Resenha | Ainda Sou Eu, de Jojo Moyes

Sequência dos romances Como Eu Era Antes de Você e Depois de Você, que arrebataram o coração de milhares de fãs, Ainda Sou Eu conta, pela perspectiva delicada e bem-humorada de Lou Clark, uma história comovente sobre escolhas, lealdade e esperança. Lou Clark chega em Nova York pronta para recomeçar a vida, confiante de que pode abraçar novas aventuras e manter seu relacionamento a distância. Ela é jogada no mundo dos super-ricos Gopnik - Leonard e a esposa bem mais nova, e um sem-fim de empregados e puxa-sacos. Lou está determinada a extrair o máximo dessa experiência, por isso se lança no trabalho e, antes que perceba, está inserida na alta sociedade nova-iorquina, onde conhece Joshua Ryan, um homem que traz consigo um sopro do passado de Lou. Enquanto tenta manter os dois lados de seu mundo unidos, ela tem que guardar segredos que não são seus e que podem mudar totalmente sua vida. E, quando a situação atinge um ponto crítico, ela precisa se perguntar: Quem é Louisa Clark? E como é possível reconciliar um coração dividido?

Romance | 400 páginas | Editora Intrínseca | 2018 | Amazon | Saraiva | Skoob
Isto é meio que minha tentativa de recomeço.
 Jojo Moyes é uma autora que consegue surpreender, mas, mesmo assim, preciso admitir que estava com um pé atrás ao começar a leitura de Ainda Sou Eu. Isso porque Como eu era antes de você é um dos meus romances favoritos, sendo que a continuação, Depois de você, ainda divide minha opinião. De qualquer forma, é óbvio que eu gostaria de me reencontrar com Lou, essa personagem tão marcante e querida, e preciso dizer que o encontro foi mais que especial.
- Tenha cuidado para o que diz sim.
 Em Ainda Sou EuLou acha que está pronta para recomeçar. Dessa vez, sua aventura começa em Nova York, onde será acompanhante de uma mulher que não é muito querida pelas pessoas de seu convívio. O motivo disso Lou não saberá logo de cara, entretanto não vai demorar muito para que perceba que acaba de entrar em um mundo de aparências.

  A dualidade social é um dos temas de Ainda sou eu e um dos motivos para que o livro me surpreendesse positivamente. Os eventos sociais que Lou precisará fazer parte, os sorrisos falsos que ela irá perceber, a maneira como dinheiro muda as pessoas... todas esses pontos são seguidores de ótimas reflexões que trazem um toque mais sério e pensativo para a trama, mas sem deixar de lado toda a diversão que o humor de Lou nos proporciona. Ainda mais porque nossa protagonista precisará se reinventar mais de uma vez nesse livro, já que irá se dar conta de que seu objetivo principal pode estar fazendo com que conflitos internos cresçam.
Apenas sobreviva ao dia de hoje, eu dizia o tempo todo a mim mesma. Se a vida havia me ensinado uma coisa era que as respostas sempre vinham.
 Lou e sua espontaneidade fazem com que tudo seja melhor no livro. Desde a primeira página somos lembrados de que sua personalidade forte é um dos motivos que nos fazem amá-la e, ao longo da leitura, vemos que os erros a tornam ainda mais real. Os altos e baixos que ela precisa enfrentar, juntamente às decisões que podem mudar seu futuro são elementos que tornam a história ainda mais proveitosa, uma vez que Lou precisa, de uma vez por todas, enfrentar o passado para seguir em busca de um futuro melhor.

 O fato de que Will segue presente na vida de nossa personagem principal é, ao mesmo tempo, proveitoso e negativo. Se por um lado gostamos de relembrar momentos especiais do primeiro livro, por outro queremos que Lou consiga superar a perda de uma vez por todas. Torcemos, a todo momento, para que ela encontre seu caminho, para que consiga entender o que é melhor para ela, para que aprenda com seus erros. No meio disso tudo, um personagem que pode lembrar muito Will traz um diferencial para a história,  uma outra personagem pode proporcionar o  linda amizade e tudo pode colaborar para Lou aprenda a viver um dia após o outro.
Só se vive uma vez, certo?
 Ainda Sou Eu é uma belíssima história sobre amadurecimento, confiança e escolhas. Nos despedidos de Louisa Clark com o coração apertado, porém aquecido pelas conquistas dessa personagem que tanto nos encantou desde Como Eu Era Antes de Você. Jojo Moyes consegue trazer um enredo nostálgico que nos lembra a importância de aproveitar a vida, afinal (como diria o próprio Will), só se vive uma vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Queremos saber sua opinião ;)

Adbox

@magialiteraria_