[Resenha] Arma de Vingança | Danilo Barbosa









 
Título: Arma de Vingança
Autor: Danilo Barbosa
ISBN-13: 9788579309243
ISBN-10: 8579309247
Editora: Universo dos Livros
Número de Páginas: 240
Gênero: Ficção, Romance
Sinopse:  Arma de Vingança é um suspense que já figurou na lista dos e-books mais vendidos do país. O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu e pagou o preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás a inocência infantil para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para atingir seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair… Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Junto a Ana, caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja que até os príncipes encantados têm seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.
"Não sou mais de sofrer por pequenas coisas. O nosso futuro somos nós que fazemos, com as vantagens e consequências de cada ato."

 Conheci o autor Danilo Barbosa por acaso. Já havia lido algumas resenhas de seu livro com comentários muito positivos e a capa da edição publicada pela Editora Literata chamou demais a minha atenção. O tempo passou e acabei tendo a oportunidade de conversar com ele e ler seu livro. A sinopse e a capa já nos preparam para uma história, no mínimo, cheia de surpresas, mas não para uma história tão forte como ela realmente é e acredito que seja isso que tenha me encantado tanto. Eu esperava que seria uma boa leitura, porém foi muito melhor do que eu imaginava.
"Já vou lhe avisando: esta não é uma história de amor. Pelo menos não como a maioria delas."
 Ana é uma personagem que guarda grandes mágoas do seu passado e pretende recomeçar em um lugar novo. Ela era sonhadora e acreditava no melhor das pessoas até o dia em que vê toda a simplicidade e inocência irem por água abaixo quando seu pai morre e sua mãe se torna uma pessoa fria. Nossa personagem precisará ser bem mais forte do que imagina ao decidir mudar de vida e querer se afastar ao máximo do passado doloroso se mudando para a cidade grande na espera de conhecer novas pessoas e novos ares. Porém ela só não sabia que iria sofrer mais do que antes.
Capa anterior
(Editora Literata)
“Mergulho em um denso lago, rubro e revolto como sangue. Tento não afundar, mas é em vão. O ar me falta e a consciência vai sumindo, lentamente. Sei que não tenho mais chances de sair dali.”
 Ana nos conta a sua história como um desabafo. A todo momento senti como se estivesse conversando com ela, uma vez que a narrativa clara e objetiva nos permite tirar nossas próprias conclusões e Ana é uma personagem que cresce muito durante a história e podemos perceber esse crescimento a todo momento. Humilhação e violência fizeram parte da vida de nossa personagem e ela se torna uma mulher determinada, cheia de si e, ao nos mostrar como se tornou tudo o que é hoje, nos faz crescer e pensar como ela.

  O livro é dividido em quatro partes (Fragmentos da Ilusão, A Outra Face da Moeda ,Pesadelo e Vingança) e tem a narrativa em primeira pessoa, o que nos ajuda a conhecer a personagem principal da melhor maneira possível e o autor optou por acrescentar a narrativa de outros personagens, o que tornou a história ainda mais profunda e foi essencial para algumas ocasiões. A leitura não perde o ritmo nem a objetividade e temos a oportunidade de saber o que esses personagens pensam e se o que pensamos sobre eles está correto, além de que o autor não repete cenas já narradas por Ana; ele acrescenta o parecer desses outros personagens sem fazer com que o leitor tenha que reler tais cenas.
"Como o mal poderia ser tão belo?"
 Uma das principais coisas que o livro nos mostra é como as aparências enganam. Ana conhece pessoas que a farão sentir isso na pele e é isso que a torna ainda mais forte. Eu gostaria de falar sobre alguns personagens, mas acho que se não o fizer, vocês serão ainda mais surpreendidos e posso adiantar que nada é por acaso e que todos os personagens foram muito bem construídos.

 Logo na primeira página somos avisados: esta não é uma história de amor. Realmente não é, mas ela deixa uma mensagem incrível sobre o mesmo nas entrelinhas. Quem aí não conhece alguém que já se apaixonou perdidamente por uma pessoa e, depois, sofreu horrores e nem conhecia a tal direito? A história de Ana nos lembra episódios como esse, onde alguém que era tão carente quanto ela se apaixona rapidamente e se decepciona com a mais rapidez ainda.

 Ao chegar no final do livro aceitei a escolha de Ana, porém ainda fiquei com aquela sensação de que poderia acontecer de outra maneira. E então, ao chegar na última página, o autor nos surpreende mais uma vez: existe um final alternativo e, para consegui-lo, você deve falar com o autor. Alguém aí tem dúvidas de que eu corri para falar com o Danilo? Li o final alternativo rapidamente e ele, ao meu ver, é perfeito! Foi o meu preferido e acredito que será o de muita gente. 
"[...]ao contrário de você, eu não sou uma mulher fraca que hesita diante dos medos: eu os destruo."
 Danilo Barbosa criou uma história profunda onde todos os sentimentos envolvidos são complexos demais e a vingança é realmente plena. Com personagens marcantes e uma história eletrizante, "Arma de Vingança" é um livro que mostra como a realidade é cruel e como a vingança não tem limites. O passado sempre deixa marcas, porém cabe a você permitir ou não que elas te influenciem no presente e no futuro. Recomendo a leitura para os fãs do gênero e ainda mais para os que não são, pois tenho certeza que irão se surpreender. E, se você leu o livro, me conta nos comentários o que achou dos dois finais!


 Leitores cariocas: o autor estará aqui no Rio no dia 25 de Outubro para o Identidade Literária. Clique aqui para saber mais e não deixe de comparecer e garantir seu exemplar e seu autógrafo!