[Resenha] Papel, Caneta e Ação | Aimée Oliveira, Clara Savelli e Thati Machado


Título: Papel, Caneta e Ação
Autoras: Aimee Oliveira, Clara Savelli e Thati Machado
Número de páginas: 173 páginas
Compre: Amazon
Assuntos: Contos, Romance
Sinopse: Cinderela, Lucy e Ana Luna. A pessimista, a sonhadora e a antissocial. 
Três jovens de pouca idade que estão em vias de alcançar o esplendor profissional e amoroso em suas vidas logo cedo. O problema é que nesse caminho nem tudo são flores. 
A forma como suas histórias se cruzam é mais enrolada que carretel de linha. E não é para menos, afinal, suas vidas viram de cabeça para baixo e antes que possam assimilar, elas já estão compartilhando um sonho, que além de ser um divisor de águas em suas vidas, também lhes renderá um belo presente: a amizade! 
E que melhor momento para selar essa união, que não na festa de ano novo?
"A vida é feita de contradições."

 Aimée Oliveira (Pela Janela Indiscreta), Clara Savelli (Mocassins e All Stars) e Thati Machado (Ponte de Cristal) são três autoras que conheci este ano. Elas me ganharam pela simpatia e eu já estava bem curiosa para saber mais sobre o trabalho delas, até que me contaram sobre Papel, Caneta e Ação, livro com três contos, cada um escrito por uma autora , e que trazia três personagens diferentes, porém com histórias interligadas. Para completar, a temática de ano novo e eu pensei: esse é o livro perfeito para a última resenha do ano.
 "Porque quando você decide trabalhar com arte, mas não tem o rebolado social para 'as coisas acontecerem', é aconselhável que você procure outro emprego. Ou, no caso, um emprego já que você não vai conseguir nenhum com esse tipo de comportamento recluso."
 Num papel passado, escrito pela Aimée Oliveira, nos apresenta Cinderela, ou melhor, Cindy, uma  artista que tem grande talento com desenhos, principalmente quando sua inspiração é literária. Ela faz lindos desenhos relacionados aos livros que lê e, um dia, depois de ler um livro maravilhoso na internet e fazer uma capa para o mesmo só por ter gostado da história, ela acaba recebendo o convite para ter a capa que ela fez como a definitiva do livro, que será publicado por uma editora em breve. Por conta de seu talento, ela acaba ganhando um emprego definitivo na editora, mas pode ganhar, também, um amor.

 Eu adorei a Cindy, gente! Eu também desenho e amo ler, como a personagem, mas ao contrário dela, vim mais para o lado literário (risos), Eu gostei bastante da forma como Cindy vê o mundo porque, apesar de ser bem pessimista, eu via suas ideias mais como pé no chão. Ela é bem discreta e envergonhada, eu diria, e  escrita da Aimée é bem calma, o que nos deixa ainda mais próximos da personagem e nos faz acompanhar a história apenas com os detalhes necessários e com tudo em seu tempo. Cindy também é bem atrapalhada, principalmente quando estamos falando de amor, e vai conhecer um cara que vai mexer não só com ela, como com todas as leitoras desse livro, começando pelo nome dele....
"Ele ia ver só. Iria provar para ele que não se duvida da capacidade de Lucy Closs. E nem se tira sarro da cara dela."
 Em Caneta na mão, problemas no coração (ou algo assim, mas menos brega), de Clara Savelli, conhecemos a autora que escreveu o livro que, agora, tem a capa de Cindy. Lucy, que escreveu o livro na época do colégio, teve o mesmo publicado na internet sem a sua permissão. Sua melhor amiga, Roxy, acreditava tanto na escrita da amiga que o publicou em um fórum online e o livro se tornou um sucesso. Depois de se tornar uma autora best-seller com o livro físico, Lucy conhece milhares de garotas que querem encontrar um Zac, personagem de seu livro. Mal sabem elas que Lucy também adoraria encontrar o dela. Mas depois de receber a proposta de tornar seu livro um filme, será que seu Zac está mais próximo do que ela imagina?

