[Resenha] Cidades de Dragões | Raphael Draccon


Título: Cidades de Dragões
Autor: Raphael Draccon
ISBN-13: 9788568263259
ISBN-10: 8568263259
Ano de lançamento: 2015
Número de páginas:320
Gênero: Fantasia, Ação, Literatura Nacional
Encontre: Amazon | Skoob
Sinopse: Após lutarem grandes batalhas em Cemitérios de Dragões, Derek, Daniel, Romain, Amber e Ashanti estão de volta à realidade em Cidades de Dragões, segundo livro da série Legado Ranger, estreia de Raphael Draccon pelo selo Fantástica Rocco. Depois de terem sido enviados para outra dimensão, os cinco agora tentam seguir com suas vidas na Terra, mas quando dragões começam a aparecer em diferentes pontos do planeta, deixando um rastro de destruição e morte, eles se veem obrigados a assumir sua responsabilidade e iniciam uma nova batalha que já ultrapassa a barreira entre as dimensões e que pode significar o fim da humanidade ou a sua salvação. Repleto de ação e referências a séries japonesas que marcaram toda uma geração, Cidades de Dragões é a sequência perfeita para uma saga de fantasia épica. 



  No final do ano passado falei com vocês sobre Mundos de Dragões, último livro da trilogia Legado Ranger. Acabei não resenhando os dois primeiros livros para vocês, mas agora isso mudou.
"Só que a paz durou pouco." p. 38
 Em Cidades de Dragões iremos saber o que aconteceu com os personagens após os últimos acontecimentos do livro anterior. Descobriremos o que cada um fez após voltarem de um certo local, e viajaremos por diversos países (incluindo Brasil), em busca de resposta e em meio a reviravoltas. E isso é tudo o que devo falar.
" Não. Eu não voltei a esse mundo para isso." p. 112
 Acredito que essa tenha sido uma ótima sequência para o primeiro livro, entretanto é difícil resenhá-la depois de ter lido sua continuação. Os dois livros acabam entrando em contraste, e comparações, infelizmente, são inevitáveis. A escrita do autor aqui parece ir crescendo aos poucos com os personagens e a trama, mas o amadurecimento de Draccon no último livro de Legado Ranger está muito claro. Ele consegue, sim, manter a narrativa eletrizante que nos prende na leitura e mantém uma dinâmica necessária em toda a trama, mas quando penso nos diálogos (principalmente) é impossível não se dar conta de como ficaram melhores.
"Aqui você não está presa. Aqui você tem uma escolha!
 – Em qualquer uma das escolhas, eu perco - concluiu ela em tom de lamento." p. 193
 Nesse livro é possível conhecer um pouco mais das vidas de Amber, Ashanti, Daniel, Derek e Romain, ainda mais com a grande transformação pela qual irão passar. Eles descobrirão que não são os únicos a atingir um mesmo objetivo, e algumas batalhas decisivas tornarão a leitura ainda mais empolgante. Devo alertá-los que nem tudo são flores, então estejam preparados para alguns choques.
" Ainda bem que você fez amizade com esses caras... - comentou Romain.
  Não foi com esses que eu fiz amizade - lamentou Daniel.
  Oh, merde..." p. 304
 Com ótimas referências e crescimento notável, Cidades de Dragões mostra como o caminho dos protagonistas está valendo a pena e prepara um final arrepiante que deixará o leitor muito instigado. Raphael Draccon consegue mostrar sua capacidade de escrever e abordar diversos assuntos em um livro e, sem dúvidas, fará certos fãs de personagens marcantes matarem um pouquinho da saudade. Mas pode ser que, como em meu caso, te deixe com ainda mais.

 Confira a resenha do próximo livro da trilogia aqui

Comentários

Postagens mais visitadas