[De Repente dá Certo] Ninguém entende nada de arte

 Temos uma mania chata e, sem o menor sentido, de achar que vamos para exposições de arte pra entender sobre alguma coisa. Como se a arte trouxesse a resposta de alguma coisa, mas ela não tem uma resposta nem sobre ela mesma. Queremos a resposta de tudo, porque tudo tem que ter uma explicação. A arte que retrata a beleza, as minuciosidades da vida e a realidade parecem simples de serem entendidas. Você sai com a sensação de que, tudo bem, esse artista é ótimo e a experiência de sair de casa pra ver arte se concluiu. Mas, quando você se depara com uma arte que te faz questionar, você quer se trancar num quarto escuro e esquecer que a vida existe, porque ela te coloca em contato com o sentido da vida e te mostra mais uma vez que você não entende nada. Você não faz a menor ideia de por que existe, quem é você e o que faz aqui. Você odeia não entender nada sobre a obra, porque se sente desafiado. As obras que você não entende nada te colocam à frente desse abismo, que, eu sinto te informar, mas é o seu próprio abismo.

[Adaptações] "Estilhaça-me", de Tahereh Mafi, ganha série de TV

Quem aí já leu Estilhaça-me, da autora Tahereh Mafi? E quem aí amou a trilogia? Se você aí disse "sim" para a segunda pergunta, vai ficar feliz de saber que a ABC Studios comprou os direitos do para transformar a história em uma série de TV!

[Resenha] A Lista | Cecelia Ahern



Título: A Lista
Título Original: One Hundred Names
Nome: Cecelia Ahern
ISBN: 9788581636832
Grupo Editorial: Novo Conceito
Editora: Novo Conceito
Número Páginas: 384
Gênero: Drana
Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.
"Todo indivíduo em qualquer parte do mundo tem uma história extraordinária para contar."

[Resenhas] Beleza Perdida | Amy Harmon


Título: Beleza Perdida
Título Original: Making Faces
Autora: Amy Harmon
ISBN: 9788576863748
Grupo Editorial: Record
Editora: Verus
Número de Páginas: 332
Gêneros: Young Adult, Romance, Drama, Releitura
Sinopse: Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.
Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.
Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.
"Você age como se a beleza fosse única coisa que nos faz dignos de amor."

[Novidades] Coluna no site da Isabela Freitas

Olá, pessoal!

 Hoje venho com uma novidade para vocês, mas quem acompanha as redes sociais do blog já sabem: eu sou a nova colunista da Isabela Freitas!

[Por Dentro dos Eventos] Clube do Livro + Lançamento de "Por Um Toque de Ouro" da Carolina Munhóz

 No domingo, 14 de Junho, a autora Carolina Munhóz lançou seu livro Por Um Toque de Ouro (Editora Rocco) no Clube do Livro Saraiva, que acontece mensalmente na Saraiva MegaStore do Rio Sul, aqui no Rio. O livro é o primeiro volume da trilogia Trindade Leprechaun, inspirada pelas lendas irlandesas cuja trama tem início no St. Patrick’s Day, que é o feriado mais importante e celebrado do país.

[De Repente dá Certo] Deus é o tempo


Eu não sou uma pessoa religiosa. Na verdade nenhuma teoria religiosa até hoje me convenceu. Não gosto quando falam de Deus. As pessoas falam de Deus como se ele tivesse o mesmo significado para todo mundo. Porque Deus fez isso, porque Deus vai fazer aquilo. É engraçado como todo mundo quer ser feliz, mas ninguém procura realmente a felicidade. Estamos sempre esperando alguma coisa de Deus. Acho legal ter fé, acreditar em você e tudo mais. Se a gente não acreditar que pode dar certo não adianta nem tentar. Mas eu gosto de pensar também que se a gente faz alguma coisa de coração, acreditando nela, não tem muito o que dar errado. Pode não acontecer o que você esperava, mas falar que deu errado é desperdício de vida. Eu não sei se sou atéia, porque eu acredito em alguma coisa. Como diz o Luiz Felipe Pondé, na verdade eu deixei de acreditar em Deuses bobos. Acredito que seja importante rezar, não importa pra quem. Pode ser para você mesmo. Eu acredito em energia, pelo simples fato de que eu sinto. O sol é energia, por exemplo. E eu acredito que quando a gente acredita e corre atrás do que queremos a nossa energia muda e fica mais fácil de conseguir. Pra mim rezar é gerar energia para si próprio. E pode não acontecer o que a gente queria de fato, mas acho o universo tem alguma espécie de equilíbrio e a vida vai sendo costurada aos poucos, mas nós é que damos os primeiros passos. É fácil observar como isso acontece naturalmente. Uma planta só cresce se for plantada, receber água e luz. Acho que uma das lições mais importantes da nossa vida acontece quando plantamos o nosso primeiro pé de feijão. Para aprendermos que as coisas têm um tempo para amadurecerem. Para entendermos o nosso próprio tempo. E que na verdade o universo vai fazer seu pé de feijão crescer, mas só se você cuidar dele muito bem. Os nossos sonhos são como uma semente de feijão que precisa ser plantada. E se deixamos nossos sonhos de lado é porque esqueceram de nos contar que precisamos cultivá-los.

