[Resenha] As Batidas Perdidas do Coração | Bianca Briones

Titulo: As Batidas Perdidas do Coração
Autora: Bianca Briones
ISBN: 9788576863229
Grupo Editorial: Record
Editora: Verus 
Número de Páginas: 402
Gênero: Romance, New-Adult, Literatura Nacional
Sinopse: Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.
"[...] se não acabou bem, é por que não terminou."
 Um encontro inusitado acontece entre pessoas completamente opostas: ela, uma menina rica e que sempre pode ter o que quer; ele, um cara que sempre precisou  lutar pelo que queria. Esse é o momento em que você, leitor, pensa: "Mais uma história clichê sobre o garoto pobre que vai tentar conquistar a menina rica". Preciso dizer que você está errado. Completamente errado. Viviane e Rafael possuem personalidades distintas, porém serão unidos pelo mesmo sentimento de perda: Vivi acaba de perder o pai e Rafa, que viu seu pai morrer há alguns anos, agora perdeu mais quatro membros de sua família. Ambos precisam de força para passar por esse momento, mas precisarão ser ainda mais fortes para lutar contra os novos sentimentos que estão crescendo.
"A vida é muito mais que uma sucessão de fatos ao acaso. Quando você acha que nada mais pode acontecer, é exatamente ai que tudo muda."
 Eu havia me programado para ir ao lançamento da autora aqui no Rio mas não pude comparecer, mas a sinopse do livro havia chamado a minha intenção pelo fato de prometer muito além do romance e do clichê que conhecemos. Por sorte, Bianca Briones não deixa a desejar. Sua narrativa em primeira pessoa nos pega de jeito nas primeiras páginas e os capítulos intercalados entre Viviane e Rafael nos deixam ainda mais ansiosos para saber o que vem na página seguinte. A cada início de capítulo nos é avisado quem é o narrador, mas isso não seria necessário pois a autora consegue diferenciar os pensamentos e personalidades de cada personagem. Eu não queria largar o livro em nenhum momento e é impressionante como eu só leio livros que me deixam extremamente empolgada em época de provas (Bianca, se eu tirar nota baixa a culpa é inteiramente sua!). A leitura é totalmente fluente, o ritmo acelerado e a escrita da autora nos faz querer ler mais e mais e mais até que, quando chegamos no final, a vontade é de começar a leitura novamente para não ficar longe das personagens.
"Para mim, o 'deixar acontecer' é meio óbvio - vai acontecer. Quero essa garota."
 Como já disse, Viviane e Rafael são personagens opostos e isso nos faz adorá-los ainda mais. Ver os dois lutarem contra seus próprios monstros para resistirem (ou não) a essa paixão é de ficar sem fôlego. Os dois tem personalidades fortes mas vão se adaptando um ao outro e, enquanto eles vão conhecendo mais de si mesmos, nós vamos acompanhando o sentimento que cresce entre eles e torcemos para que nada nem ninguém possa fazer com que as dúvidas e incertezas sejam parte desse relacionamento. O desenrolar da história é incrível e nem vou falar muito para que vocês se surpreendam e amem tanto quanto eu.

 Algo que me agradou demais foi o fato de nenhum personagem ser esquecido. Todos tem sua importância, seu momento e sua personalidade também. Bianca conseguiu me conquistar em mais esse ponto pois, mesmo com a quantidade de personagens presentes, nós sentimos como se fôssemos amigos e conhecidos de todos, uma vez que a partir de certo momento da história já sabemos se quem é a fala sem nem ter lido o fim da frase.
"O tempo é capaz de desfocar as nossas dores e nos distrair com a vida que segue, mas a dor nunca some por completo. Nós a colocamos em um arquivo do coração e evitamos mexer nela."
 Você aí que está pensando "essa resenha está cheia de quotes": está cheia de quotes sim e, se reclamar, vou colocar mais! Isso tudo é culpa da Bianca que me fez marcar metade do livro. Eu amo livros que possuem mensagens fortes e As Batidas Perdidas do Coração é um deles. O pai de Bianca era um homem que adorava frases de efeito e ela, e outros personagens, recordam várias delas ao longo do livro. Foi difícil escolher as quotes para a resenha e tenho certeza que não fui a única que marcou várias ao longo da leitura.
 A Verus arrasou demais na diagramação desse livro. A cada início de capítulo o nome de cada personagem narrador do mesmo aparece com as fontes usadas no título do livro na capa. A Bianca preparou uma playlist especial para o livro e cada capítulo tem o trecho da música que tem a ver com o que se passa nele. Eu conheço a maior parte das músicas citadas e, inclusive, estou escrevendo essa resenha ao som de Here Without You, do 3 Doors Down (uma das minhas músicas favoritas da vida ), mas para dar um gostinho a vocês, já aviso que tem Three Days Grace, Hilary Duff, Johnny Cash, Green Day, Evanescence, Coldplay, Alanis Morissette, The Callinh e muito mais!
"Pobre público inocente, não é para você que eu toco. É para ela."
 Forte, emocionante e sexy, As Batidas Perdidas do Coração foi uma incrível surpresa. Bianca Briones fala não apenas sobre "os opostos que se atraem", mas sobre confiança, perseverança e as voltas que a vida dá. Viviane e Rafael são personagens que ficarão marcados em minha memória e que me lembraram que, quando é verdadeiro, vale a perna correr atrás e se arriscar. Dou 5 estrelas (e daria mais 10) para esse livro que me fez suspirar, sorrir e perder várias batidas (quem leu vai entender).