[Papo Literário] Natalia Montuori fala sobre a autopublicação na Amazon

As ferramentas de autopublicação estão se tornado cada vez mais populares no Brasil. Dessa maneira, autores tem se tornado não apenas escritores conhecidos, como best-sellers. Como blogueira e leitora-beta, conheço muitos autores independentes e outro muitos que querem começar sua carreira, porém não sabem como. Existem várias formas de o autor se lançar de maneira independente mas, ouso dizer, a plataforma mais conhecida e que dá mais vantagens ao autor é a Amazon.

 A nossa convidada para o primeiro Papo Literário do ano é Natalia Montouri, que é bacharel em artes pela Yale University, tem MBA em estratégias de Marketing e é a gerente de autopublicação da Amazon. Hoje vocês saberão sobre a autopublicação na Amazon e o Kindle Direct Publishing, confiram:

Magia Literária: Natalia, primeiramente obrigada pela oportunidade! Tenho certeza que os leitores e autores que acompanham o Magia Literária vão gostar de saber mais sobe a publicação independente através de você. Para iniciarmos o Papo Literário, vamos com a pergunta principal: como funciona a autopublicação? 
Natalia Montuori: O Kindle Direct Publishing (KDP) é uma plataforma de autopublicação que permite que qualquer pessoa publique sua obra com facilidade e sem custos, garantindo ganhos de até 70% em direitos autorais. A plataforma é gratuita e aceita livros a partir de um documento de qualquer editor de texto ou salvo em HTLM, transformando o arquivo em eBook. Desenvolvemos um guia gratuito de como formatar seu arquivo em Word para que a plataforma possa transformar automaticamente o arquivo original em um eBook. O KDP também disponibiliza, em seu canal no Youtube (KDP Brasil), vídeos com tutoriais para autores que desejam se autopublicar, além de depoimentos de autores de sucesso. Os vídeos estão disponíveis em https://www.youtube.com/playlist?list=PLE1Y2pbwRpkhlrTHjWQaXnVn-Phlq33tk. Oferecemos também o Kindle Previewer que ajuda o autor/editor visualizar a obra pré-publicação.
 Além disso, os autores têm controle dos preços de suas obras (a partir de R$ 1,99) e de todo o processo, incluindo outros elementos, como a descrição da obra, e escolha de categoria e de palavras chaves. Há também uma ferramenta chamada Criador de Capas, que oferece modelos de capas de livros com base em imagens que podem ser enviadas pelo autor. Outra opção é o autor/editor usar imagens disponíveis no próprio site. A partir daí, a ferramenta propõe diversas opções de capas para que o autor visualize e escolha qual acredita que combina melhor com sua obra. Além disso, há também opção de fazer o upload de uma capa já pronta.
Com a ferramenta, qualquer pessoa pode colocar à venda sua publicação na Loja Kindle do Brasil e do mundo. Leitores podem ler os livros através do dispositivo Kindle, aplicativos gratuitos do Kindle para smartphone, computador e tablet, e até no navegador usando o Kindle Cloud Reader. Com isso os autores independentes conseguem alcançar muitos leitores. No Brasil, por exemplo, em média, 30 dos 100 livros mais vendidos a cada semana em 2014 na Amazon.com.br foram da plataforma KDP.

ML: Sabemos que para publicar um livro através da Amazon é necessário um cadastro no site, além das informações sobre o livro, obviamente. No site há a informação de que, após o cadastro, o livro estará disponível em até 48h. Nesse meio tempo, algum tipo de análise é feita por vocês?
NM: Sim. O conteúdo passa por avaliação da Amazon.com.br apenas para garantir que obedecem critérios exigidos por lei, e fica disponível para compra e avaliação de milhares de clientes Amazon globalmente. Os autores adoram ler as avaliações feitas por leitores – as mesmas ficam disponíveis na própria página do livro no site da Amazon e são utilizadas por potenciais leitores para contemplar a compra do título.

ML: Muitos autores ainda possuem dúvidas relacionadas às vantagens e desvantagens de uma publicação independente em uma plataforma como a Amazon. Quais são elas?
NM: O KDP permite um processo fácil, rápido e grátis a todos os autores. Para os leitores, oferece novos títulos, novos estilos e a oportunidade de encontrar um novo autor preferido. A Loja Kindle coloca à venda as obras publicadas por autores que usam o KDP ao lado de best sellers e autores renomados, criando uma oportunidade aos que ainda não conhecidos do público. Muitos autores independentes brasileiros já tiveram seus livros por semanas entre os mais vendidos da loja e isso é, para nós e para eles, um grande sonho realizado: demonstra que nossos clientes estão gostando de ter acesso a novos autores e a novas obras. Alguns exemplos de autores que ressalto são: Nana Pauvolih, autora da série Segredos, que já teve vários títulos em primeiro lugar e hoje se dedica à escrita; FML Pepper, autora da série Não Pare!, que conquistou leitores de livros infanto-juvenil com sua trilogia; e Miguel Angel Perez Corrêa, autor de Mnemônica, conseguiu o primeiro lugar no Brasil e, depois de traduzir o livro para o espanhol, também conseguiu a façanha no México.

ML: Nós sabemos que graças à grande aceitação dos leitores em relação à Amazon e a satisfação dos autores que estão publicando na plataforma, outros autores preferem garantir as vantagens da autopublicação ao invés de arriscar a publicação em uma editora, mas o que a mesma alterou de fato no mercado editorial? Será que criou um certo tipo de competição com as editoras?
NM: A ferramenta complementa o mercado tradicional. Hoje, editoras só conseguem publicar uma parte dos manuscritos que chegam a elas. Essa ferramenta permite que as demais obras alcancem leitores, tornando a publicação e a leitura mais democrática. Além disso, editoras analisam a demanda de um título para avaliar uma segunda edição e a autopublicação, por não ter custos, permite que o livro continue em circulação. Muitas vezes as próprias editoras utilizam a plataforma com essa finalidade. Outro uso dessa ferramenta é para publicação de histórias muito mais rapidamente que o possível no mercado tradicional.

ML: Você acredita que publicação independente é um risco em termos de qualidade, visto que, às vezes, livros que sequer foram revisados pelo autor chegam à plataforma de comercialização?
NM: O conteúdo publicado pelo KDP segue os altos padrões que os clientes já esperam da Amazon. Por isso, se leitores nos informarem sobre um problema que encontraram em algum livro, a Amazon notifica o autor e indica a direção correta para resolver o problema. Dessa maneira, a Amazon lista problemas de qualidade vistos com frequência, como erros ortográficos, conteúdo faltante ou errado, formatação, imagens etc e que ajudam autores a prestar mais atenção ao construir o livro.

ML: A Amazon enfrentou algum desafio por conta da autopublicação no Brasil ou em outro país?
NM: A ferramenta é nova e precisamos que escritores entendam como funciona e o quão simples ela é. Precisamos disseminar o conhecimento, fazer com que todos que tenham algo a publicar saibam que não há mais barreiras para eles começarem a compartilhar seus livros com potenciais leitores.

ML: Depois que o autor publica o livro na Amazon, vocês o acompanham de alguma maneira? 
NM: O acompanhamento é tanto feito pela Amazon quanto pelos leitores. Por exemplo, muitos leitores ficam de olho no ranking da Amazon (tanto o ranking geral da Loja Kindle, quanto o ranking por categoria como, por exemplo, “romance”). O ranking também aparece no site da Veja (vem direto do site da Amazon.com.br).

ML: O autor corre o risco de ser pirateado quando envia seu livro em pdf para alguém através de e-mail e sabemos que a pirataria está em todo lugar, mas a Amazon criou algum meio de impedir a pirataria após a compra do e-book?
NM: A plataforma oferece DRM (Gerenciamento de Direitos Digitais) no processo de publicação para proteger o eBook. O DRM é destinado a inibir o acesso ou a cópia não autorizada dos arquivos de conteúdo digital das obras.

ML: Para 2015 a Amazon tem alguma novidade ou projeto que possa adiantar para os autores e leitores?
NM: A Amazon não comenta planos futuros, mas sigo muitos autores independentes e sei que vários estão preparando novos lançamentos. 2015 promete!

ML: Natália, muito obrigada mais uma vez pela oportunidade. Poderia deixar uma mensagem para os escritores que acompanham o ML e querem ter seu livro disponível para os leitores?
NM: Queremos fazer com que as pessoas que tem o sonho de publicar um livro consigam realizá-lo. Sabemos que há talentos a serem descobertos, sonhos a serem realizados e queremos ajudar os autores a não apenas terem seus livros publicados, mas também torná-los disponíveis em todas as Lojas Kindle da Amazon no mundo. Acredito que existam por aí muitas obras engavetadas e outras ainda não escritas que poderão seguir o caminho da autopublicação.


 Espero que todos tenham gostado do Papo Literário de hoje e que tenham tirado alguma de suas dúvidas sobre os assuntos abordados. Não deixem de me falar nos comentários o que acharam.