[De Repente dá Certo] O Mistério das Portas

Se existe alguma coisa que me intriga nesse mundo são portas. As portas estão em todas as histórias, nas metáforas e em todos os problemas de lógica. As portas são um dos símbolos mais universais que existem, porque elas representam sempre o mistério. E se a gente for pensar, a vida é realmente uma constante abertura de portas. A cada instante a gente escolhe ou faz um decisão – e decidir algo é sempre abrir uma porta. É sempre o inesperado.

Se você decide comer carne em vez de frango no almoço, é uma porta. Se você decide pegar um ônibus e não um taxi, outra porta porta, se você decide acordar 10 minutos mais tarde, também é uma porta. E tudo pode mudar a partir das suas escolhas diárias, por mais que a gente não perceba, por mais que não pareça que está tudo mudando constantemente e que as portas estão se abrindo a cada segundo que passa. O fato de que querer começar a escrever a próxima frase, é uma porta. E quem decidiu abrir esse texto pra ler também está abrindo uma porta. A gente vive assim, abrindo portas sem perceber que a cada cinco minutos a gente tem a oportunidade de virar o jogo. O nosso jogo, claro. A cada porta que se abre é uma chance de mudar tudo. Assim mesmo. De uma hora pra outra. Posso escolher fazer qualquer coisa, se eu tiver coragem de encarar as consequências.

E é libertador atravessar uma porta sem medo do que há do outro lado. Ou melhor, é muito bom escolher uma porta pra atravessar, porque, no fundo, todas estão abertas. E a gente nunca sabe qual delas vai dar em um precipício ou um paraíso e sabe o que mais? A gente nunca vai saber se escolheu a porta certa. Por a gente nunca vai saber o que teria acontecido se tivesse escolhido a outra, ou a outra, ou a outra.

Todas as possibilidades, que não são o presente, poderiam ter existido e a gente nunca vai saber. Escolher nunca é uma aposta, porque numa aposta você sabe se ganhou ou perdeu. Na vida, quando a gente escolhe, nunca dá pra saber se ganhou ou perdeu. Por isso, se a gente escolher as portas que que quer, sem exitar, sem ser pela vontade do outro, a gente vai encarar as consequencias de outra forma e vai pensar que sempre deu certo.

As portas carregam a nossa incerteza sobre o que há do outro lado. As portas sempre foram um enigma. Como se escolher a porta certa fosse como num problema de lógica em que você escolhe a porta onde está a cabra e tudo se resolve. Mas antes de abrir uma porta, nada existe ali atrás, porque o futuro se constrói no presente, a partir do que você faz E o fato de você abrir uma porta e não outra, não interessa, porque não existe nada lá atrás, ou melhor, existe tudo. A porta é um mistério justamente por carregar nossa indecisão, nossa insegurança. A porta, na verdade, é um espelho. E enquanto a gente não decide, nada acontece. Vale abrir todas as maçanetas, vale atravessar tudo porque é a única forma de desvendar o mistério das portas. O mistério das portas somos nós mesmos e, cá entre nós, descobrir o que está por trás da nossa própria porta é uma das coisas mais difíceis que existem, mas também uma das melhores.
Marcela Picanço
(De Repente dá Certo)

Comentários

  1. Nunca imaginei tudo isso sobre uma porta hahahah Só queria saber porque a porta se chama "porta" (?) Achei esse texto belíssimo que, mesmo pro ser um simples objeto, contém vários significados, que está presente até no nosso modo de pensar!

    ResponderExcluir
  2. OI Marcelo..
    Nunca tinha parado para pensar por essa perspectiva. As portas são como escolhas, mas nunca sabemos o que tem do outro lado.
    Adorei o texto, parabéns!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha parado para pensar nos mistérios sobre portas, mas fiquei bem intrigada depois de ler esse texto, é tipo como que eu nunca reparei nisso? eu nunca tinha me ligado no significado das portas, achei super legal e interessante, adorei o texto.

    ResponderExcluir
  4. Nossa!! Nunca mais vou olhar para uma porta da mesma forma depois de ler esse texto. Achei belíssima essa reflexão, sobre como a cada escolha que fazemos, estamos abrindo uma porta, sem saber o que exatamente existe do outro lado. Adorei <3
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Marcelo!
    Adorei o texto, gosto muito quando lemos algo que nos faz pensar e refletir sobre os caminhos ou as portas que escolhemos, com certeza nunca mais irei ver uma porta como uma simples porta !!!
    Parabéns Marcelo !!

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto da Marcela!
    Acho que mostrar as postas nessa expectativa ajudou mto a entender melhor, a vida é feita de escolhas e todo dia a gente se ver diante das mesmas postas ou de portas novas, cabe a nós saber se atravessa ou nao.
    Você falou tudo, realmente é libertador atravessar uma porta sem medo do que há do outro lado!! Acho que é tao automático que a gente nem nota mais.

    ResponderExcluir
  7. Realmente, texto lindo e reflexivo. Como uma porta pode conter tantos mistérios? Pois é! Acabei me lembrando de uma frase que vi no ensino fundamental: "Se fechar a porta a todos os erros, a verdade ficará lá fora.". Às vezes precisamos tomar decisões bem importantes, ou seja, abrir uma porta e fechar várias outras e vice-versa. As reações de todos agora serão reflexivas ao ver uma porta.

    ResponderExcluir
  8. que texto maravilhoso!
    textos assim me fazem acreditar que existem tantas e tantas outras pessoas gênias pelo mundo.
    a autora do texto fez de algo simples, lindo. quando a gente ama o que faz [q nesse caso é o escrever] e coloca sentimento no q está fazendo, o resultado é isso: algo lindo.
    "é libertador atravessar uma porta sem medo do que há do outro lado" essa frase pode ser usada em várias fases de nossas vidas.
    fiquei encantada com o post! por eu ser nova aqui no blog, não sei se vcs vêm fazendo posts assim, mas, se sim, continuem. e se não, continuem tbm. adorei!

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Eu já tive umas brisas do genero, apesar de que nos ultimos tempos diminuiram bastante hahahaha
    Eu já pensei sobre isso bastante tbm e posso afirmar uma coisa: nada se compara ao frio na barriga de abrir uma porta que vc nunca abriu antes.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas