[Resenha] 1+1 - A Matemática do Amor | Augusto Alvarenga e Vinícius Grossos

Título: 1+1 – A Matemática do Amor
Autores: Augusto Alvarenga e Vinicius Grossos
ISBN: 9788562409691
Editora: Faro Editorial
Ano de lançamento: 2016
Número de páginas: 252
Gênero: Romance, Infanto-juvenil
Compre: Físico | eBook
Sinopse: Lucas e Bernardo são dois garotos, melhores amigos um do outro de toda a vida. De repente, recebem a notícia de que Bernardo irá se mudar com a família para outro país. Nesse momento, cada um a seu modo, percebe como valiosa era aquela amizade, algo que não queriam perder. Bernardo reage mal e se revolta. Lucas tenta transformar cada dia que resta com o amigo na melhor experiência de suas vidas. Ele escreve uma lista de coisas para fazer e pretende cumprir uma por uma, em todos os detalhes. Mas, a cada dia, o fantasma da separação os assombra com um cronômetro lembrando que o tempo se esgota e, ainda assim, os dois passam por grandes momentos juntos. Então os meninos percebem que há algo mais entre eles... um sentimento profundo, que não conseguem explicar e tornam todas aquelas experiências ainda mais intensas. Mas o que fazer com tudo isso quando se tem apenas 16 anos?
“Eu não me lembro muito bem como eu e o Bernardo, meu melhor amigo, nos conhecemos. Até onde eu sei, ele sempre esteve ali, do meu lado.”
:: Por: Gabriel Ribeiro

 Sabe aquele amigo que não imaginamos como seria viver sem? Aquele que a gente conhece há tanto tempo e tem um vínculo tão grande que se quer nos lembramos de como começou a amizade? Essa é a história da amizade do Lucas e do Bernardo, os protagonistas do livro, 1+1 – A Matemática do Amor, dos autores Vinicius Grossos e Augusto Alvarenga.

 Admito que esse foi um dos meus primeiros contatos com livros escritos por mais de um autor, e devo dizer que essa é a melhor ideia! HAHAHA O livro conta a história de Lucas e Bernardo, que são melhores amigos há anos, e tem uma amizade maravilhosamente linda (acho que essa seria a expressão ideal pra definir), até que, logo no início do livro o pai do Bernardo recebe uma proposta para sair de sua cidadezinha do interior e aceitar um emprego em Portugal, o que, para Bernardo, significava deixar tudo no Brasil, inclusive Lucas.

 A um mês da partida de Bernardo, e sem ter como impedir que o amigo fosse embora, Lucas decide que eles terão o melhor mês de suas vidas, então decide fazer uma lista de coisas para eles aproveitarem os últimos dias de Bernardo no Brasil, juntos, e é aí que a pressão e a dor de terem que se separar faz com que ambos comecem a desenvolver sentimentos mais fortes um pelo outro.
“Cada segundo que eu olhava eu sentia algo diferente. O Bernardo era o amigo que sempre esteve ali, o irmão que eu nunca tive, o meu complemento natural. A gente se encaixaria como lego se o destino deixasse.”
 Então Bernardo, um garoto popular entre as garotas, membro do time de futebol e amante das ciências exatas e Lucas, um garoto tímido, fã de poesias e que nunca havia beijado alguém, se veem envolvidos emocionalmente, e são obrigados a lidar com sentimentos completamente estranhos, sentidos por pessoas de personalidades tão semelhantes e ao mesmo tempo tão diferentes.
“Eu sou do verão, o Lucas, do inverno. Eu sou da matemática, o Lucas, do Português. Eu o ajudo a entender que 1+1 é igual a dos, mesmo que ele teime em afirmar que em alguns casos 1+1 pode vir a se tornar 1.”
 O 1+1 é o tipo de livro que te faz sorrir e chorar em um intervalo de tempo muito curto, e ainda que tenha uma temática LGBT, trata do amor de uma forma pura e inocente, que gente consegue ver crescer conforme avançamos pelas páginas. Acho que não tem como ler o livro e não se identificar –independe da orientação sexual de quem lê – ou se comover com alguma coisa. Tanto Vinicius quanto Augusto tem uma escrita simples, mas que é, ao mesmo tempo, maravilhosa, e gera uma reflexão sobre o que é o amor de verdade e como a sociedade tem reações diferentes com o fato de duas pessoas se amarem.
“Meu coração ainda batia acelerado e eu me perguntava se caberia mais felicidade ali.”
1+1 é mais que um romance, é um livro que lida com preconceito, homofobia e aceitação através de olhares cativantes e emocionantes dos dois protagonistas. É um livro que mostra que, para o amor, não existem barreiras ou distâncias, pessoas certas ou lugares certos, simplesmente acontece.
“Mas o que eu faria com esse amor? Me entregaria mesmo sabendo que faltavam poucas horas para que uma imensa distância nos separasse... ou me afastaria, poupando uma dor ainda maior?”
 É uma leitura que vale muito a pena ser feita com post-its coloridos para sair marcando páginas fofas, com momentos maravilhosos que vão fazer os olhos de alguns se encherem de lágrimas (não que tenha acontecido comigo haha). Sem dúvida alguma é realmente um livro feito para quem não tem medo de amar, lindo da capa ao epílogo, que entrou no minha lista de favoritos.

:: Por: Gabriel Ribeiro