[Resenha] Bela Redenção | Jamie McGuire



Título: Bela Redenção
Título Original: Beautiful Redemption
Autora: Jamie McGuire
ISBN: 9788576864417
Grupo Editorial: Record
Editora: Verus
Número de Páginas: 308
Gênero: New Adult, Romance Contemporâneo 
Sinopse: Liis Lindy é uma agente do FBI decidida a se casar apenas com o trabalho. Ela adora sua mesa, está em um relacionamento sério com seu laptop e sonha em ser cumprimentada pelo diretor depois de solucionar um caso difícil. O agente especial Thomas Maddox é arrogante e implacável, um dos melhores que o FBI tem a oferecer — e chefe de Liis. Quando Liis e Thomas são encarregados de uma missão em que precisam fingir ser um casal, a atração entre eles chega ao limite — e os leva a questionar quanto realmente estavam fingindo. Bela redenção é o segundo volume da série que narra a excitante, romântica e por vezes volátil jornada dos Maddox rumo ao amor. Chegou a hora de conhecer o mundo misterioso do esquivo Thomas e descobrir como a paixão pode ser intensa quando você não é a primeira, e sim a última. Além, é claro, de rever os outros irmãos da família Maddox.
"O controle era a única coisa real."

 Jamie McGuire é uma autora incrível. Tipo incrivelmente incrível. Bela Redenção é o segundo livro da série Irmãos Maddox que, para quem não sabe, traz as histórias e relacionamentos dos irmãos de Travis Maddox, um dos protagonistas de Bela Distração e Desastre Iminente. O protagonista da vez é Thomas, o mais velho dos cinco filhos de Diane e Jim Maddox e o mais intenso também.
"- Qual seu nome?
 - Não estou interessada.
 - Esse nome é horrível."
 Liis Lindy acaba de se mudar para San Diego. Ela pediu transferência de seu trabalho, em Chicago, para alcançar novos objetivos e, aproveitando a oportunidade, fugir de Jackson, seu apaixonado ex-namorado. O relacionamento deles durou mais do que deveria e o problema não era ele, nem ela, eram as prioridades. Liis é do tipo de pessoa que coloca o trabalho em primeiro lugar, não importa o quanto um relacionamento a dois possa lhe fazer bem. Ela também não gosta de uma saída de uma noite só, nem costuma dormir com desconhecidos, mas parece que em sua primeira noite na California a atração entre ela e um estranho será mais forte do que deveria.
"- [...] Faça seu trabalho e siga com sua vida.
 - O trabalho é minha vida."
 Estava tudo bem, obrigada, até que as verdades começaram a fazer parte daquela noite. O estranho incrivelmente envolvente havia mostrado interesse em mais encontros e disse seu nome, ela disse que não estava disponível, ele então revelou que era seu vizinho e ela até que ficou contente com a possibilidade de vê-lo mais algumas vezes, ela só não esperava que fosse tão rápido: na manhã seguinte, em seu trabalho. Thomas, o cara com quem ela havia testado (e gostado) uma noite casual, era seu chefe.
"Meu joguinho tinha acabado. Ele tinha ganhado e sabia disso."
 Não existem dúvidas de que Jamie sabe como apresentar e desenvolver uma boa história. Falando em especial das séries Belo Desastre e Irmãos Maddox, em todos os livros ela soube como apresentar os personagens, nos envolver em seus relacionamentos e nos surpreender de alguma forma. Ela sabe fazer o leitor dar aquele sorrisinho ao ler algum diálogo, sabe como nos transportar para uma cena e sabe como nos deixar apaixonados por seus personagens. Sua escrita continua rápida e marcante, além de sua narrativa em primeira pessoa não perder ritmo e não se perder em detalhes, pois ela só apresenta o necessário para nos fazer imaginar cada cenário e cada uma das fisionomias.
"- Não tenho mágoas. Só lembranças. Vão desaparecer sozinhas."
 Liis é uma personagem cheia de personalidade e, sinceramente, gosto mais dela do que de Abby e Camille. Abby evitava Travis para não dar de cara com fantasmas do passado , Camille evitava Trent para não haver traição, mas Liis não evita uma relação com Thomas por causa de ninguém a não ser ela mesma. Não quero dizer que as outras não tinham motivos concretos, quem leu os outros sabem que sim e que vão muito além do que mencionei agora, mas, dessa vez, era uma pessoa "lutando" contra seus próprios sentimentos e princípios para não passar por cima deles e, principalmente, acabar com eles. Adorei como a autora conseguiu mostrar que a personagem se contradiz em alguns poucos momentos, fazendo com que o título do livro se tornasse ainda mais significativo. Liis foi a que mais me agradou, foi com quem mais me identifiquei e se tornou minha preferida entre as namoradas dos Maddox.
