[Resenha] Como se Apaixonar | Cecelia Ahern


Autora: Cecelia Ahern
Título: Como se Apaixonar
Título Original: How To Fall In Love
ISBN: 9788581637860
Grupo Editorial: Novo Conceito
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 352
Gênero: Drama, Romance, Ficção
Sinopse: Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor.
Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. 
Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?
"A vida é uma série de momentos e momentos sempre mudam, assim como pensamentos, negativos ou positivos."
 Quem não conhece Cecelia Ahern? Quem não se apaixonou por pelo menos um livro da autora? Em seu décimo primeiro livro a autora nos apresentará Christine e Adam, duas pessoas que se conhecerão de maneira (quase) trágica, porém conseguem se salvar. Um ao outro.
"Dizem que um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar. Não é verdade. Bem, é verdade que as pessoas dizem isso, mas não é um fato verdadeiro."
 Acontece que Adam estava prestes a cometer suicídio e Christine chegou a tempo de impedi-lo de acabar com a própria vida, ao mesmo tempo em que pode sentir um grande alívio ao não ter que reviver uma cena de dias atrás. Porém ela não salvou o desconhecido por completo; agora eles tem um trato. Ela precisa mostrar para ele que viver vale a pena e que a dor que ele sente pode ser superada, mas será que ela irá conseguir fazer um cara que ela mal conhece voltar a ter vontade de viver quando ela mesma possui uma vida cheia de problemas?
"Às vezes, quando você vê ou vivencia algo muito real, fica com vontade de parar de fingir."
 Me falaram que o livro parecia um autoajuda, principalmente por cada capítulo possuir um título que diz o que ele irá abordar, por exemplo: "Como dizer o que pensa"; porém não é assim. A própria personagem aborda um pouco do tema "livros de autoajuda" e achei incrível como a autora conseguiu colocar uma opinião totalmente coerente e verdadeira sem julgar ninguém. Como Se Apaixonar não é um livro desse gênero, não é uma história que dará dicas de como seguir em frente ou agir diante de um problema, porém as mensagens e frases marcantes características da autora estão, sim, ali.

  Eu gosto tanto da escrita de Cecelia! Ela tem uma maneira tão única de narrar suas histórias que hoje, depois de ler sete de seus livros publicados no Brasil, seus livros são como os de J.K. Rowling: eu poderia lê-los pensando que era de outro autor, mas reconheceria a narrativa. Dessa vez, as frases marcantes, as mensagens a cada capítulo - se não a cada página -, a trama muito bem amarrada e maneira sutil como Cecelia nos apresenta seus romances estão mais uma vez aí, como um presente para os leitores.
"Você tem que ir pouco a pouco, pequenos passos, e uma hora vai chegar lá."
 Christine é uma personagem muito bem construída. Ela é forte, conseguimos logo perceber o contraste de sua personalidade e em como ela está dividida entre ajudar os outros e ajudar a si própria. Ela nos faz pensar em como pequenas atitudes podem mudar a vida de alguém, como um pouco de atenção podem nos fazer nos sentir especiais e como uma palavra amiga pode acrescentar muito em nosso dia, uma vez que, com apenas uma personagem, Cecelia conseguiu mostrar a importância do amor ao próximo, da confiança em si mesmo e de uma vida sem preconceitos
"E, às vezes, quando você testemunha um milagre, passa a acreditar que tudo é possível."
 Adam não é deixado de lado. Principalmente por Christine. Algumas vezes minha vontade era de entrar na história e dizer para Christine parar de se deixar de lado, mas então eu lembrava de como os dois se conheceram, do que a fez agir daquela forma, e lembrava da importância de tudo. Adam foi um personagem realmente encantador, suas revelações o tornam ainda mais admirável e cativante. nos fazendo torcer por uma reviravolta em sua vida e para que ele seja forte o bastante para enfrentar todas as coisas ruins que podem acontecer,
"Momentos são preciosos; às vezes eles se demoram e, em outras ocasiões, são passageiros, mas, ainda assim, muito pode ser feito durante eles; você pode mudar de ideia, pode salvar uma vida e pode até se apaixonar."
 As histórias de Cecelia Ahern nunca são apenas histórias. São sempre intensas e cheias de significados, por isso Como Se Apaixonar não seria diferente. Este não é um livro que fala sobre  o amor entre duas pessoas. Ele fala sobre como devemos amar a vida e nos apaixonar cada dia por viver. Repleto de reflexões e com a narrativa incrível da autora, o livro não deixa a desejar em nenhum aspecto e o enredo leve e sensível nos faz terminar a leitura com um pensamento óbvio: como não se apaixonar pelos livros de Cecelia?