[Resenha] Você (não) é o homem da minha vida | Alexandra Potter

Título: Você (não) é o homem da minha vida
Título Original: You're the on that I don't want
Autora: Alexandra Potter
ISBN: 9788501096661
Grupo Editorial: Record
Editora: Record
Número de Páginas: 448
Gênero: Chick-lit
No instante em que Lucy conhece Nate em Veneza, durante o intercâmbio da faculdade, ela tem certeza de que é o amor da sua vida. Com toda a magia do primeiro amor, eles se beijam ao pôr do sol sob a Ponte dos Suspiros, o que, segundo a lenda local, os uniria para sempre.
Passados dez anos, porém, eles perderam contato por completo. Até que Lucy se muda para Nova York, e o destino faz com que se reencontrem. E se reencontrem. E se reencontrem. Mas o Nate atual é muito diferente do que ela conheceu aos 19 anos, e Lucy preferia o antigo.
Será que ele é mesmo sua alma gêmea? Como ela conseguirá se livrar dele? Afinal “para sempre” pode ser muito tempo... 
Uma comédia romântica original e mágica sobre o que acontece quando o sonho de toda menina de encontrar sua alma gêmea se torna verdade. 
"[...] muitas pessoas perdem a oportunidade do verdadeiro amor por estarem ocupadas demais esperando a alma gêmea aparecer, essa figura ilusória provavelmente nem existe. À espera de um sinal que indique 'é este'.
 Este livro chamou minha atenção primeiramente pela capa como um todo. Depois que li o título já imaginei uma história divertida e não pensei duas vezes: eu queria ler o livro. Ao pesquisar sobre a autora, descobri que ela tem 11 livros publicados e que  Você (não) é o homem da minha vida teve seus direitos de imagem vendidos para se tornar um filme.

 Lucy e Nate se conheceram em 1999 em Veneza. Ela é inglesa, ele americano. Os dois se apaixonaram e tentaram aproveitar cada momento juntos até que, ao perceberam que iriam se separar, só desejavam uma coisa: ficarem juntos para sempre. Dez anos se passaram e eles perderam o contato, mas Lucy se muda para Nova York e o destino acaba unindo os dois novamente. Só que ambos mudaram, Nate não se parece com o cara por quem Lucy se apaixonou na Itália e, por mais que ela queira, agora não consegue se separar dele. Parece que o desejo de viverem juntos para sempre se realizou, mas a realidade é bem diferente do que Lucy pensava.
"- Vocês viverão um amor eterno . Ficarão unidos para sempre, e nada - diz ele, seus olhos voltando-se para Nathaniel e depois para mim -, nada jamais poderá separá-los.
- Nada? - repito, com a voz praticamente inauditível.
Niente. - Ele confirma com um aceno de cabeça, cheio de convicção. - Ficarão juntos para sempre, para a eternidade."
 A escrita de Alexandra Potter já prende o leitor nas primeiras páginas. A gente já percebe que como a autora consegue colocar o romance e a comédia de uma maneira natural no epílogo e logo começamos a ansiar por mais do enredo. A narrativa em primeira pessoa, sendo esta de Lucy, nos permite conhecer toda a intensidade que a personagem traz, além de explorar seus sentimentos e acompanhar os acontecimentos sempre querendo mais.

 Lucy é uma personagem que me ganhou de cara. Não por me identificar com seus pensamentos ou sermos parecidas e, sim, pela sua personalidade. Isso a tornou ainda mais especial porque quando encontramos um personagem parecido com a gente é fácil gostar dele, mas quando conhecemos um personagem diferente e gostamos dele de cara, é quase a mesma sensação de ter um amigo que é bem oposto mas que vocês se dão muito bem. Nate não me conquistou logo e nem posso dizer que chegou a me conquistar, mas não é que eu não tenha gostado de sua criação, ele só não foi um personagem que me ganhou.

 Todos os outros personagens presentes tornam a história ainda mais descontraída. A autora conseguiu fazer com que cada um tenha uma personalidade, e conhecê-las através da visão de Lucy é ainda melhor. Kate, Robyn e Magda tem destaque e é ótimo ver o contraste de cada uma delas. Além de tornarem os diálogos ainda melhores, a história de cada uma tornam o livro ainda mais interessante e, acho que posso dizer assim, completo. Eu gosto de livros que trazem personagens bem diferentes e que às vezes não concordam um com o outro justamente para termos momentos e pensamentos distintos durante a leitura.

 Você (não) é o homem da minha vida foi uma ótima leitura. Alexandra Potter me apresentou um enredo que me conquistou e seus personagens bem construídos fizeram a leitura ser mais do que eu esperava. O romance e a comédia juntos fazem a leitura ser rápida e não deixam de passar as mensagens que a protagonista aprende e que o leitor deve saber também.