[Resenha] Os Filhos de Odin | Padraic Colum


Título: Os Filhos de Odin
Título Original: The children of Odin: The book of northern myth
Autor: Padraic Colum
ISBN: 9788567028569
Editora: Única
Número de Páginas: 224
Gênero: Mitologia, Contos
Sinopse: Antes de o tempo como nós o conhecemos começar, deuses e deusas viveram na cidade de Asgard, que significa Local dos Deuses. Uma era de mágica, quando seres míticos podiam usar seus poderes e definir os caminhos do futuro, e proteger o mundo.
Entre as cruzadas de Odin para encontrar a sabedoria necessária para salvar o mundo, os feitos incríveis de Thor e seu martelo e as travessuras de Loki, o agente do bem e do mal, Padraic Colum reconta as sagas nórdicas revelando o tempo em que a magia, os poderes e as maravilhas fantásticas corriam pelo universo.
Em Os filhos de Odin, descubra a origem das histórias de Odin, Thor e Loki, onde Asgard foi construída e o que estava escondido durante o Ragnarök, o Crepúsculo dos Deuses. As histórias que encantam a todos nós nos cinemas possuem um enredo ainda mais fascinante do que você imagina!
“Os filhos de Loki e da bruxa Angerboda não eram como os filhos dos homens: eram sem forma como a água, o ar ou o fogo, mas foi dado a cada um deles tomar a forma que era mais próxima das próprias ganâncias.”

[Promoções] Quer ganhar "No Mundo da Luna", da Carina Rissi?

 Preparador para mais uma promoção? \o/

 Dessa vez, em parceria com o Grupo Editorial Record e Verus Editora, vamos sortear um exemplar de No Mundo da Luna, da Carina Rissi. Eu conheci a autora no evento de lançamento do livro, aqui no Rio, e quem leu a resenha sabe como eu amei a história e super indico a leitura. Então nada mais legal do que presentear um de vocês, certo?

[Editora Gente e Única Editora] Lançamentos Junho/2015

 Chegou a hora de conhecer os lançamentos da Editora Gente e Única Editora. Não se esqueçam de me dizer quais vocês mais gostaram:

[Resenha] O Descompasso Infinito do Coração | Bianca Briones

Título: As Batidas Perdidas do Coração
Autora: Bianca Briones
ISBN: 9788576864042
Grupo Editoral: Record
Editora: Verus
Número de Páginas: 406
Gênero: New Adult, Romance
Sinopse: Clara acaba de descobrir a traição do marido. Com dois filhos pequenos e a baixa autoestima que a consome, ela vê sua vida mudar drasticamente, apesar do desejo de permanecer na zona de conforto.
Bernardo é apaixonado por Clara desde a adolescência. Agora ele tem a chance de conquistá-la e mostrar que os dois devem finalmente ficar juntos. Mas o que parece tão simples, para ele, é complexo demais para ela.
Enquanto Bernardo é preenchido por certezas, o coração de Clara é inundado de receios, traumas e dúvidas.
Como viver o presente quando o passado não deixa você olhar para frente? Será que um coração despedaçado pode recuperar a capacidade de amar?
E o mais importante: como se entregar de corpo e alma quando não se consegue amar nem a si mesma?
"As paixões podem ser levadas pela água da chuva, mas o amor... O amor não vai embora nem com a pior das tempestades."

[Resenha] Red Hill | Jamie McGuire



Título: Red Hill
Título Original: Red Hill
Autora: Jamie McGuire
ISBN: 9788576863380
Grupo Editorial: Record
Editora: Verus
Número de Páginas: 350
Gênero: Thriller, Suspense, Young Adult
Sinopse: Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade. 
Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano. 
O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? Red Hill prende desde a primeira página e é impossível deixa-lo até o final surpreendente. Este é o melhor da autora Jamie McGuire! 
"É fácil esquecer que a nossa vida de antes não era um sonho. Isso aqui não é a realidade, como a gente devia viver, nem quem somos. As pessoas que éramos sete dias atrás... Aquilo é o que somos [...]"

[De Repente dá Certo] Dia dos namorados, a data mais cretina do ano

Entre as datas comemorativas, o dia dos namorados é uma das mais cretinas. Claro que datas comemorativas são todas meio cretinas (tirando aniversário, porque pelo menos uma vez no ano eu amo ser paparicada), mas o dia dos namorados quase beira ao fracasso. Poderiam ter inventado um dia que se comemora o amor de todas as formas possíveis, quase uma pegada Valentine’s day, só que ainda mais focada no amor em geral. Enfim, antes que alguns comecem a me perguntar que tipo de trauma eu sofri para não gostar de “namorar” ou falar que eu não quero assumir meus sentimentos, eu não vim aqui criticar o relacionamento de ninguém. Na verdade, eu estou achando bem fofinhas todas essas fotos cheias de amor aparecendo na minha timeline. Eu amo o amor!

Mas pra mim, o dia dos namorados é completamente cretino porque grande parte das pessoas que não está namorando, está se sentindo completamente na merda nesse momento (mentira, hoje não porque tem jogo do Brasil). E a grande questão é: Por quê? Claro, é super legal ter alguém, super legal estar apaixonado e tal. Juro, eu amo me apaixonar! Mas por que a gente não assume e tenta perceber que não estar apaixonado também é igualmente legal? E a resposta não é “ah, melhor ficar solteiro. Posso fazer o que eu quiser”- Você pode muito bem estar namorando e ser completamente livre pra fazer o que quiser, contanto que você namore uma pessoa que lide bem com isso (sim, existem várias que aceitariam suas propostas). “ah, namorar é muito complicado” – então arrume um namoro que não seja. Você acha complicado a sua relação com seu melhor amigo? Provavelmente não... mas isso é assunto pra outro texto.

[Resenha] Matando Borboletas | M. Anjelais


Título: Matando Borboletas
Título Original: Breaking Butterflies
Autora: M. Anjelais
ISBN: 9788576863366
Grupo Editorial: Record
Editora: Verus
Número de Páginas: 224
Gênero: Romance, Drama
Sinopse: O primeiro amor, a inocência perdida, e a beleza que pode ser encontrada até nas circunstâncias mais perversas. Sphinx e Cadence — prometidos um ao outro na infância e envolvidos na adolescência. Sphinx é meiga, compassiva, comum. Cadence é brilhante, carismático — e doente. Na infância, ele deixou uma cicatriz nela com uma faca. Agora, conforme a doença de Cadence progride, ele se torna cada vez mais difícil. Ninguém sabe ainda, mas Cadence é incapaz de ter sentimentos. Sphinx quer continuar leal a ele, mas teme por sua vida. O relacionamento entre os dois vai passar por muitas reviravoltas, até chegar ao aterrorizante clímax que pode envolver o sacrifício supremo.
"Fomos planejados um para o outro, feitos um para o outro, e agora temos que ir embora juntos."

[Resenha] Abzurdah | Cielo Latini



Título: Abzurdah
Autora: Cielo Latini
Número de Páginas: 290
Gênero: Biografia
Sinopse: Una muchacha camina al borde del abismo. Cielo Latini, niña precoz, sensible y creativa, educada en una familia 'normal', siempre una enfant terrible fascinada por el arte y por 'mecomoami' en el que miles de adolescentes hacían público su derecho a ser anoréxicas, los intentos de suicidio, la autoflagelación. Y finalmente, la resurrección, la cura, a través de la palabra. Hoy es una bellísima joven de 21 años, que ha sobrevivido al infierno para poder contarlo. Abzurdah es un vibrante testimonio, una historia impactante por su crudeza, porque refleja la realidad de miles de adolescentes. Su autora, además de coraje e inteligencia, tiene el claro don de la escritura, que le permite mantener en vilo al lector hasta la última página.
 "Bueno, en primer lugar tendría que presentarme, decirles quién soy. O mejor quién no soy: no soy normal. "
"Bom, em primeiro lugar deveria me apresentar, lhes dizer quem sou. Ou melhor, quem não sou: não sou normal."

[De Repente dá Certo] Meu último texto pra você

Eu nem sei o que você fez comigo pra levar meu coração desse jeito. Agora eu vejo você indo embora de verdade, lá no fundo da minha mente, por mais que doa muito te arrancar. Você já faz parte de mim. Faz parte da minha história e é o principal motivo por eu não conseguir me apaixonar por mais ninguém, por mais que eu sempre fale que estou apaixonada.

[Promoção] 4 anos do Cia do Leitor

Olaááá, pessoal!

 Este mês o blog Cia do Leitor, da querida Nizete, completa 4 anos de existência. Para comemorar ela convidou 14 blogs para participar da festa e claro que o Magia Literária não ia deixar vocês de fora!

 Além do ML, os blogs participantes são: Saleta de Leitura, Doces Letras, Doce Sabor dos Livros, Estante Diagonal, Cantinho para Leitura, My Queen Side, Livros Encantos, As Leituras da Mila, Stories and Advice, Mais um pra coleção, Escuta Essa, Era Uma Vez o Livro Delírios & Livros.

[Top Comentarista] Junho/2015


Oláaa, pessoal! Hoje é dia de resultado de Top Comentarista e de começar um novo TC \o/

Este mês tivemos menos posts do que o normal (desculpem) mas a falta de tempo foi por ótimos motivos que vocês saberão ao longo de Junho. E se você ficou curioso, segue o perfil do ML no Instagram e curta a página no Facebook, pois lá notícias como essas que estão por vir chegam primeiro hahaha

 Vamos ao post sorteado: