[Resenha] O Primeiro Marido | Laura Dave

Título: O Primeiro Marido
Título Original: The First Husband
Autora: Laura Dave
ISBN: 9788528617030
Grupo Editorial: Record
Selo: Bertrand Brasil
Número de Páginas: 308
Gênero: Romance, chick-lit
Sinopse: Annie Adams acredita ter tudo. Ela atravessa o mundo escrevendo sua coluna de viagens e acredita que seu relacionamento de cinco anos com o cineasta Nick é perfeito... Até ele resolver deixá-la. Pouco depois, Annie conhece Griffin, um charmoso e atencioso chef de cozinha, diferente de Nick em quase todos os sentidos. Ela rapidamente se casa com ele e os dois se mudam para uma pequena cidade rural no Massachusetts.
Uma vez lá, no entanto, ela percebe o quão pouco conhece Griffin e acaba se perguntando se o relacionamento é pra valer ou se o casamento às pressas foi pura e simplesmente um equívoco. Quando Nick retorna, pedindo uma segunda chance, Annie fica dividida entre o marido e o homem com quem tivera a intenção de casar-se e é forçada a escolher entre um deles.
"E eu me perguntava  como foi que tinha chegado até ali."
 Eu já havia lido comentários sobre A Festa de Divórcio, de Laura Dave, mas a autora não despertou de verdade meu interesse até a capa de O Primeiro Marido ser divulgada. Ele me lembrou Um Amor de Cinema, de Victoria Van Tiem (que foi uma das minhas melhores leituras do ano do passado) por conta do claquete e do tema cinema e, pela primeira vez em muito tempo, solicitei um livro de parceria sem ler a sinopse.
 "Quando tudo se torna confuso, difícil e complicado, a verdade é a primeira a ser sacrificada, não é mesmo?"
  Annie tem um problema com filmes. Na verdade, com um filme em especial. Toda vez que ela assiste A Princesa e o Plebeu alguma coisa ruim acontece em sua vida. E ela não precisa nem assistir ao filme completo, só os créditos dele já trazem um estrago para sua vida. Tanto que, ao fazê-lo, seu namorado de 5 anos, que é diretor de cinema, chega em casa dizendo que vai embora. Ela sabe que parte da culpa de a relação não ser mais a mesma é dela, que viaja muito por conta de seu trabalho, mas Nick também não era santo.
"Seja o oposto de você."
 Depois de ficar se perguntando o que deu e o que não deu errado, de quem era realmente a culpa e como seria sua vida na casa que trazia tantas lembranças dos últimos 5 anos, Annie resolve seguir o conselho de Jordan, sua melhor amiga e agora ex-cunhada, e tentar seguir em frente. E pode ser que ela se surpreenda com o que vai encontrar e como sua vida irá mudar de repente.
"Parecia-me que o universo era traiçoeiro assim mesmo - no momento em que se deixa de precisar de algo, no momento em que se deixa de ter tanta esperança, você ganha uma segunda chance."
 Eu realmente não sabia o que esperar de O Primeiro Marido,  mas na metade da leitura li a contra-capa e já estava concordando com todos os comentários. O livro é totalmente irônico, possui muitas cenas engraçadas e uma história muito bem construída. Laura Dave apresenta o leitor a seus personagens de uma maneira cativante, sua narrativa é rápida e é impossível não torcer para que Annie faça as escolhas certas.

 Annie é uma personagem que ganha o leitor e o faz torcer por sua felicidade desde as primeiras páginas. Gostei bastante dela e da forma como a autora expõe seus pensamentos de forma que, posteriormente, o leitor lembra de falas da personagem e entende cada um de seus atos. A loucura que a vida dela se torna por conta de seu casamento faz com que o livro seja muito engraçado e você quer que a vida dela se ajeite, só não quer que volte a ser como era antes. Jordan também é uma personagem que me ganhou e cheguei a desejar que houvesse um livro só dela.

O livro não chegou a ser um favorito, mas O Primeiro Marido foi uma leitura leve, divertida e cheia de mensagens. Laura Dave apresenta uma leitura sobre a importância de sermos apenas o queremos ser sem pensar em erros e acertos. O que realmente importa é saber quem realmente somos.

Comentários

  1. É a primeira vez que vejo esse livro, e me interessei logo de cara! Além de ter adorado a capa, assim como você, eu adorei a história! Amo quando os personagens engraçados e irônicos, pois dá um gostinho á mais na leitura. Além disso, eu gostei bastante de saber que o livro acaba passando uma mensagem para o leitor!

    ResponderExcluir
  2. OI, Mari
    GOsto de livros com pitadas de ironia, mas tudo depende né.
    Confesso que desconhecia este livro, mas gostei da premissa e leria sem dúvidas. Além disso, se a personagem te conquistou já é um motivo para me interessar pelo livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Conheci a pouco tempo esse livro e gostei da sinopse. A capa achei meio fraca, mas a historia achei que tinha elementos novos que nao tinham em outros do genero.
    Primeiro que a protagonista é doida de assistir tantas vezes A Princesa e o Plebeu, mesmo sabendo qu e traz azar,hahaha.
    Fiquei bem interessada pela historia e com certeza quero ver quais foram as escolhas de Anne depois dessa confusao toda. Gostando de livros assim mais leve e engraçadinhos.
    Amei a dica e vou tentar ler.
    Beijos

    https://fuxixiu.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas