[Resenha] Twittando o Amor | Teresa Medeiros


Título: Twittando o Amor
Título Original: Goodnight Tweetheart
ISBN: 9788581635552
Grupo Editorial: Novo Conceito
Selo: Novo Conceito
Número de Páginas: 202
Gênero: Romance
Sinopse: Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever?
Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor britânico sexy, bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos... Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas. 
Agora que Abby voltou a escrever e a viver , ela descobre que Mark guarda um segredo que poderá mudar para sempre a vida dos dois.
"MarkBaynard: O Twitter é uma eterna festa onde todos falam ao mesmo tempo, mas ninguém diz nada."
 "Twittando o Amor" chegou na semana passada e eu nem sabia sobre o lançamento do livro. Li a sinopse, dei uma folheada e achei bem legal a forma como a narrativa era levada. Como as penúltimas últimas provas do ano começaram, resolvi começar a ler o livro por ser fino (202 páginas!) e poder resenhar logo para vocês. 
"MarkBaynard: Como está vestida?
Abby_Donovan: Um sorriso esperançoso e as botas pretas de cano alto que a Julia Roberts usou em Uma linda mulher.
MarkBaynard: É só isso que está usando? Porque, se for, meu sorriso acaba de ficar muito mais esperançoso."
 Abgail Donovan é "uma escritora de um livro só" que está tentando mudar esse status, mas parece que o bloqueio criativo anda perseguindo-a demais, já que ela não consegue sair do Capítulo 5 do novo romance. Ela ficou muito conhecida quando, há alguns anos atrás, apareceu na Oprah e quase ganhou o Pulitzer, mas depois disso, sua criatividade simplesmente desapareceu. No dia em que ela deveria reencontrar leitores e fazer uma leitura de seu livro para se aproximar deles, ela chega na Livraria e seu destino muda. Não necessariamente para melhor.

 Sua agente decide que está na hora de Abby entrar em contato com os leitores através de uma rede social que permite que os escritores tenham seguidores e novos leitores, quem sabe. É aí que Abby conhece o Twitter e, em seus primeiros Tweets, conhecer um cara que vai se tornar mais do que um mero seguidor: Mark Baynard, um professor que está de licença viajando pela Europa e que se prontifica de ajudá-la a conhecer mais do Twitter. Os dois só não esperavam que, em 140 caracteres, poderia surgir mais do que uma simples amizade
"Abby_Donovan: Suspiro... não seria maravilhoso se pudéssemos bloquear pessoas na vida real?"
 Abby é uma personagem um tanto solitária. Ela perdeu o pai, sua mãe a reconhece raras vezes, só tem uma amiga e vive na companhia de seus dois gatos. Logo no início nós podemos ver como ela se sente só e como ela muda após a amizade repentina com Mark. Ela se torna mais charmosa e extrovertida através do Twitter, enquanto ele parece ser sexy e engraçado. Gostei de acompanhar a amizade dos dois e, ainda mais, sendo pelo Twitter, já que a rede social só permite 140 caracteres e eles conseguem lidar bem com isso, fazendo menções a filmes e séries, o que torna a leitura ainda mais divertida em alguns momentos.

 Quando não estamos lendo os Tweets de Abby e Mark, acompanhamos a vida de Abby através de uma narrativa em terceira pessoa que, para mim, quebrava um pouco a leitura. No início não tive problema, mesmo achando a escrita meio parada, porém quando os Tweets começaram e, de repente, tinha que voltar para a vida de Abby fora da rede social, minha vontade era de pular páginas. Achei a narrativa arrastada, porém a ideia de colocar a história através dos Tweet tornou o livro leve e divertido e até que foi bom ver como a personagem se sentia além da rede social.

 Ao longo do livro temos uma surpresa que, em um primeiro momento, me fez achar que a autora havia se perdido. Sem contar spoilers, é um acontecimento importante mas que poderia ser substituído por algum outro facilmente. Achei apelativo. Depois, acabei vendo que a autora usou tal acontecimento para mostrar que devemos ir além das redes sociais. Nos dias de hoje muita gente se comunica pela internet e, quando se vê pessoalmente, mal sabe manter uma conversa. Também existem aquelas pessoas que demonstram ser algo completamente diferente do que realmente são e nós não temos como saber o que é verdadeiro ou não.

 Apesar dos altos e baixos, "Twittando o Amor"foi uma leitura boa. Esse é o tipo de livro leve e divertido, perfeita para uma tarde tranquila e que tem muito nas entrelinhas. Não deixo de recomendar!