[Resenha] A Garota do Calendário - Março | Audrey Carlan


Título: A Garota do Calendário - Março
Título Original: Calendar Girl - March
Autora: Audrey Carlan
ISBN: 9788576865186
Grupo Editorial: Record
Editora: Verus
Ano de lançamento: 2016
Número de páginas: 144
Compre: eBook | Físico
Sinopse: Romance, Romance Hot
Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.
 "– Qual a graça da vida se tudo for previsível? – falei de costas e saí pelo corredor." p. 31 
Livros anteriores: 


Mais um mês chegou e, com ele, mais um cliente para Mia Saunders. O ano pode ter começado difícil para nossa mais nova acompanhante de luxo, entretanto ela está se acostumando com o novo emprego e aprendendo a lidar com os aprendizados que ele pode trazer. O cliente de Março leva Mia e seus leitores direto para Chicago, Massachusetts, onde ele e a família possuem um renomado restaurante italiano. Mas por que um sexy e marcante italiano precisa de uma acompanhante? Melhor: por que o sexy e marcante empresário Anthony Fasano precisa de uma mulher para fingir ser sua noiva?
"– [...] Você é linda, realista e afiada. Os italianos gostam disso." p. 34
 Dizer que eu adorei a narrativa de Audrey Carlan já não é novidade, mas dessa vez senti que a mensagem escolhida pela autora foi desenvolvida de uma maneira ainda melhor.  A escrita da autora apresenta uma leitura rápida e a narrativa em primeira pessoa faz com que, mesmo que o livro possua poucas páginas, estejamos cada vez mais próximos da protagonista. No livro anterior, A Garota do Calendário - Fevereiro, Mia aprendeu a importância de amar a si mesma e, dessa vez, ela é quem irá ensinar algo muito significativo para seu cliente e para as pessoas que o rodeiam.
"Cara, eu estava muito encrencada." p. 93
 O tema principal tesse terceiro volume era algo que eu já estava esperando e torcia para ser abordado, uma vez que tornaria a série ainda mais completa. É um assunto que achei que estaria presente no segundo volume, porém esteve agora nesse terceiro livro, e que não posso dizer o que é para evitar spoiler. Vou me limitar a dizer que, em uma série de 12 livros com 12 personagens diferentes, era de se esperar que eles apresentassem personalidades distintas e mensagens que completassem o enredo. Gostei muito da maneira como a autora resolveu abordar esse assunto e, pelo que pudemos ver do próximo volume (no final de cada livro temos o primeiro capítulo do próximo livro), acho que a série tem tudo para melhorar ainda mais.
"Ainda havia coisas para resolver com o roteirista de cinema e surfista californiano, mas eu jamais admitiria. Nem por um momento." p. 26
 Reencontros fazem parte desse livro e dois me deixaram feliz: temos a oportunidade de conhecer um pouquinho mais da melhor amiga e da irmã caçula de nossa protagonista. Todavia, achei muito cedo para algo acontecer: Wes, primeiro cliente de Mia e meu queridinho, está presente em mais um volume. É um fato que tudo sobre A Garota do Calendário - Janeiro fez com que os leitores se apaixonassem por Wes e ansiassem pelos próximos volumes e, ouso dizer, acho que é justamente a questão não resolvida com ele que nos faz ansiar mais por cada volume, entretanto, fiquei com um receio de ser o único motivo para que os leitores passassem a acompanhar a série. Achei cedo para ele aparecer porque temos nove meses pela frente e, mesmo a capa do último livro sendo bem sugestiva, quero muito ser surpreendida a cada volume da série.
"Obrigada por me mostrar o que é bravura." 118
 A Garota do Calendário - Março pode não ter sido tão marcante quanto os dois volumes anteriores, entretanto a autora sabe como apresentar os temas de seus livros e sabe muito bem como desenvolvê-los de uma maneira rápida e completa. Estou curiosa para saber as mensagens que o quarto volume da série irá abordar e, claro, para saber como Wes continuará se fazendo presente.

Comentários

Postagens mais visitadas