[Resenha] O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares | Ransom Riggs


Título: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
Título original:  Miss Peregrine's Home For Peculiar Children
Autor: Ransom Riggs
ISBN-13: 9788544102848
ISBN-10: 8544102840
Ano de lançamento: 2015
Número de páginas: 336
Editora: Leya
Gênero: Fantasia, Aventura, Ficção Científica
Compre:Amazon
Sinopse: Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.
"Essa era a terrível verdade da qual meu avô tentara me proteger." p. 93

 "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" chamou minha atenção quando Tim Burton elogiou a história dizendo algo parecido com "tem certeza de que não fui eu que escrevi essa história?". Sem dúvidas uma adaptação estava vindo por aí. O tempo passou, acabei esquecendo desse desejo pelo livro de Ransom Riggs, até que o primeiro trailer de "Lar das Crianças Peculiares" (Fox Film do Brasil) foi divulgado. O tempo voltou a passar e, com a estreia se aproximando, não tinha como fugir: eu precisava ler o livro. Quando ele chegou, os compromissos me fizeram adiar a leitura por mais algumas semanas, até que percebi que faltavam poucos dias para a estreia do filme, então decidi: agora vai. E, quando comecei a ler a história, a única pergunta que martelava em minha cabeça era: por que não li esse livro antes?

"Se eu estava sonhando, não queria mais acordar." p. 136
  Jacob é um garoto que cresceu cheio de dúvidas em relação ao passado de seu avó. Ele sempre ouviu - e nunca esqueceu - as histórias da infância do avô judeu que, durante a Segunda Guerra Mundial, precisou deixar a família para trás na Polônia e embarcar para um orfanato em uma ilha no País de Gales. As histórias envolviam crianças diferentes das que ele conhecia e de monstros desconhecidos que ele temia. O tempo passou, o garoto cresceu, o avô atingiu uma idade em que se passou a duvidar de sua consciência, até que ele avisa que algo está prestes a acontecer e, quanto não há mais volta, Jacob se vê repleto de mais dúvidas e a única solução para ter certeza de que não está imaginando coisas é ir até o local onde seu avô passou parte da infância. Só assim ele entenderá o passado de seu avô e irá ter certeza de que certas histórias não passavam de fantasia. Ou será que não?
"- Não quero ser rude, mas o que são essas pessoas? - perguntei.
 - Nós somos peculiares - respondeu, soando um pouco intrigado. - Você não é?
 - Não sei. Acho que não.
 - É uma pena." p. 137
 Assim que terminei de ler o prólogo de "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" fiz um comentário para uma amiga dizendo que  ela precisava ler o livro, pois era incrível. E, sim, eu só havia livro o prólogo. A trama de Ransom Riggs é tão envolvente que é impossível não acreditar durante a leitura que houve mesmo um orfanato com crianças peculiares e uma diretora chamada Alma Peregrine. É tudo tão real e a escrita do autor torna tudo tão emocionante que você senta para ler algumas páginas e, quando se dá conta, avançou vários capítulos sem sentir que o tempo estava voando. A história tem uma relação forte com fotografias e minha edição do livro possui várias que são como as descritas durante o enredo, o que torna tudo mais arrepiante e empolgante ao deixar sempre um toque de receio no ar.
"- [...] Não há nada de errado com o velho aqui e agora!" p. 158
 Jacob é um menino que logo te ganha por seus pensamentos claros e questionamentos confusos. Em meio à suas palavras, vamos tirando algumas conclusões, pegando pistas que às vezes ele mesmo não se dá conta e acompanhando sua trajetória até que estejamos tão ligados ao protagonista que parece que, a todo mundo, estivemos dentro do livro acompanhando tudo de perto. A narrativa em primeira pessoa ajuda nesse ponto, mas, sem dúvidas, o mistério nas palavras de Ransom Riggs, os detalhes sombrios, os acontecimentos repentinos e os segredos revelados ao longo da leitura são o que tornam "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" um livro completo.
"Eles eram deuses desse pequeno e estranho paraíso. e eu era o hóspede." p. 172
 Obviamente não irei entrar em detalhes sobre a peculiaridade das crianças (mesmo que, caso você tenha conferido o trailer da adaptação, já possa imaginar) nem sobre as descobertas de nosso personagem principal, mas preciso dizer que gostei muito da maneira como autor nos conta cada história e cada característica. A ambientalização é tão bem preparada que você poderia facilmente acreditar que Cairnholm não é uma ilha fictícia, além de passar a ter um desejo inexplicável de querer escolher alguma ilha no País de Gales para visitar apenas para se sentir mais próximo da história e dos personagens dessa história. Falando neles, você logo se vê cativado pelos mesmos, torcendo para que eles possam ter uma nova chance e para que o futuro esteja reservando (boas) surpresas para eles. Claro que (mais) ação e revira-voltas são desejos constantes também.
"Você fica. Só mais tarde - anos e anos mais tarde - você começa a se perguntar o que teria acontecido se tivesse feito o contrário." p. 199
 Tenso, misterioso e tocante, "O Orfanato da Srta. Peregrine Para as Crianças Peculiares" é o tipo de livro que eu caracterizo como "todos deveriam ler". A narrativa inovadora, o enredo muito bem elaborado e os personagens cheios de personalidade tornam esse livro uma leitura inesquecível e completamente viciante. Você com certeza ficará uns bons dias pensando nos personagens e no futuro dos mesmos, uma vez que é praticamente impossível se desapegar rápido de uma trama tão intrigante.

 "O Lar das Crianças Peculiares" chega aos cinemas em dois dias.
Saiba mais aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas