[Resenha] Corra, Abby, corra! | Jane Costello



Título: Corra, Abby, corra!
Título Original: Girl on the run
Autora: Jane Costello
ISBN: 9788501097316
Número de Páginas: 432
Grupo Editorial: Record
Editora: Record
Gênero: Chick-lit
Sinopse: Abby nunca foi de se preocupar com hábitos saudáveis. Aos 28 anos, ela acaba de fundar a própria empresa de web design, e sua rotina parece consumir todo o seu tempo. Ela não tem a menor ideia de quando foi a última vez que deu um beijo apaixonado. E o pior: mal tem tempo para comer, malhar então... nem pensar.
Mas quando sua melhor amiga a convida para participar de um clube de corrida, a jovem empresária encontra uma motivação: Oliver, charmoso e bem-sucedido médico que parece estar interessado em suas investidas. Seu primeiro dia de corrida, entretanto, não acaba como imaginou e ela jura que nunca mais vai correr. Até o dia em que sua assistente Heidi revela ser portadora de esclerose múltipla. A partir daí, Abby vê nas corridas uma forma de arrecadar fundos para a pesquisa da cura para a esclerose.
Só que ela precisa de muito fôlego para gerenciar a empresa, lidar com sua operadora de seguro para arcar com o prejuízo de um motoqueiro que ela atropelou por acidente, e ainda conquistar o Dr. Sexy. Mas o que Abby não imagina é que pode estar correndo atrás do homem errado...
"Vivo com medo de uma palavra de seis letras. Uma que sibila em meu cérebro quase constantemente, implicando comigo e atormentando com o fato de que, mais cedo ou mais tarde, vai me dar uma rasteira.
 A palavra? Atraso. [...]"
 Corra, Abby, corra! foi o primeiro livro de Jane Costello que li, mas não foi o primeiro publicado da autora no Brasil. Li comentários muito bons sobre seus livros anteriores, Damas de Honra e Quase Casados, então criei grandes expectativas para este livro, ainda mais porque fazia um tempo que eu não lia um chick-lit. O livro me proporcionou sim uma boa leitura, mas não ultrapassou minhas expectativas.

 Conhecemos Abby em um de seus dias corridos e acompanhamos o acontecimento de algo que lhe trará problemas logo logo. Abby fundou uma empresa de web design e o trabalho, que só aumenta, tem consumido todo o seu tempo. Claro que é ótimo ver sua empresa crescendo, mas chega um momento em que perceber que mal tem tempo para comer e  não se lembrar de quando beijou um homem pela última vez é um problema. Então Abby aceita a proposta de sua melhor amiga e começa a fazer parte de um clube de corrida, que vai lhe permitir praticar um exercício, conhecer gente nova e ter um tempo para si mesma. Ela começa a correr, mas pode estar correndo em direção ao caminho errado.
"[...] confirmo o que disse: a tentação tem suas vantagens."
Os primeiros capítulos, enquanto ainda estamos conhecendo a protagonista, nos permitem conhecê-la como conhecemos alguém normalmente: sem saber tudo de uma só vez. Eu gosto de livros que nos apresentam o protagonista logo de cara, mas adoro quando o autor nos permite conhecer o personagem aos poucos, como foi em Corra, Abby, corra! Abby é uma personagem interessante, divertida e verdadeira que faz o leitor torcer por ela, ter vontade de estar ao seu lado em vários momentos e dar boas gargalhadas.
 A escrita de Jane Costello é leve e nos proporciona uma leitura rápida e gostosa. A autora  é britânica então aquele humor sutil está presente, mas ela começou o livro muito bem, a metade parecia que o tornaria ainda melhor e, infelizmente, não foi assim. Não há como não rir em diversos momentos, porém tenho que admitir que a partir de um ponto do livro algumas coisas passam a ficar repetitivas, diálogos que deveriam ser engraçados perdem totalmente a graça e a história passa a ser um tanto quanto clichê (e não digo apenas clichê para o seu gênero), o que fez o livro se tornar uma leitura boa, mas não muito boa como eu achei que seria. 

 Apesar de toda a "diversão", a história aborda assuntos sérios e interessantes que trazem algo novo para a leitura. Também temos outros personagens que, cada um com sua personalidade, ganham o leitor, ou nos deixam com raiva, e que cumprem o papel de nos envolver e não serem esquecidos. Todos os assuntos são abordados com leveza, nos fazendo querer saber mais sobre o assunto, mas  algumas vezes eu queria que algo acontecesse de outra forma e não da maneira previsível que foi. Não sei vocês mas, quando começo um livro, sempre fico pensando em várias possibilidades para o enredo, o que me permite ser surpreendida muitas vezes mas, nesse livro, é fácil imaginar e acertar o resto da história ainda no início.

 Corra, Abby, corra! não foi um livro ruim. A autora conseguiu me empolgar no início, me envolveu com a história e personagens, mas depois não me surpreendeu. O não traz grandes acontecimentos, apesar de proporcionar boas risadas e uma boa leitura, e eu esperava mais de Jane Costello, mas sua escrita encoraja o leitor a chegar até o final e não deixarei de ler outro livro da autora se tiver oportunidade.