"- Não, você também não é atraente. - soltei.
 - Para uma agente federal, você é uma péssima mentirosa. - Thomas disse, forçando um sorriso."
 Thomas. O que dizer do Thomas? Eu não consigo mais dizer se tenho um Maddox preferido porque, convenhamos, tem como? Eu vejo as diferenças em cada uma das namoradas e consigo escolher com qual me identifico ou gosto mais, só que mesmo com as diferenças entre eles, ainda não consigo dizer quais atitudes, características, pensamentos ou personalidade gosto mais. O que posso dizer é que, hoje, Travis não é mais o queridinho, Trent não é o mais envolvente e Thomas é sim o mais intenso.
"- Seu irmão Trent. E Travis. E você é Thomas. Quem está faltando? O Tigrão e o Toad?
 Ele não achou graça.
  - Taylor e Tyler. São gêmeos. Nasceram entre mim e o Trent."
 E claro que toda a família Maddox está presente no livro. Cada vez adoro mais o Jim e é ótimo acompanhar a maneira como Jamie consegue encaixar as histórias, de forma que Bela Distração acontece ao mesmo tempo em que Belo Desastre e Bela Redenção tenha momentos de Desastre Iminente Belo Casamento. Não que sejam cenas repetidas, o que é mencionado aqui não nos foi apresentado antes, o que faz tudo ficar ainda mais completo e incrível. Claro que Jamie também deixou pistas sobre o próximo livro dessa série, Belo Sacrifício, que tem Taylor como protagonista.
"- [...] Mesmo que seja atípico, você está disparando o alarme de incêncio por causa de uma vela.
 Ela arqueou as sobrancelhas.
 - Estou dizendo, você derrubou a vela nele."
 Gente, alguém pode me apresentar a Val? Que personagem incrível! Acho que das duas séries esse foi o livro que mais apresentou personagens com personalidades bem completas e fáceis de identificar em uma expressão ou frase em diálogos. Val é a minha favorita dessa vez e como eu queria que ela fosse real e pudesse conversar com ela por alguns minutos! Ela não é apenas engraçada, ela tem algo especial que a torna ainda melhor e seu segredo faz com que a coisa toda seja ainda melhor (não que eu goste da situação em que ela estava, mas é cômico pensar no que ela veio falando ao longo da leitura e de repente descobrir como ela vive).
"- Não tenho tempo para nada confuso. Estou comprometida com o trabalho.
 - Assim como eu.
 - Eu gosto de trabalhar até tarde.
 - Assim como eu.
 - Não gosto de dar satisfação pra ninguém.
 - Nem eu.
 - Se é assim, então sim."
 Amo cada vez mais as capas dos livros de Jamie aqui no Brasil. A capa ao seu lado esquerdo foi a primeira divulgada para o Brasil, mas depois dos vários pedidos dos fãs da série, a Verus Editora resolveu modificá-la e, convenhamos, ficou muito melhor. Não acho que a metáfora da capa divulgada anteriormente tenha o mesmo impacto da capa atual. A capa ao seu lado direito é a original e, apesar de ter o mesmo estilo, não supera a brasileira.
"- Nem todos os homens curtem doçura e fidelidade.
 - Você não curte? - perguntei, em dúvida.
 Ele abaixou o olhar para mim, se divertindo.
 - Meu tipo parece ser mulheres mal-humoradas e emocionalmente indisponíveis."
 Bela Redenção conseguiu superar minhas expectativas, me empolgou, me prendeu, me surpreendeu e apresentou minha protagonista favorita das séries Belo Desastre e Irmãos Maddox. Liis e sua personalidade não deixam a desejar, Thomas é ainda melhor do que imaginávamos e a história traz respostas que esperávamos há um bom tempo. Mal posso esperar para ver o que Jamie McGuire reservou para o próximo livro, Belo Sacrifício, que tem Falyn Fairchild como protagonista e nos mostrará mais sobre um dos gêmeos Maddox, Taylor.
"-Se eu te desse meu futuro, ia querer que você deixasse o passado."

