horas depois. Definitivamente um record! O primeiro livro da Paula Pimenta que li foi "Apaixonada Por Palavras", seguido de "O Livro das Princesas" (que conta com contos de Patricia Barboza, Meg Cabot e Lauren Kate também) e sempre quis ler uma história dela que não fosse um conto ou crônicas. Hoje posso dizer que, se tem uma coisa que a Paula Pimenta sabe fazer (e muito bem!), é prender o leitor. A narrativa  e a escrita dela são totalmente fluidas, possuem um ritmo envolvente e nos fazem querer ler mais, mais e mais.

  Eu adorei a Aurora que a Paula criou. Áurea é muito cativante e nos ganha logo nas primeiras palavras que nos direciona. Como o livro é narrado em primeira pessoa, nós ficamos ainda mais próximos da personagem e podemos acompanhar seu crescimento. A autora conseguiu fazer com que todos os elementos e personagens existenciais estivem presentes na releitura sem que ela deixasse de ser atual, o que faz com que o livro se torne ainda melhor, uma vez que, mesmo sendo uma releitura, parece ser a ideia original.

 As fadas madrinhas, no conto original, são Flora, Fauna e Primavera. Na história de Paula dos tios da personagem se encarregam de cuidar da menina e são Florindo, Fausto e Petrônio. Eu achei o máximo que a autora, além de conseguir nomeá-los de forma com que lembremos logo dos nomes das fadas madrinhas, fez com que eles tivessem mais ou menos a mesma personalidade de cada uma. Claro que, assim como as madrinhas de Aurora, os tios de Áurea tem grande importância na vida da personagem. E não é que até a bruxa possui um nome à altura? Marie Malleville é a encarregada pelas maldades na vida de Áurea. Adorei a forma como ela foi retratada na história e como Paula Pimenta conseguiu fazer com que nenhuma coisa do livro saísse de nossa realidade.
A diagramação do livro também não deixa a desejar!
 "Princesa Adormecida" é uma releitura que não deixa a desejar em nada. Paula Pimenta sabe como agradar os leitores e como escrever uma boa história. Se você procura uma leitura leve, divertida e envolvente, esse é o pedido. Mas aviso: quando você começar a ler, não vai parar até terminar.