[Resenha] PS: Ainda amo você | Jenny Han

Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários. Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam. Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.
Romance | 304 páginas | Editora Intrínseca | 2016 | Amazon | Skoob
"Não deixe ficar sério a ponto de as coisas não poderem mais voltar ao que eram. [...] tome cuidado com seu coração. As coisas parecem que vão durar para sempre, mas não vão. O amor pode sumir, ou as pessoas, mesmo sem querer. Nada é garantido." p. 34
 Encantada. É assim que me sinto após o término da leitura de PS: Ainda amo você, sequência de Para todos os garotos que já amei. Mas há um problema nisso: eu não saberia dizer o que de fato me encantou mais. Não sei se foi o crescimento de Lara Jean, o desenvolvimento de Peter, o ponto final em questões mal resolvidas do passado, a leitura ainda mais fluída ou, simplesmente, o romance. Parece que o pacote completo foi tão bem elaborado que Jenny Han conseguiu me conquistar de verdade com esse livro. Aqui, após acompanhar os primeiros passos de Lara Jean em direção ao amor, iremos nos deparar com novos dilemas. Nossa protagonista está namorando oficialmente, porém isso não quer dizer que tudo sairá como esperado. Para finalmente se sentirem completos, Lara Jean e Peter terão que lidar antes com a cicatrização de algumas feridas.
"Talvez eu esteja apaixonada pelo amor. Não parece ser uma coisa ruim." p. 275
 Se eu afirmei que Lara Jean havia amadurecido bastante no primeiro livro da trilogia Para todos os garotos que já amei, em PS: Ainda amo você nossa protagonista viverá em uma corda bamba. A decisão de voltar atrás e engatar um relacionamento sério pode ter sido sua escolha mais certa, entretanto é justamente isso que irá desencadear várias inseguranças e reviravoltas em sua vida. Essa é um ponto positivo da obra se pensarmos pelo lado do conhecimento. É muito bom se sentir cada vez mais próximo da personagem, torcer pela sua felicidade e encarar os desafios junto com ela. Por outro lado, os altos e baixos do relacionamento com Peter e falta de confiança acabam sendo momentos sofridos da trama. De qualquer forma, a autora é sincera em cada palavra e traz mais reflexões e frases marcantes.
"A questão é: não dá para comparar os dois relacionamentos, está bem?
  Vamos ignorar o fato de eu viver fazendo isso em pensamento." p. 62
 Muitas vezes é difícil lidar com o próprio passado, imaginem só ter que encarar, ao mesmo tempo, o passado de outro alguém. Pior ainda se esses dois momentos meio que se cruzam, certo? É justamente por isso que Peter e Lara Jean terão que passar por várias provações até o final de PS: Ainda amo você. Enquanto ela fica confusa em relação a alguém de seu passado que resolve se fazer presente, Peter é muito leal e não consegue abandonar uma pessoa que fez parte de sua vida por muito tempo. Apesar de a sinopse meio que insinuar que o problema todo será apenas o garoto do passado de Lara Jean, ouso dizer que a garota do passado de Peter é que trará momentos decisivos para o livro. O cara, sinceramente, pode ter diversas qualidades, porém não senti que tinha chances com Lara Jean em nenhum momento (nem quando ela própria se sentia confusa). Já no caso de Peter, a garota também possui questões com Lara Jean e isso torna tudo ainda mais forte
"- Eu mereço mais do que isso, sabe? Mereço... mereço ser a pessoa mais importante de alguém." p. 219
 Se me dissessem há um ano atrás que eu ficaria tão apaixonada por um romance adolescente eu provavelmente iria rir. E é justamente por isso, por não ser meu tipo de leitura, que elogio Jenny Han com o maior prazer. A autora é cuidadosa com os detalhes de seu livro, conseguiu me envolver ainda mais e trouxe, de forma clara e sincera, assuntos como bullying, preconceito, respeito, confiança e amizade para a história de Lara Jean.  PS: Ainda amo você é uma leitura que, no fim, deixa seu coração aquecido e veio para mostrar que incertezas podem fazer parte de qualquer relacionamento e, talvez, torná-lo ainda mais real. O importante é saber colocar os sentimentos para fora, ser sincero em relação a eles e, principalmente, encerrar capítulos anteriores de sua vida para iniciar uma nova história.
"Vamos fazer isso isso direito Lara Jean. Vamos com tudo. Chega de contrato. Chega de rede de segurança. Pode partir meu coração. Faça o que quiser com ele." p. 298
Adbox

@magialiteraria_