[Resenha] ABC do Amor, de A.C. Meyer, Brittainy C. Cherry e Camila Moreira

O amor é o personagem principal desta antologia que reúne três das mais românticas autoras da atualidade. Inconveniente, não retribuído, desejado, com final feliz ou sem esperanças, o amor não sai de moda. Em Doce reencontro, o destino encontra a saudade. Jade nunca esqueceu o ex-namorado, que terminou tudo e a trocou pela carreira. Mas a receita de um grande amor nunca desanda. O que acontece quando os dois se reencontram? O perdão é capaz de mudar a história em As cartas que escrevemos. Quando Jake retorna à cidadezinha onde cresceu, o agora ator famoso só esperava ver o seu grande amor mais uma vez. Mesmo que fosse no altar. Com outro homem. É possível fazer Ana Louise mudar de ideia? Além das cores prova que o amor pode nascer do desejo. Alice acabou com o pior tema no projeto final da faculdade. Ela precisa escrever a biografia de Leandro, um artista plástico temperamental, fechado e extremamente gato. A atração entre ambos é intensa, mas os fantasmas do passado podem atrapalhar tudo. 
Contos | Romance | 266 páginas | Galera Record | 2017 | Amazon | Skoob

[...] saudade não tem relação com a tristeza. Ela é a mola que impulsiona cada passo do meu caminho. Assim como o amor. 

 Em ABC do Amor, o amor é o personagem principal de cada um dos contos. A primeira história é Doce Reencontro. Nele, conheceremos Jade, uma mulher que teve a influência da mãe para melhorar suas habilidades na cozinha mas começou a planejar sua loja de bolos inspirada pelo amor de Alex. Na Sonho da Jade a personagem pode trabalhar com gosto, realizar sonhos e proporcionar felicidade aos seus clientes, mas sua vida amorosa não está do jeito que ela esperava. Depois de se separar de Alex, as coisas mudaram para Jade e, apesar de pensar que não teria outra chance como aquela, um reencontro com o passado poderá ser a chance de uma nova vida.

 Doce Reencontro me trouxe uma emoção tão forte que pude imaginar como seria estar no lugar dos protagonistas a todo instante. A história pode ser curta, afinal, é um conto, mas existem vários momentos importantes que nos fazem refletir e suspirar. As reviravoltas nas vidas de Alex e Jade nos fazem ter certeza de como a vida é cheia de surpresas, principalmente se carregamos amor no coração. E, às vezes, o destino pode nos levar para longe, só que depois somos recompensados com a verdadeira felicidade.

Porque quando se ama alguém, a gente espera o tempo que for para que as coisas se alinhem. Para que tudo entre nos eixos.

 As Cartas Que Escrevemos nos apresenta Jake e Ana, amigos que se tornaram namorados porém foram separados pelas decisões que precisaram tomar. Enquanto Jake foi para Los Angeles e se tornou um astro de Hollywood, Ana ficou para trás na pequena cidade em que viviam. O maior problema é que mesmo depois de muitos anos, o amor de Jake por Ana não foi esquecido e, mesmo não estando fisicamente presente, ele escreveu diversas cartas para a amada. Cartas que não obtiveram respostas. Jake se sente cada vez mais angustiado - pelo amor que sente, pelas cartas não respondidas, pela culpa do término - e, quando recebe um convite, resolve dispensar todos os compromissos importantes para resolver questões do passado.

 As Cartas Que Escrevemos foi o primeiro conto que li no livro. Isso porque já conhecia a escrita e o estilo de Brittainy C. Cherry e estava ansiosa para saber o que ela iria nos proporcionar em uma história curta. Ela é uma autora que sempre consegue emocionar e dessa vez não foi diferente. Os boatos que cercaram a cidade após o término do relacionamento de Jake e Ana são importantes para o desenrolar no enredo, principalmente depois que o conteúdo das cartas de Jake é revelado, e Brittainy escolhe as palavras certas para aquecer seu coração, para tornar os personagens especiais e para te deixar cheio de questionamentos. Essa é uma história sobre consciência, sobre decisões importantes e sobre persistência. É sobre como o amor pode sobreviver ao tempo e ser fortalecer graças a ele.

Para mim, as cores eram como palavras que eu não conseguia escrever ou dizer. Era, e ainda é, a única forma que tenho de não enlouquecer.

Em Além das Cores conheceremos Alice, que está noiva e prestes a se formar na faculdade. Sua rotina e seus planos são interrompidos quando ela flagra o noivo a traindo (em sua própria cama) com a madrinha de seu casamento. Tendo que finalizar o projeto da faculdade, mas sem conseguir esquecer o inconveniente com a ex-amiga e o ex-namorado, Alice acaba conhecendo Leandro Franz, um renomado pintor que poderá ajudá-la na finalização de seu projeto. Mas, apesar de ser jovem e bonito, a antipatia dele poderá ser um obstáculo

 Além das Cores é um conto que fala sobre problemas inevitáveis e sentimentos inesperados. Camila Moreira apresenta um romance turbulento, cheio de brigas, mas de muita atração também, e o desenrolar dos questionamentos torna tudo ainda mais proveitoso. As motivações de Leandro e as descobertas de Alice são ótimas para o envolvimento com os personagens e os assuntos abordados e o conto acaba sendo mais proveitoso ainda por falar de inspiração e amadurecimento.

 ABC do Amor é um livro para os que apreciam um bom romance e acreditam no amor - que é o personagem principal dos contos de A.C. Meyer, Brittainy C. Cherry e Camila Moreira. Cada autora, da sua maneira, nos lembra que o amor pode surgir nos momentos mais inesperados, o importante é sempre estar disposto a reconhecê-lo. As três histórias garantem momentos tocantes, mensagens importantes e personagens especiais, de modo que, apesar de ter um conto favorito, todos foram capazes de me fazer suspirar.

:: Por Thatiana Mortani

Um comentário:

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Adbox

@magialiteraria_