 No início do conto eu não sabia muito o que pensar de Lucy, cheguei a achar que ela não gostava ou não valorizava ter seu trabalho reconhecido, mas isso aconteceu só em um primeiro momento, já que logo passei a adorar a personagem e percebi como os leitores e admiradores de seu trabalho meio que a assustavam, mas de uma maneira boa. Ela é jovem, se tornou best-seller com seu primeiro livro e já tem pessoas que amam "simplesmente" por ela ter criado personagens e uma história de ficção. Eu adorei esse conto principalmente por termos uma escritora nos apresentando uma outra escritora e mostrando como deve ser confuso e gratificante ter tantas pessoas gostando de você sem nem ao menos te conhecer realmente. Claro que o romance também está presente e, sendo bem sincera, eu até vi um charme por trás da personalidade do cara que vai encantar Lucy logo no início (vocês entenderão o "até [...] no início" se lerem!). 
"Chegando ao nosso destino , no entanto, é a mão de Ethan que se entrelaça à minha. Ele me lança um olhar solitário, e Ariana apenas assente, como se entendesse. Eu também entendo, é claro que sim, mas isso não torna a situação menos frustante."
 Em Finalmente, ação!, da Thati Machado, a vez de conhecer Ana Luna, uma mexicana em busca do sonho de ser atriz, mas o tempo foi passando e seu sonho ficando cada vez mais longe de ser alcançado, até que Ana Luna acaba lendo, e se encantando, com um livro que vai se tornar ainda mais especial para ela. O livro virará um filme em breve e ela acabou recebendo o convite para fazer o teste para ser a personagem principal. Após conseguir o papel, ela conhecerá o ator incrível - em vários aspectos - que interpretará seu par, mas pode ser que, na vida real, a vilã também resolva fazer parte da vida da mocinha.

 A personalidade de Ana Luna bem marcante e a leitura se torna ainda mais rápida. Ela está em um país que não é  seu de origem e está longe da família em busca de novas oportunidades e, quando a grande oportunidade de sua vida chega, ela encontra um novo "desafio", se é que posso dizer assim, e tem que aprender a lidar com certas dúvidas. Não vou me aprofundar na participação da vilã na vida de Ana Luna, mas devo dizer que adorei a forma como a autora tratou o assunto. Okay, acho que agora dei spoiler. Me perdoem, mas não tinha como não comentar e, se você não entendeu, nem releia esse parágrafo pois será melhor se surpreender (risos). Mas é que Thati consegue trazer o romance do conto de uma maneira sutil e natural, exatamente como deve ser, e o leitor logo vai se ver torcendo pelo casal e para que a verdade venha logo à tona. 
"De alguma forma, o livro costurava a história de todos os presentes, mas principalmente a delas três, fundindo-as em uma só."
 Eu adorei demais demais demais! a ideia do livro. As histórias interligadas, cada autora apresentando uma personagem, o título do livro que é muito criativo e é perfeito para a história e, claro, as personagens, cada uma com sua personalidade e estilo. Fiquei encantada com a maneira que as escritoras conseguiram amarrar as histórias, ainda mais quando me dei conta que no conto da Cindy ficamos loucos para conhecer mais de Lucy, no conto da Lucy queremos saber mais sobre a personalidade de Ana Luna e no conto da Ana Luna queremos saber como fica a amizade das três. Até que vem o Epílogo, que foi escrito pelas três autoras em terceira pessoa, e trás um momento muito especial para as protagonistas e nos deixa com aquele gosto de quero mais. 

 Com enredo muito trabalhado, personagens marcantes, historia envolvente, conflitos necessários e romances que nos fazem torcer pelos casais, Aimée Oliveira traz sua escrita doce, Clara Savelli sua escrita divertida e Thati Machado sua escrita cheia de mensagens nas entre linhas. Em Papel, Caneta e Ação conhecemos três personagens muito diferentes que terão suas vidas cruzadas graças a um livro e um ano cheio de surpresas que marcarão o resto de suas vidas. Super recomendo a leitura, ainda mais com esse clima de ano novo e de traçar novas metas.