[Resenha] O Ar Que Ele Respira | Brittainy C. Cherry


Título: O Ar Que Ele Respira
Título original: The Air He Breathes
Autora: Brittainy C. Cherry
ISBN: 9788501075666
Ano de lançamento: 2016
Número de páginas: 308
Grupo Editorial: Record
Editora: Editora
Compre: eBook - Físico
Gênero: Romance, Drama
Sinopse: Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.
"Nenhuma alma gêmea deixa esse mundo sozinha. Ela sempre leva consigo um pedaço de sua outra metade." p. 13
:: Por: Thatiana M.

Quando a vida parecia estar caminhando bem e muitos sonhos estavam sendo quase realizados. Quando o amor era imenso e não cabia dimensionar, nem pensar em perder esse amor, eles perderam... 

 Duas famílias rompidas, separadas, devastadas, sofridas. Essas são famílias das quais Tristan e Elizabeth faziam parte e que perderam seu bem precioso. Dois personagens que nem se conhecem mas que sofrem a mesma dor. 

"As vezes o "para sempre" é mais curto do que se pensa." p.
 Tristan era casado com Jamie, os dois tinham um filho, Charlie, de 8 anos. Charlie era parecido com a mãe, que era bibliotecária, e herdou seu o gosto pela leitura.A família estava vivendo um momento importante, prestes a realizar um sonho, eles o buscavam em viagem para Detroit, porém uma ligação de socorro surpreende Tristan.

 Elizabeth ficou um ano na casa de sua mãe, Hannah, junto com sua filha de 5 anos, Emma. Depois da morte de seu marido Steven ela decidiu dar um tempo, e agora ela acha que está preparada para voltar pra sua casa. Em busca de um recomeço, ainda era doloroso ver tudo o que ela e seu amado haviam construído e como tudo estava igual na vizinhança, exceto por uma pessoa. Um vizinho fechado que esconde as dores do passado e foge da própria realidade.

O prólogo do livro já nos conquista de início e nos faz manter a expectativa para saber como Jamie e Charlie estariam. Começamos a conhecer a história de cada um com a narrativa em primeira pessoa sendo intercalada entre  Tristan e Elizabeth e preciso admitir que, quando li sobre Tristan, mesmo tendo lido rapidamente (no prólogo) como ele era antes, ele não me agradou. Elizabeth teve uma paciência enorme para seguir tentando uma aproximação com toda a grosseria e frieza dele. De qualquer forma, a autora fez com que o encanto acontecesse e mostrou que o Tristan solitário guardava muita sensibilidade. Ambos se conhecem em uma circunstância nada agradável. Ele não disfarça simpatia, ela não disfarça curiosidade. Elizabeth sabia, no fundo, que havia algo nele que faria toda a paciência valer a pena.

 Esse romance também conta com a presença de outros dois personagens que marcaram momentos tanto engraçados e alegres quanto tensos e impactantes. Faye, a melhor amiga de Elizabeth. e Tanner, que era amigo de Steven e também é o padrinho de sua filha, que, inclusive é um amor de menina e traz toda sua fofura desde a maneira como reagiu com a morte de seu pai, até  sua relação com as plumas brancas, o apelido que ela deu a Tristan e seu entrosamento com Zeus.

 Escrevo essa resenha extremamente encantada. Que livro, que história! Quando soube esse era um novo livro de Brittainy C. Cherry, autora do maravilhoso Sr. Daniels, logo passei a esperar pela oportunidade de começar a leitura. Por esse motivo, é impossível não compará-lo com o livro anterior e devo dizer que o mesmo foi muito melhor. O envolvimento com os personagens aconteceu do início ao fim, enquanto aqui, por termos uma história que começa com acontecimentos ainda mais tristes, entendo que a emoção boa demore a chegar, mas isso não torna o enredo ruim, apenas um pouco inferior que o outro e, claro, por trazerem emoções distintas.
"Você não pode ir ainda. Continue lutando." p. 264 
O Ar Que Ele Respira é um romance com alguns dramas onde existe muita emoção e acontecimentos que nos trazem reflexão. Brittainy C. Cherry nos faz pensar nas perdas e sobre como reagimos a isso, lembrando que mesmo com a dor você deve se manter firme, seguro e em paz. Com seus dois personagens ela lembra que nunca sabemos quanto será nosso último beijo, último abraço ou último adeus, e ainda deixa a pergunta: com a saudade e a dor da perda, você agiria como Elizabeth ou como Tristan?

 Este é o primeiro livro da série Elementos, que traz, a cada volume, histórias independentes com casais que representam um elemento. O Ar Que Ele Respira representa Ar, o próximo volume representa Fogo.

:: Por: Thatiana M.

Comentários

  1. Quando vi a capa já fiquei sem ar. kkkkkk A sinopse muito me agradou. Amo dramas como uma pegada. Mas ainda não tive a chance de ler. Amei a resenha. Bjos.

    www.primeiras-impressoes.com

    ResponderExcluir
  2. Uau! Fiquei curioso para ler! Ótima resenha! Agora quero ler também o Sr. Daniels!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Postagens mais visitadas