Comentários

  1. Gostei muito do livro do Travis, mas depois do livro do Trenton e Cami, falei que não ia mais ler nenhum livro dos Maddox, mas o personagem que mais me deixou curiosa desde Belo desastre foi o Thomas, talvez algum dia eu leia, mas não é a prioridade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não gostou do anterior, Ana. Mas, caso venha a ler, espero que goste desse.

      Excluir
  2. Oi, Mari. Bom, confesso que a série Belo Desastre não me agrada em muitos aspectos, mas este seu spin-off conseguiu me conquistar um pouco mais que suas originais histórias. Um lado mais romântico, e menos quente, bem menos, se alastrou pela premissa do livro. não lerei o livro, por conta de gosto, mas gostei mais que os originais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não gosta dos outros, Ycaro, mas realmente estou gostando mais desses - apesar de ter gostado bastante dos anteriores.

      Excluir
  3. Nunca li nada dessa autora, mas já ouvi falar e sempre reconheço essa série pelas capas incrivelmente lindas! Não sou tão fã de spin-offs quando não li a série original, mas achei a premissa do livro interessante, por ter romance mas isso não fazer da mocinha uma boba. Gostei do que eu percebi da personalidade dela, gosto de personagens que têm personalidade forte, são donas de si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, Luciana! Eu também amo essas capas.
      Acho que esse realmente não tem problema de ler fora de ordem - só precisa começar pela série dos Maddox. Apesar de Abby e Travis estarem presentes, se os outros não são prioridades pode começar por esses novos ;)

      Excluir
  4. Ainda não li essa série, mas já vi muitas pessoas elogiando bastante! O que mais me atraiu não foi nem a história em si, e sim o fato de que a escrita do autor é ótima, fazendo com que o leitor se sinta envolvido com a história. Além disso, eu adorei saber que os personagens são bem construídos, sem falar que ainda tem a personalidade forte, coisa que eu amo nos personagens. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou super suspeita para falar da Jamie, Luis, mas garanto que, se gosta do gênero, seus livros serão destaques!

      Excluir
  5. Eis a questão como escolher um só Maddox ? Te juro que isso devia ser matéria de algum jornal kkk Sabe eu gostei muito de Belo desastre e da versão do Travis também, ainda não li Bela distração mesmo já o tendo em casa, mas eu fiquei super afim de ler esse livro pra chegar em Bela redenção, na verdade o que me atraiu mais nessa história foi as frases dos diálogos dos protagonistas, so pelas falas da pra ver que ela é uma personagem super decidida e eu adoro personagens assim. Esse livro entrou na minha lista de compras por causa da sua resenha e o outro motivo é claro: É um Maddox gente !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahha SUPER verdade, Rissia!
      Acho que Jamie está se superando a cada livro e, mesmo achando difícil superar esse, algo me diz que ela irá fazê-lo.

      Excluir
  6. Já li Belo desastre e desastre iminente, e amei tanto esses dois que não quero me decepcionar com as sequências que as pessoas falam que são medianas. Ninguem supera o Travis, mas pelo Thomas ser um agente parece ser interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Lucilene! Não li muitas resenhas da série Irmãos Maddox, confesso, mas acho que Jamie se superou sim. E Thomas, acredito, superou Travis haha

      Excluir
  7. Oi, Mari
    Não li nenhum livro da série, mas acompanho alguns comentários que em sua maioria são positivos.
    Feliz em saber que a série continua te surpreendo e os personagens te agradando. A escolha de mudar a capa foi muito boa mesmo, o pessoal aprovou mais eu lembro rs
    Ótima resenha!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas séries são ótimas, Leticia, acho que iria amar!

      Excluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas