[Resenha] Os Diários de Carrie | Candace Bushnell


Título: Os Diários de Carrie
Título Original: The Carrie Diaries
Autora: Candace Buchnell
ISBN: 9788501087171
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 400
Assuntos: Comédia Romântica
Sinopse: Os Diários de Carrie começa no último ano de Carrie do ensino médio. Ela e seus melhores amigos Walt, Lali, Maggie são inseparáveis. E então Sebastian Kydd entra em cena. Sebastian é um bad boy, intrigante e imprevisível. Carrie está em um relacionamento que ela sempre quis ter na escola, até que a traição de um amigo a faz questionar tudo. Com seus tempos de colégio chegando ao fim, Carrie vai perceber que chegou finalmente a hora de ir atrás de tudo o que ela sempre quis.
"Dizem que muita coisa pode acontecer em um versão.
 Ou não.
 É o primeiro dia do último ano da escola e, pelo que posso perceber, estoy exatamente igual ao ano passado."

Tudo mundo conhece Sex and the City, certo? Se não assistiu, pelo menos ouviu falar, certo? Eu só assisti o primeiro capítulo da série (só a metade, simplesmente não aguentei o formato da série) e, apesar de ter interesse em assistir os filmes, nunca o fiz. Até que em 2013, descobri que AnnaSophia Robb, uma atriz que gosto muito, estrelaria de The Carrie Diaries, uma série onde ela seria uma adolescente dos anos 80 que está no último ano do colégio, está descobrindo a si mesma e quer ser escritora. Vi o trailer da série e pensei: "Vai ser mais uma série boba de adolescentes que gostam de moda". Acabei não assistindo nenhum episódio até que, esse ano, fiquei de férias e estava afim de assistir uma série que já tivesse terminado para assistir completa de uma vez e lembrei dessa série. Assisti um, dois, três episódios e... adorei! Acho que eu estava numa fase de muita fantasia, thrillers policiais, distopias e faltava algo mais leve, sabem? A série pode até ser meio boba, como eu imaginava, mas tem uma história boa de se acompanhar, uma personagem cativante e uma trilha sonora ótima. Mas, vamos falar sobre o livro, certo? Sobre a série falaremos aqui no Domingo!
"Alguma coisa boa tem de acontecer para mim este ano."
 Quem assistiu Sex and the City conheceu uma Carrie Bradshaw adulta, em Os Diários de Carrie vamos conhecer uma Carrie adolescente, segura em grande parte da história e sonhadora durante toda ela. Carrie quer ser escritora e sabe exatamente onde quer chegar: em um curso de literatura em Nova York. Junto à Walt, o amigo sensível; Mouse, a amiga nerd; Maggie, a amiga dramática e Lali, a amiga que irá... surpreender, digamos assim, Carrie vai descobrir mais de si mesma e nos dedicar bons momentos de leitura, além de muita risada também. Eu adoro a Maggie com seu jeito espontâneo, Walt pelo jeito fofo e Maggie pelo jeito nerd e fiel. Lali foi uma surpresa (em vários aspectos) pois ela não está presente na série e eu assisti antes de ler, então não sei se eu sentia como se tivesse alguém se intrometendo na amizade do quarteto que aprendi a gostar ou simplesmente não fui com a cara dela (risos).

 Os momentos meio infantis e de insegurança de Carrie estão ligados ao bonito, charmoso, rico e bad boy Sebastian Kydd. Eles se conhecem desde que Carrie tinha 12 anos, mas o garoto se mudou e logo foi esquecido por ela, agora ele está de volta e talvez não a tenha esquecido. Ele é bem imprevisível, sempre surpreende Carrie e ela sempre surpreende também (mas na maioria das vezes de forma negativa). Dava vontade de entrar na história, segurar a Carrie nos ombros, balançar ela e dizer: acorda, garota! Foi um pouco assim quando assisti a série, mas no livro foi mais. De qualquer forma, Sebastian também ganha nosso coração e Carrie nos irrita ao tentar agradar o namorado, errar em diversas situações e deixar a família de lado. Eu li alguns resumos de Sex and the City e isso justifica muita coisa do futuro dela, mas também estranhei pelo fato de ser muito diferente na série The Carrie Diaries.

 A narrativa de Candace é realmente muito boa, mesmo que ela termine vários capítulos nos melhores momentos. Tinham cenas que eu esperava horrores para acontecer e, quando aconteciam: próximo capítulo. De qualquer forma, isso me deixava ainda mais ansiosa para saber o que aconteceria depois e aproveitei demais a leitura. Tem um momento em que a leitura fica meio paradas, mas até nessas cenas haviam coisas que me fizeram rir e aproveitar os diálogos dos personagens.
 A capa do livro é linda demais! Eu li em e-book (se alguém quiser me presentear com a versão física agradeço, já que não encontrei nas livrarias. #meuaniverárioestáchegando), mas vi fotos da versão física e a capa é dourada e metalizada! Ela é bem diferente da capa original (ao lado) e acho que a Galera Record foi bem feliz na mudança, sem falar que a bola tem importância na história e gostei muito mais dela sendo retratada na capa brasileira.

 A diagramação do livro é simples, com uma fonte bem bonita para os títulos dos capítulos e aproveito para dizer que o livro tem continuação! Se chama O Verão de Cidade e eu mal posso esperar para lê-lo, por motivos que não posso comentar graças aos spoilers hehe.
"Quem quer que sejamos aqui, podemos muito bem ser princesas em outro lugar. Ou escritoras. Ou cientistas. Ou presidentes. Ou quem diabos queiramos ser que todo mundo diz que não podemos."
 Os Diários de Carrie é uma leitura super leve e divertida, que traz uma personagem cheia de personalidade que irá nos inspirar de diversas formas. Eu adorei conhecer a Carrie do livro, pois ela é ainda mais segura que a da série e nos mostra um outro lado de sua vida e pensamentos. Candace Bushnell tem uma escrita ótima e, por mais que ainda não tenha vontade de assistir Sex and the City, hoje entendo o sucesso da autora e quero sim ler seus livros.  

Domingo tem a coluna Das Páginas Para as Telas com a série que foi inspirada nesse livro, fiquem de olho!