[Crítica] Limony Snicket - Desventuras em Série

Desventuras em Série, nova adaptação dos livros homônimos de Daniel Handler, chegou na Netflix na última sexta-feira 13
 
Título: Lemony Snicket's A Series of Unfortunate Events
Título original: Limony Snicket - Desventuras em Série
Baseado em: Desventuras em Série, de Limony Snicket (Daniel Handler)
Produção: Paramount Television e Netflix 
Duração: Episódios de aproximadamente 45 minutos
Elenco: Neil Patrick Harris, Malina Weissman, Louis Hynes, Presley Smith, Patrick Warburton, Joan Cusak, Catherine O'Hara, Aasif Mandvi, Don Johnson, Alfre Woodard, Will Arnett e Cobie Smulders
Gênero: Aventura, Drama, Fantasia
Sinopse: Os órfãos Baudelaire são três irmãos muito inteligentes; Violet é a mais velha, Klaus é o irmão do meio e Sunny é a mais nova, com três anos. Quando seus pais morrem, eles passam a morar com diferentes tutores, e o primeiro é Conde Olaf, que irá tentar roubar a enorme herança deixada pelos pais.



 Desventuras em Série é mais uma entre as várias séries de livros que ganharam adaptações cinematográficos e não acabaram bem, levando ao seu cancelamento. Agora, a Netflix e a Paramount Television resolveram apostar em um novo formato e apresentar uma versão extendida da obra, além de presentear os leitores e fãs que tanto ansiavam por uma adaptação mais completa.
 A história apresenta Violet, Klaus e Sunny Baudelaire (interpretados por Malina Weissman, Louis Hynes e Presley Smith, respectivamente), três irmãos que perdem os pais em um misterioso acidente e acabam na guarda de um parente que nunca conheceram. É aí que entra Neil Patrick Harris, um ponto alto da série: ele dá vida a Conde Olaf, o maldoso e divertido vilão que fará de tudo para ficar com a valiosa fortuna dos Baudelaires.

 A cada episódio é impossível não odiar e amar o vilão. Assim como é ótima a familiaridade com as crianças e a maneira como o narrador, Limony Snicket (interpretado por Patrick Warburton), é essencial para um envolvimento com os personagens e o enredo. Algumas coisas acabam ficando cansativas na metade da temporada, entretanto o mistério por trás da morte dos pais e de personagens que conhecemos ao longo do caminho são mantidos até o final, fazendo com que a curiosidade nos acompanhe a cada episódio.

 Se foi uma boa adaptação, não posso dizer. Não li Desventuras em Série porém afirmo que as atuações, a narração e os mistérios me deixaram curiosa para conhecer o mundo criado por Daniel Handler e estou bem ansiosa para iniciar a leitura, além de torcer para que a segunda temporada não demore a chegar. A primeira temporada da série conta com oito episódios, sendo que um livro corresponde a dois episódios - isso indica que teremos três temporadas, provavelmente.

 Confira a crítica completa no canal: