[Resenha] Louco Por Você | Jasinda Wilder

Título:
Louco Por Você
Título Original: Falling Into You
Autora: Jasinda Wilder
ISBN: 9788581635316
Grupo Editorial: Novo Conceito
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 272
Gêneto: Romance Hot
Sinopse: Nell e Kyle são amigos desde a infância. Sempre fizeram tudo juntos, então ela nem se lembra de quando se tornaram realmente um casal. Quando Kyle morre da forma mais repentina, o mundo de Nell é lançado em um abismo de incertezas e dor. É quando Nell conhece Colton, irmão de Kyle e até então um completo desconhecido para ela.
 Estranhamente, é como se Colton a conhecesse há muito tempo... é como se ele a conhecesse por dentro. Ambos passam, então, a lutar para seguir em frente da melhor maneira possível. Nell, sufocada pelo peso da culpa.Colton, lutando contra a força que o arrasta em direção a ela... Cada um à sua maneira, os dois precisam desesperadamente encontrar o sentido da cura e do perdão.
 Em Entre a paixão e a dor, Jasinda Wilder combina o calor do desejo com a angústia, a perda da inocência, o luto e as tentativas de recomeço. O resultado é uma viagem ao mesmo tempo sensual e melancólica que ficará gravada em sua pele muito tempo depois que esta história terminar.
" Nós nos entendemos, Nelly. Nós dois perdemos alguém que amávamos. Nós dois temos cicatrizes, arrependimentos e raiva. Podemos fazer isso juntos."
Por: Shay Alves Dias.


 Primeiro, o que falar de Kyle Colloway? Ele é um fofo...rsrs. É sério, Kyle é um rapaz que toda garota adoraria ter; ele é de boa família, filho caçula de um deputado, é inteligente, astro de futebol do colégio e também é lindo, claro! Ele é o melhor amigo de Nell, mas tudo muda no dia em que ela é convidada para sair por Jason amigo de Kyle, que fica muito confuso e cheio de ciúmes...
"O rosto de Kyle se contorce e eu pude notar uma meia dúzia de emoções percorrerem as belas feições dele. Ele abriu a boca, depois a fechou de novo. Em seguida, resmungou algum palavrão, escancarou a porta, lançou-se para fora do carro, bateu a porta e saiu..."
 E é nesse dia que tudo muda aos olhos dos dois. Kyle e Nell se apaixonam e se descobrem juntos: primeiro amor, primeiro beijo, primeira vez... e vamos combinar... uau, que primeira vez de dar inveja, inveja branca...rsrs (suspirando), é tudo tão fofo sabe, devagar, sem pressa, sem medo é só prazer e amor.
Dois anos se passam e eles estão vivendo mais felizes do que nunca, decisões sobre qual faculdades seguirem, se irão para a mesma ou não... E finalmente saem de férias para se curtirem a sós. É nessa viagem em um dia de tempestade que a vida de Nell desaba bem na sua frente... Kyle seu primeiro amor, se foi e nunca mais vai voltar.
"O primeiro amor não precisa de muito para se sustentar... Alimentado pela paixão e pela esperança de que tudo é para sempre, quando ele termina, tudo o que temos é a dor - e a sensação de que morremos um pouco todo dia. Poucos de nós acreditamos que existe vida depois do fim."
 Nell Hawthorne está desolada por perder seu amor de forma tão trágica e repentina, ela se culpa demais por isso, tanto que, nem no dia de seu enterro ela se permite sofrer e também é nesse dia que ela vê ele... Colton/Gostoso Calloway...rsrsr desculpem mas pela descrição dela ele é tudo menos feio.
"Senti um calor se aproximar do meu ombro, o toque sedoso de um casaco. Afastei-me da árvore e virei para ver um par de olhos cor de safira me olhando; eram de azul atordoante, profundo, de tirar o fôlego. O rosto era perturbador, familiar, esculpido e dolorosamente belo, como o de Kyle, porém mais maduro. Mais velho, mais duro. Mais grosseiro. Menos perfeito, menos escultural. Um cabelo escuro desgrenhado e mais ou menos comprido; preto bagunçado, brilhante e com peso. Colton. O irmão de Kyle, uns cinco anos mais velho."
 Uau; ficou sem fôlego também? Porque eu fiquei!!!
 O tempo passa e Nell, nunca mais foi a mesma, filha única de um CEO sempre teve tudo o que quis, ela era feliz e radiante antes daquela tragédia tirar o seu amor. Agora ela vive  em um mundo de dor e sofrimento dentro de si mesma, ela se mudou para Nova Yorque e vive uma vida normal, normal até onde se pode levar... Já que os fastasmas do passado lhe atormentam de maneira que nem a dor física é capaz de arrancar essa culpa que ela carrega...

 Colton é a ovelha negra da família. Após uma discussão com o seu pai, o irmão mais velho de Kyle, vai embora para Nova Yorque viver a sua vida. Volta pra casa apenas quando seu irmão morre. Anos se passam e ele vive a sua vida da maneira que gosta, tem uma oficina de carros e a noite toca em um bar, a musica é a válvula de escape dele. O Colton é maravilhoso, é forte, decidido, protetor, mas também é gentil, amigo, companheiro, e ele se torna o porto seguro da Nell. Um dia quando ele está tocando na rua, ele olha a sua volta e a vê e todas os sentimentos que ele sentiu quando a viu pela primeira vez voltam à tona. Colton e Nell se aproximam e aos poucos encontram um refúgio na música... (suspirando), é tão linda a forma que esse sentimento se desenvolve, calmo e ao mesmo tempo arrebatador, tranquilo e turbulento. Até que um dia eles não aguentam mais e deixam a culpa de lado e se entregam ao amor.
"Sua boca desce até a minha, tensa e áspera, e seus dentes tomam meu lábio inferior, mordendo insaciável, quase me devorando. Sua língua desliza entre meus dentes, seus lábios se movem sobre os meus. Sussurro suavemente e me sinto pegar fogo de tanto prazer. Beijo-o de volta, mas "beijo" não é a palavra mais certa para aquilo. Um beijo se trata de lábios tocando, línguas brincando. Isso... Isso era transar, mas com as nossas bocas..."
 Uau, essa foi a sua reação? É a minha também... rsrsr tá quente aqui, né! 
 Colton também tem seus fantasmas do passado, segredos que ninguém sabe, e que você vai querer descobrir e entender. Juntos ele e Nell dão forças um ao outro e vivem esse amor que a cada dia cresce e se torna a fonte de todas as coisas boas que irão acontecer. E eles acabam entendendo que está tudo bem, não estar bem o tempo todo. Que a cura para si está no tempo e no que você faz pra se sentir bem. 
"Porque você nunca deveria ter passado por tudo isso sozinha. Você nunca poderia ter deixado isso envenenar você por dentro. A morte de Kyle é uma ferida aberta dentro de você Ela nunca sarou, nunca cicatrizou. Está toda apodrecida e gangrenada, Nell. Está destruindo você. Você precisa de alguém para ajuda-la. Você precisa da minha ajuda."
 O que eu achei? Sufocantemente bom, muito bom. Eu senti um misto de emoções, me senti bombardeada por tanto amor, paixão, drama, recomeços e descobertas que fiquei sem ação... rsrs! Devorei o livro, não consegui parar de ler. E quando eu acabei me deixei levar por aquela plenitude de acabar um livro e me permiti sentir tudo no final; ri e chorei. E entendi que nem todos são fortes para passar por uma perda e que cada um absorve para si o que acha que merece, mas também entendi que precisa de muita coragem para seguir em frente, deixar os fantasmas de lado e viver, ser feliz, mas sem nunca esquecer aqueles que amamos. E que o amor pode sim nos salvar.



"[...]quando nos beijamos, quando dormimos lado a lado, é quando vemos que não sabemos viver sem o outro, é quando eu estou bem. Quando me dou conta que não vivo sem ele."