[Resenha] Cadu e Mari | A.C. Meyer

Título: Cadu e Mari
Autora: A.C. Meyer
ISBN-13: 9788501109316
ISBN-10: 8501109312
Grupo Editorial: Record
Editora: Galera Record
Número de páginas: 280
Ano de lançamento: 2017
Gênero: Romance, Romance Contemporâneo, Literatura Brasileira
Encontre: Amazon | Skoob
Sinopse: Mariana trabalha em uma badalada revista de moda. Tem um bom salário, é muito competente... E tem uma queda pelo chefe, daquelas bem poderosas. Eles vivem em mundos completamente diferentes, e Mariana sabe que nunca acontecerá nada entre os dois. Até que Carlos Eduardo repara que sua secretária é muito, muito bonita. O amor entre os dois é arrebatador, e Cadu e Mari sentem que nasceram um para o outro. Mas as coisas logo começam a desandar. Talvez Cadu ainda não esteja preparado para confiar em uma pessoa que teve uma vida tão diferente da sua; talvez Mari ainda não se sinta segura em dividir sua realidade com o chefe. Para viver esse amor, os dois precisarão enfrentar preconceitos e vencer intrigas. Será que estão prontos?
"Tenho total consciência de que Carlos Eduardo não é para mim. Ele costuma sair com as Barbies da vida e eu não sou uma delas. Mas babar pelo cara não é proibido, né?" p. 14

 Quando decidi participar da Maratona Literária de Inverno, coloquei Cadu e Mari entre minhas leituras pois estava muito ansiosa para conhecer a protagonista (que é minha xará) e a escrita de A.C. Meyer. O livro fazia parte do último desafio, então eu precisaria cumprir todos eles para chegar até o livro que eu mais queria ler da lista. A Maratona começou, eu iniciei minha primeira leitura, porém acabei passando por alguns momentos difíceis em minha vida pessoal. Depois de tentar iniciar outros quatro livros e não conseguir me dedicar a eles, decidi passar por cima dos desafios e tentar ler Cadu e Mari. Foi a melhor coisa que fiz. O livro me tirou de uma grande ressaca e me permitiu uma maravilhosa leitura de um dia.

 Mariana é uma carioca que trabalha em uma badalada revista de moda. Seu chefe, Carlos Eduardo, é um cara super atraente, por quem ela nutre uma queda, porém sabe que pertence a um mundo completamente diferente do seu. Até o dia em que o presidente da revista Be olha para sua assistente com outros olhos e percebe que os dois possuem muito em comum. Porém, apesar dos gostos e pensamentos parecidos e da paixão arrebatadora que parece ligá-los, Cadu e Mari precisarão enfrentar muitos altos e baixos para descobrirem se há ou não um final feliz para os dois. 
"Estou enfeitiçado por aquele anjo de cabelos castanhos e preciso segurar minha onda ou vou acabar pedindo Mariana em casamento até o final da noite. Ai, caramba! De onde saiu isso?" p. 47
 A escrita de A.C. Meyer é maravilhosa. A leitura é muito fluída, a autora consegue alternar a narrativa em primeira pessoa entre os protagonistas, diferenciar as características de cada um e ainda mostrar individualidade ao longo das páginas. Cada capítulo possui uma música-tema que dá ainda mais personalidade ao romance, além de nos deixar mais próximos dos personagens e proporcionar uma incrível playlist para aqueles que gostam de escutar músicas durante a leitura de um livro. À primeira vista, Cadu e Mari pode parecer apenas mais um romance clichê, entretanto a autora foge do óbvio apresentando elementos que tornam toda a trama ainda mais envolvente.

 Mariana é uma personagem muito real e Carlos Eduardo é um personagem que possui muitos pós e contras. Enquanto Mari tem suas inseguranças mas é capaz de se entregar ao que acha certo, Cadu acaba decepcionando um pouco ao mostrar que, diante de certos questionamentos, facilmente se via dando um passo atrás. Não apenas uma vez, o executivo se mostra ingênuo e entra muito em contraste com Mari, a mulher de vida simples que precisa batalhar para ter o que quer.
"Sim, eu sei que dói. Mas pensa que um pé na bunda te empurra para frente." p. 64
 O romance acontece bem rápido, entretanto tal característica se encaixa bem na proposta do livro. As muitas diferenças entre o casal faz com que a leitura seja ainda mais agradável, os dois não demoram muito para nos ganhar e é impossível não torcer por eles. Mesmo que já tenhamos uma ideia de como será o desfecho do livro, A. C. Meyer consegue acrescentar obstáculos que irão balançar a relação de Cadu e Mari. O amor dos dois será colocado à prova, uma dose de ingenuidade em Cadu chega a desapontar (e algumas atitudes no final (admito) me fizeram revirar os olhos),  porém não é nada realmente negativo. Pensei em dar menos estrelas para o livro por não concordar com muitas atitudes desse personagem, porém me dei conta de que não é nada que fuja do contexto da história ou atrapalhe o envolvimento com a trama. Tais erros acrescentam muito para o crescimento de Mari, da trama e, claro, do romance, então são boas escolhas da autora.
"Se eu estiver sonhando, não me belisquem!" p. 118
 Cadu e Mari é um romance muito gostoso de acompanhar. A.C. Meyer proporciona uma leitura rápida e envolvente com direito a uma playlist que dá ainda mais personalidade para sua história. Um romance com ótimo elenco e personalidades, histórias e ideais diferentes. Uma leitura que lembra como, por mais independentes que possamos ser, nossa vida sempre possui influências das pessoas que nos rodeiam.